• dezembro 2017
    S T Q Q S S D
    « nov    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031

A despedida do Haiti

Os governantes do Brasil parecem ter terminado o primeiro estágio de devastação desse país, porém ficam algumas perguntas:

1) Se lá voltou ao normal por qual motivo não param de chegar imigrantes aqui?

As duas principais causas são a de roubo das terras e a exploração da mão de obra barata/escrava, para a reconstrução do país através da Odebrecht e outras empreiteiras. Sem ter onde morar ou trabalhar de forma digna só restou sair do país.

2)  E as favelas? Mataram mesmo só traficantes?

Deixo a resposta com essa senhora que presenciou a realidade no Haiti:

“ Lúcia – Aí eu pergunto: pacificaram o que ou quem? Não sei. Matar traficantes quando ao mesmo tempo matam a população civil, eu não vejo nenhum mérito nisso. Os métodos empregados pelo exército brasileiro ferem a soberania e a dignidade do povo haitiano. Lúcia Skromov…”

3) O que levou os governantes desse país que nascemos por azar a toparem esse guerra?

A primeira resposta está na Ordem Mundial de Baha’u’llah, pois o Haiti foi um teste para tentar uma cadeira no Conselho Econômico da ONU, local que um dia controlará o Exército Mundial de Baha’u’llah, um grupo de nações que vão devorar toda a terra, muito parecido com a besta de 10 chifres do livro de Apocalipse 13.

A segunda resposta não é tão oculta, pois os EUA estão ocupados demais com outras guerras no oriente médio, por isso precisam terceirizar o restante.

A terceira, como visto antes, trata-se de instalar a corruptocracia dos governantes Brasileiros por lá. Empresários, banqueiros e políticos do Brasil possuem uma fonte de enriquecimento ilícito nesse país para se perpetuarem no poder.

A mão de obra escrava é um ótimo recurso para ser usado em temos da quarta revolução indústria, onde a oferta x demanda passa a ser orquestrada pela lei do tempo real, ou seja, só vão fabricar algo que já tenha sido vendido. Nada de estoque!

Infelizmente não adianta denunciar. Basta que um desses políticos coma um pastel na feira ou algo no bom prato, beije uma criança ou se vista de gari para conquistar boa parte do eleitor brasileiro .

Referências:

http://apocalipsetotal.blogspot.com.br/2008/08/os-alicerces-do-exrcito-mundial-de.html

https://www.youtube.com/watch?v=1NL4U_3mPhc

http://anovademocracia.com.br/no-54/2270-qpara-o-exercito-todos-sao-bandidosq

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/07/21/telegrama-mostra-suspeita-de-favorecimento-do-itamaraty-a-empreiteiras-no-haiti.htm

http://www.odebrecht.com/pt-br/comunicacao/releases/aeroporto-de-porto-principe-retoma-operacoes-apos-obras-de-recuperacao

Anúncios

Missão da ONU no Haiti foi sucesso

Essa frase é de um tal Aloysio Nunes durante a  cerimônia de passagem de comando do 25º ao 26º e último contingente militar de tropas brasileiras. Segundo esses monstros usurpadores em breve o Haiti viverá uma paz. Nada poderia ser mais irreal e mentiroso!

Do ponto de vista global e da nova ordem mundial de Baha’u’llah, O Brasil conseguiu alguns pontinhos básicos para entrar no Conselho de Segurança da ONU, agência da ONU candidata a se transformar-se nos nove eleitos do executivo mundial,  quando em algum dia acontecer a reforma.

Com o país devastado surgiu  aristocracia da burguesia internacional, onde EUA, França, Brasil e outros aliados agora podem dividir o território, administrando e roubando as riquezas naturais. No caso dos EUA, é bem provável que tenha o interesse  em petróleo e ouro.

http://www.margueritelaurent.com/pressclips/oil_sites.html#oil_GeorgesMichelEnglish

Já esse país corrupto e nojento chamado Brasil (me refiro aos governantes e ex-presidentes (as) ), instalou-se a tradicional “corruptocracia”. Empresas envolvidas em escândalos como a  Odebrecht e OAS, ambas operam superfaturando obras como estradas e aeroportos para transportar as riquezas do país, conseguida com muito suor dos escravos e da mão de obra barata que sobrou por lá.

