• agosto 2020
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  

100 mil mortos e onde está a igreja

“…Até o fim deste artigo, surpreendentemente nenhum, absolutamente nenhum dos que estiveram com Bolsonaro na Páscoa fizeram qualquer pronunciamento de luto, condolências e solidariedade às famílias dos 100 mil mortos…” (Ronilso Pacheco – portal ig )

Aqueles que estiveram no “jejum bolsonarista são:  Iris Abravanel , Silas Malafaia, Josué Valandro, “apóstolo”  Estevam Hernandes, bispa Sônia Hernandes, RR Soares, Robson Rodovalho e os cantores ,  Eyshila Santos e André Valadão

São nomes de “peso” influenciadores,  homens e mulheres com poder de controlar multidões. Milhares seguem essas pessoas sem questionar a ordem que for dada. Todos fazem parte da supra  estrutura social composta por políticos, religiosos, jogadores de futebol  e outros. No caso das lideranças evangélicas, elas acumulam fortunas explorando a  fé alheia.

O  importante é estar alinhado com ódio do governo bolsonaro. Ódio que tem se manifestado com os mais diversos graus. Suas orações, ou o tal “jejum forte” feito por celebridades ricas  do mundo gospel chegam apenas até o cavalo amarelo (Apocalipse 6 : 8) como um alimento pandêmico.  Desde que esses monstros começaram a orar as coisas somente pioraram.

E assim, por ironia a máscara caiu e o mostrou que da boca desses líderes em especifico estão longe de abençoar o povo. Como seria bom se esses grandes líderes calassem a boca…

https://noticias.uol.com.br/colunas/ronilso-pacheco/2020/08/09/pastores-defensores-da-familia-desprezaram-as-100-mil-mortes-por-covid-19.htm

O uso das máscaras

[1] “Máscara pode reduzir carga viral e gravidade da covid-19, diz estudo”

Usar a palavra “pode” deixa uma lacuna entre a verdade e a mentira ou entre a eficácia ou não. Se de fato elas ajudam, por qual motivo os casos de coronavirus não param de aumentar. Até o primeiro domingo de Agosto de 2020 é inevitável que ultrapassem três milhões de casos.

O uso das máscaras criou uma oportunidade para quem estava sem dinheiro e gerou produtos sem qualquer qualidade. Muitas estão longe de ter alguma qualidade:

[2] Resumo da notícia: “Direção do consumidor emite quatro alertas sobre máscaras por insuficiente retenção de partículas”

Somente máscaras testadas e comprovadas cientificamente poderiam ser fornecidas e isso pelo ESTADO, seja ele municipal, estadual ou federal. Em hospitais o correto é  não usar máscara de pano. A famosa N95 ou similares  é muito usada pelos profissionais da linha de frente e os demais usam de outros materiais. Em geral essas máscaras possuem um dos dois elementos da máscara apresentada nessa reportagem.

A [3] – máscara mais próxima do  ideal seria essa, pois ela possui um filtro duplo, é confortável e deixa a respiração livre. A dificuldade de respirar faz com que muitas pessoas deixem o nariz para fora, especialmente se estiverem andando rápido ou correndo.

Essa máscara possui o clips nasal e uma “sanfona” que se adapta totalmente ao rosto e uma vês modelada pode ser colocada rapidamente através dos cordões macios que possui, mas tem  o problema de ser descartável.

Máscaras descartáveis para o povo? Isso jamais vai acontecer. O  bolsonarismo precisaria ver  e amar o próximo. Entender que a vida sem  ser a militar é claro  tem valor. Amor…? Essa palavra é riscada do dicionário do regime e por isso vamos para a nova meta: quatro milhões de casos..

“E daí…!” ou adaptando para a famosa frase de Edir Macedo: “ Se não contaminar amém e se contaminar que se dane!”. Com esse tipo de pensamento o Brasil caminhou  para ser a boca do inferno das pandemias.

 

 

[1] – https://www.bbc.com/portuguese/geral-53687363

[2] – https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/direcao-do-consumidor-emite-quatro-alertas-no-mesmo-dia-sobre-mascaras

[3] – Máscara ideal somente existiria se ela eliminasse o coronavirus.

Bolsonarismo em uma perspectiva Apocalíptica

O bolsonarismo cria condições precoces que envolvem  as cartas para as sete igrejas ,  os quatro cavaleiros do Apocalipse e as trombetas.

Foi triste ver os grandes líderes de igrejas brasileiras bajulando  bolsonaro em troca de impostos. A cena é de encher os olhos de lágrimas diante da injustiça desse mundo, onde mercenários da fé em troca de isenção de impostos e pela falta de caráter fazem qualquer pacto com o governante, mesmo que isso represente destruir a vida do pobre trabalhador. A resposta para essa angústia está nas cartas do Apocalipse, ali temos lideres religiosos ricos e falsos apóstolos sendo duramente criticados pelo Senhor JESUS.

O bolsonarismo também forneceu  o “alimento” para que os quatro cavaleiros possam cavalgar pela terra. Infelizmente, o Brasil virou o poço do abismo,  a boca do inferno  e mão de todas as desgraças de onde sai todo tipo de maldade contra a população indefesa diante da onda militar fascista.

O cavalo Branco: A ordem Mundial do cristo cósmico Baha’u’llah  se encaixa completamente nessa profecia e um de seus princípios maiores é a unidade da diversidade. O bolsonarismo nada fez para inibir a agenda gay. Os gays e lésbicas saíram correndo para se casar, sendo que poderiam esperar tranquilamente. Tudo ficou apenas como uma estratégia de campanha  bolsonarista política para chegar ao poder. Uma farsa usada por muito tempo para implantar austeridades e maldades contra o povo.

O cavalo vermelho : Se dependesse da vontade do governo já estaríamos vivendo  em um verdadeiro faroeste, onde vive mais que sacar a arma primeiro. O bolsonarismo promoveu  o uso infinito de armas.  O regime racista em extremo abriu porta para que os “brancos perfeitos” desse mundo  pudessem matar e humilhar  negros e índios. Cada caso de agressão racista serve como motivação, pois os agressores raramente são condenados.

O cavalo preto:  O cavalo do desastre econômico.  Mo monstro do ministro da economia chamado Paulo Guedes entrou para  a história.  Destruiu o sistema da previdência, abriu portas para o fim do FGT, acabou com a vida de muitos  micros e pequenos  empresários durante as pandemias, sonha com a volta da CMPF que foi um dos impostos mais injustos e cruéis.  Guedes…um homem podre, nojento e azedo…uma personificação do demônio aqui na terra.

O cavalo amarelo: O cavalo das epidemias foi alimentado pelo descaso do governo federal, estadual e municipal. Todos alinhados com o mesmo principio de destruir as raças inferiores. O bolsonarismo de forma mais direta, mas partidos como o poderoso PSDB que  tem controle total do Estado de São Paulo adotou uma estratégia mais política de mudar  o foco.

Nesse caso deixam de combater as aglomerações e focam apenas em leitos de UTI. Ora, se estiverem vazios e a contaminação cada vez maior não tem problema. O resultado foi a abertura do comércio em geral para que as pessoas morressem e se contaminassem.

E assim, através de governos diabólicos o Brasil chegou ao fundo do poço.  Milhares de mendigos espalhados na maior capital do Brasil, seus cachorros desnutridos.Um comércio totalmente precário. Desolação e tristeza nas ruas…Esse foi o cenário de uma das maiores capitais do mundo, São Paulo.

O regime bolsonarista  também  tem espaço para as sete trombetas do Apocalipse. As matas, o mar e os rios de água doce estão condenados ao  desaparecimento. O resultado já pode ser sentido em São Paulo. Não existe mais as quatro estações e uma fumaça esbranquiçada paira no ar anunciando a angústia e sofrimentos futuros, ainda mais se esse monstro  for reeleito.

 

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2020/07/24/o-apocalipse/

Os exterminadores do futuro

Coronavirus , a divina comédia

“O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.”  (João 3 : 8)

O viajante esvazia  de si mesmo não sabe de onde vem ou para onde vai  e encontra-se agora no inferno. Na primeira parada contempla o demônio estrela renfã. A semelhança  coronavirus x renfã é algo que não dá para questionar. Estrela da morte que se alimenta de sangue para um dia brilhar intensamente entre os mundos. Estrela que não guia, mas faz  a humanidade se perder em um abismo de perdição. Estrela que representa as nove religiões juntas em uma apostasia mítica. Sim ! A peste está lá.