As forças de paz da ONU e a parceria brasileira pouco ou nada fizeram pelo povo que está jogado a própria sorte. Percebe-se claramente que esse exército mercenário de estupradores somente foi utilizado para proteger as grandes corporações que se apossaram do Haiti e também cooperaram muito com a destruição de qualquer movimento social. Dessa forma,  a mão de obra escrava não pode reagir e tem que aceitar um salário absurdo de 3 dólares  ao dia e isso com muita sorte.

O que resta para esse povo sofrido e tentar a vida em outro lugar. E assim, milhares de haitianos chegam a o Brasil na busca de uma vida melhor. Um país que está em crise e que passa por período de austeridade, onde nossos governos, seja Temer, Lula, Dilma, Alckimin, João Dória e outros insuportáveis, cooperam para que o mesmo caos instalado por lá seja feito aqui.

Referências:

http://www.portalr3.com.br/2017/06/militares-brasileiros-do-recife-e-do-rio-de-janeiro-retornaram-do-haiti/

http://www.odebrecht.com/pt-br/comunicacao/releases/aeroporto-de-porto-principe-retoma-operacoes-apos-obras-de-recuperacao

http://resistir.info/galeano/haiti_18jan10.htm

Conceituando os vingadores no filme Guerra Civil

Parte dos princípios de Baha’u’llah a criação de uma força internacional, mas o que está sendo feito? Como os países estão colaborando para a criação do maior Estado opressor de todos os tempos? (…mais)

Resumo do filme: O recém criado grupo de vingadores aparece para proteger a terra, porém o ato heróico se transforma em um verdadeiro desastre. Matam muito mais pessoas com os erros  cometidos do que salvam. Observando isso a ONU propõe um tratado/resolução criado por 117 países, onde o grupo só poderá ser acionado quando for requisitado pelo painel da ONU, ou seja, ficam submissos a agência internacional. Começa então a rivalidade entre vingadores se dividindo em dois grupos: Os que apóiam a ONU com o seu tratado e os que não apóiam.

Até o ano de 2015 os filmes trabalhavam muito com mensagens subliminares, mas agora estão mais reflexivos e conceituais. Esse filme é muito chato, mas tem como proposta a multiplicidade de significados para a reflexão e escolha do telespectador.

Essa guerrinha boba entre vingadores pode ser vista de diversas formas como: Uma guerra de vaidades entre poderosos,  um guerra civil entre partidos de direita e suposta esquerda ou a matança de inocentes em nome do bem maior, mas vamos nos deter nessa reflexão na ONU e seu relacionamento com os vingadores.

São 117 países que somados dão o número 9, representando a ordem mundial de Baha’u’llah. Biblicamente falando, dá para comparar com o seguinte versículo:

“E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta.” (Apocalipse 17 : 12)

Nesse ponto de vista, os vingadores assumem o papel de líderes que possuem o controle do exército mundial que surgirá com a futura reforma da ONU. Devido aos personagens serem humanos modificados, ou seja, superiores aos demais podemos comparar com os dez chifres. Já o tratado da ONU como uma nova carta dessa agência que reinará sobre as nações, representada no filme com o nome de tratado de Sokovia. Painel da ONU? Teremos aqui uma ditadura ecologicamente correta oprimindo os povos? Pelo que tudo indica sim.

Saindo da tela para a realidade. Pouco se tem feito na criação do exército mundial. Ainda estamos no estágio em que os membros da OTAN devastam o oriente médio e outros locais para explorar e transformar em colônias. Já o governo brasileiro, continua na política corrupta fazendo o serviço sujo no Haiti pensando que vai conquistar uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU. Drones vigilantes, identificação biométrica por voz, rastreamento,  pessoas geneticamente  motificadas, controle mental ou robôs humanos ..o cenário está a cada dia mais preparado.