Um pouco mais acima e ainda no inferno….lá está o demônio Apoliom, rei das epidemias. Todo rei  tem sua coroa. Coronavirus = coroa. A cora fragmentada em apenas um minúsculo pedaço que mata e corrói pulmões e cérebros. Tal como uma nevoa  feitas por gafanhotos maligna que se atrai ao aglomerar e tenta sugar a alma de alguém.

A jornada faz uma pausa na Terra. O coronavirus, um planeta minúsculo e invisível se torna um planeta  muito maior devorando os que habitam a Terra. Economias destruídas, vidas arruinadas e as portas da corrupção abertas.  Sim! A peste está lá.

Agora o viajante está nas regiões celestiais do mal. A estrela coberta de sangue agora se fartou e brilha abaixo de um trono vazio. Claro! Esperando que o cristo cósmico se assente para reinar. Ó Baha’u’llah quando sua nova ordem mundial  chegará?

Ainda subindo mais no além, agora o viajante se depara com o trono de DEUS. Quatro Anjos, quatro rodas de rodas das rodas, quatro cavalos e seus  cavaleiros. O coronavirus parece estar lá para atiçar os cavalos em uma pré-cavalgada.

Ele (o coronavirus)  passeia ao redor do cavalo amarelo na esperança de ser aperfeiçoado geneticamente  para matar a quarta parte das pessoas no mundo. Agora ele faz uma cócega no cavalo preto e as economias mundiais clamam por um salvador que os guie em mundo pandêmico.

Ele não poderia esquecer de atiçar o cavalo vermelho  da guerra. Hoje, pessoas matam  e multam pelas máscaras. Máscara salva vida, mas também se perde. Quantas pessoas no mundo brigaram e até mataram seu próximo em busca do politicamente correto.

E o cavalo branco…Ah ! “Cavalo doido por onde trafegas?Teu nome é tempo vento vendaval.Me derrubaste como quem me nega..cavalo doido cavalo de pau…” só observa tudo esperando que o coronavirus retorne com todo o caos e seja glorificado na forma do demônio estrela renfã. E assim, a viajem termina onde ela começou….

Os cavaleiros do Apocalipse

 E, HAVENDO o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê.

 E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer.

 E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê.

 E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.

 E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer ao terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança na mão.

 E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho.

 E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê.

 E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra. Apocalipse 6 (1-7)

Resumo:

1) Cavalo Branco :

–  Estabelece a vitoria do seu reino através do Arco. Besta do Abismo.Os Cavalos Branco e Preto se encontram nas terras do norte.

“O carro em que estão os cavalos pretos, sai para a terra do norte, e os brancos saem atrás deles, e os malhados saem para a terra do sul.”  (Zacarias 6 : 6)

Perspectiva Bahá’i:  Haifa- Monte Carmelo  / Norte de Israel.  [1] – Arco de Baha’u’llah (Monte Carmelo)

Demais cavalos: Causam o caos necessário para o reinado do Cavalo Branco

2) Cavalo Vermelho  : Guerra civil

3) Cavalo Preto : Crise econômica

4) Cavalo Amarelo: A morte e redução populacional de 1/4. Morte:  fome, peste (pandemias globais) e feras da terra.

 

[1] – https://apocalipsetotal.wordpress.com/2008/12/30/o-projeto-arco/

A visão de CRISTO glorificado

E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro.

 E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo;

 E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas. Apocalipse 1 (13-15)

Nos versículos acima existem duas características que foram abordadas aqui que são:

1) Cabeça e cabelos brancos : O fato da palavra cabelos estar no plural pode significar que o CRISTO tenha também barba branca, muito diferente do jovem feio e com aproximadamente 33 anos que foi crucificado. Tal diferença deixou o Apóstolo João, mesmo em espírito, abalado em ver um corpo glorificado.

A glorificação do corpo de JESUS é um exemplo do que se espera para os escolhidos e isso sem contar os galardões que estão descritos nas cartas das sete igrejas:

“Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.”  (Filipenses 3 : 21)

Por mais difícil que seja a presente era, o melhor é olhar para a meta final e as promessas de DEUS. Esse pequeno feixe de luz irradia na alma dando forças para suportar tantas desgraças, pandemias e especialmente políticas, que  se vive no Brasil, uma país governado pelo ódio  e o desejo de devastação do presidente.