De resto o filme dá até sono… As tradicionais cenas de ação e   vaidade a flor da pele por se acharem o máximo. Apenas para tumultuar os conceitos, os autores misturam na trama a disputa entre a Hydra x Shield, mas o objetivo aqui é levar para o mundo da fantasia dos quadrinhos.

Se a arte do cinema continuar assim não vai demorar muito para que isso desapareça. A qualidade está tão ruim que assistir de graça na internet já sai caro, mas mesmo assim esse filme faturou milhões.

O Exército Mundial

exercito mundial2“A terra é um só país, e os seres humanos seus cidadãos.” ( Baha’u’llah)

“… Desta simples frase decorre o mais ambicioso projeto político jamais imaginado: um Estado supranacional, legitimado mundialmente, dotado de poder coercitivo, expressando a cúpula de uma organização mundial em que todas as nações, raças e crenças estejam unidas num só corpo, livres das influências belicistas de governos e povos, com seus recursos econômicos organizados e explorados, seus mercados coordenados e desenvolvidos, e a distribuição dos produtos regulada segundo princípios eqüitativos. Um sistema federado de países, com Poder Legislativo, Executivo e Judiciário em nível mundial, dotado de uma Força Militar Internacional, sem prejuízo de forças armadas internas em cada país, organizada para a defesa e manutenção das normas de um novo código internacional e que se baseia no princípio da cooperação mútua, na solidariedade entre os povos e na proteção da humanidade….” (Luiz Gushiken/PT durante o centenário de Baha’u’llah em Brasília )

Vamos direcionar essa investigação na questão da força militar internacional. Pode-se entender – e isso sem sombra de dúvidas- que tal força será um exército mundial. Em algum momento da história todos os países signatários da ONU contribuirão não só financeiramente, mas com soldados para a composição dessa tropa. É importante ressaltar que essa força estará submissa ao Conselho de Segurança da ONU. É de lá que virão as ordens para atacar as pessoas que não estiverem cooperando com o novo código internacional. Para ajudar a comunidade Bahá’i fizemos o novo símbolo do exército brasileiro…Sai as estrelinhas tradicionais e entra uma de nove pontas.

O código internacional nada mais é do que a positivação dos princípios de Baha’u’llah pelo poder jurídico. Ainda é cedo para se afirmar, mas as chances da besta de dez chifres descritas no livro de Apocalipse capítulo 13 surgir após uma reforma do Conselho de Segurança da ONU é grande.

Porém, no presente a situação da ONU é a seguinte. Existe um Conselho de Segurança totalmente desorientado e que impõe sanções econômicas para preservar o capital, especialmente o americano. Os boinas azuis (um rascunho do exército mundial) estão mais preocupados em estuprar crianças pelo mundo do que garantir qualquer tipo de paz.

Governantes como os do Brasil assumem missões de paz na qual não fazem absolutamente nada. Esse é o caso do Haiti. Fora isso, temos muitas “guerrinhas” particulares onde países entram na cruzada contra o terror tentando conquistar uma vaga no Conselho de Segurança. O resultado…as pessoas comuns que não possuem qualquer vínculo com governos imbecis pagam por isso, por exemplo: As pessoas mortas nos atentados da França (que DEUS dê o conforto na eternidade para eles) e em outros países.

Triste escrever essas palavras, mas vamos continuar nessa palhaçada até que o exercito mundial de Baha’u’llah apareça, mas não pense que isso trará a paz … muito longe disso é nessa época que vai iniciar a terrível era do quarto animal com dentes de ferro:

“Depois disto eu continuei olhando nas visões da noite, e eis aqui o quarto animal, terrível e espantoso, e muito forte, o qual tinha dentes grandes de ferro; ele devorava e fazia em pedaços, e pisava aos pés o que sobejava; era diferente de todos os animais que apareceram antes dele, e tinha dez chifres.” (Daniel 7 : 7)

 

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/08/06/os-12-principios-da-nova-ordem-mundial/

http://unicrio.org.br/conheca-a-onu/como-funciona/

http://www.bahai.org.br/curso/curso2_5.htm

http://bahaicampinas.org.br/2015/05/homenagem-ao-centenario-da-ascensao-de-bahaullah-28-de-maio-de-1992/