2) Pés semelhantes a latão reluzente  – com a força desses pés, glorificado com o mais puro metal, JESUS tem todo o poder e controle do inferno, da morte e  do mundo.

Essas duas informações servem mais para católicos e Bahá’is. O bahaismo se aproxima muito mais do catolicismo do que religiões protestantes, especialmente devido a Rainha dos Céus estar presente em ambas religiões que retratam JESUS de forma totalmente errada.

A igreja católica costuma ter imagens do menino Jesus e do jovem com traços europeus. Se o Papa lesse com atenção o livro de Apocalipse saberia que essas representações estão totalmente erradas.

No caso do Bahaismo, sai a figura de Cristo e entra a figura de Baha’u’llah. Com o cristo cósmico acontece o contrário, ou seja, temos um senhor que receberá um corpo de jovem no plano astral quando subir para as regiões celestiais do mal, embora ele pense que seja o céu:

“…Quiçá possam se levantar, diante dos habitantes da terra e do céu, para exaltar e magnificar este Jovem que Se estabeleceu, no âmago do Paraíso, sobre o trono de Seu nome, o Auxiliador Todo-Suficiente – Aquele sobre cujo semblante brilha o esplendor do Todo-Misericordioso, de cujo olhar surgem os fulgores do Todo-Glorioso…” ( O chamado do Senhor das hostes – Baha’u’llah)

Outro grade diferença entre o CRISTO e o Cristo Cósmico Baha’u’llah estão nos olhos. Os olhos de CRISTO são como fogo e os do cristo cósmico apenas Brilham. O fogo do cristo verdadeiro é o que consome e tem poder acima de todas os principados. Já o brilho no olhar do cristo cósmico apenas serve para adoração:

“E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?”  (Apocalipse 13 : 4)

A pandemia como castigo

Estados Unidos e Brasil lideram em número de casos na pandemia e possuem muita coisa em comum. São dois malucos totalmente despreparados que chegaram ao poder propagando o ódio, preconceito, racismo e a indiferença com a vida dos pobres, por exemplo: A frase mais usada por Trump é: “I don’t care witch you  (eu não me importo com você)”   e bolsonaro : “e daí!”.

Mas mesmo assim, os institutos de estatística já o declaram reeleito. De fato, se essa desgraça acontecer isso pode ser explicado devido a grande quantidade de votos nulos e brancos, as regalias aos militares (aposentadoria aos 55 anos, direito de bater em quem quiser  e ocupar cargos em ministérios para não fazerem nada…),  um exército de evangélicos cegos  e burros que são guiados por falsos apóstolos, pastores ou bispos. Claro! E os famosos.

Como descrito nessa charge toda essa supra estrutura parasitária que vive do dinheiro do povo empurram a pandemia. Não importam com milhares de mortes de pessoas e criam verdadeiros transtornos em nossas vidas, por exemplo: As máscaras deveriam ser usadas apenas por pessoas contaminadas, mas não se faz um teste em massa para isso. O resultado é uma verdadeira selvageria e violência dos que são contra x a favor do seu uso.

A estupidez política em criar regras absurdas e uso de multas abusivas, por exemplo: Em Santos o prefeito tenta multar pessoas que não estiverem 1,5 de distância das outras. Em São Paulo Capital, o então secretário de transportes resolveu interditar quatro avenidas para conter a pandemia. Alguns prefeitos tiveram a idéia ridícula de permitir a saída de homens nos dias pares e mulheres nos dias ímpares.

O ódio acima de tudo se converteu em um castigo jamais visto e a tendência é que as coisas piorem, por exemplo: O boné desse  político sem escrúpulos  abaixo: Um coação, uma cruz  e reverenciando o uso de armas. Isso não difere de terroristas fundamentalistas que justificam suas ações violentas usando a religião. Diante disso…esse monstro seria por acaso cristão?

A cada cena de estupidez do regime bolsonarista  mais castigos temos e  se esse monstro  for reeleito,  aqueles mapas que mostram as ruínas de um Brasil que foram feitos em 2012 estão mais próximos de se concretizarem.  Desde que bolsonaro ( em minúsculo mesmo) foi  eleito a única coisa positiva desse governo foi o  seu teste de infectado.

https://d.costanorte.com.br/geral/75260/mais-de-800-banhistas-sao-orientados-na-orla-de-santos-e-13-recebem-multas-por-falta-de-mascarahttps:

//br.noticias.yahoo.com/