CRISE, REFORMAS, FORA TEMER, ELEIÇÕES INDIRETAS

O complexo financeiro-empresarial não tem opção partidária, não veste nenhuma camisa na política, nem defende pessoas. Sua intenção é tornar as leis e a administração do país totalmente favoráveis para suas metas de maximização dos lucros.

1 – O foco do poder não está na política, mas na economia. Quem comanda a sociedade é o complexo financeiro-empresarial com dimensões globais e conformações específicas locais.

2 – Os donos do poder não são os políticos. Estes são apenas instrumentos dos verdadeiros donos do poder.

3 – O verdadeiro exercício do poder é invisível. O que vemos, na verdade, é a construção planejada de uma narrativa fantasiosa com aparência de realidade para criar a sensação de participação consciente e cidadã dos que se informam pelos meios de comunicação tradicionais.

4 – Os grandes meios de comunicação não se constituem mais em órgãos de “imprensa”, ou seja, instituições autônomas, cujo objeto é a notícia, e que podem ser independentes ou, eventualmente, compradas ou cooptadas por interesses. Eles são, atualmente, grandes conglomerados econômicos que também compõem o complexo financeiro-empresarial que comanda o poder invisível. Portanto, participam do exercício invisível do poder utilizando seus recursos de formação de consciência e opinião.

5 – Os donos do poder não apoiam partidos ou políticos específicos. Sua tática é apoiar quem lhes convém e destruir quem lhes estorva. Isso muda de acordo com a conjuntura. O exercício real do poder não tem partido e sua única ideologia é a supremacia do mercado e do lucro.

6 – O complexo financeiro-empresarial global pode apostar ora em Lula, ora em um político do PSDB, ora em Temer, ora em um aventureiro qualquer da política. E pode destruir qualquer um desses de acordo com sua conveniência.

7 – Por isso, o exercício do poder no campo subjetivo, responsabilidade da mídia corporativa, em um momento demoniza Lula, em outro Dilma, e logo depois Cunha, Temer, Aécio, etc. Tudo faz parte de um grande jogo estratégico com cuidadosas análises das condições objetivas e subjetivas da conjuntura.

8 – O complexo financeiro-empresarial não tem opção partidária, não veste nenhuma camisa na política, nem defende pessoas. Sua intenção é tornar as leis e a administração do país totalmente favoráveis para suas metas de maximização dos lucros.

9 – Assim, os donos do poder não querem um governo ou outro à toa: eles querem, na conjuntura atual, a reforma na previdência, o fim das leis trabalhistas, a manutenção do congelamento do orçamento primário, os cortes de gastos sociais para o serviço da dívida, as privatizações e o alívio dos tributos para os mais ricos.

 

10 – Se a conjuntura indicar que Temer não é o melhor para isso, não hesitarão em rifá-lo. A única coisa que não querem é que o povo brasileiro decida sobre o destino de seu país.

11 – Portanto, cada notícia é um lance no jogo. Cada escândalo é um movimento tático. Analisar a conjuntura não é ler notícia. É especular sobre a estratégia que justifica cada movimento tático do complexo financeiro-empresarial (do qual a mídia faz parte), para poder reagir também de maneira estratégica.

12 – A queda de Temer pode ser uma coisa boa. Mas é um movimento tático em uma estratégia mais ampla de quem comanda o poder. O que realmente importa é o que virá depois.

13 – Lembremo-nos: eles são mais espertos. Por isso estão no poder.

 

Maurício Abdalla é professor de filosofia na Universidade Federal do Espírito Santo

http://diplomatique.org.br/13-pontos-para-embasar-qualquer-analise-de-conjuntura/

Toma lá…

A culpa é dela…

O dia em que “michelzinho” não foi para a escola

No dia 28/04/17, dia da greve geral “michelzinho temer” não foi estudar. Esse dia é dedicado ao belo ou a beleza pelos  Baháis. Apenas uma coincidência de datas e nada mais…

Mas algo fica estranho no ar. O que  “michel temer”  que não possui qualquer limite em termos de crueldade com o povo tem em comum com o bahaismo? O monstro de três pés (reforma do ensino médio, previdência e trabalhista )  está quase  pronto para devorar muita gente pelo Brasil. O seu último pé será decidido após o dia do trabalho (  Um feriado que tem origem no sangue derramado, nesse caso enforcamento, do Estado ao povo oprimido ) com a reforma da previdência.

Quando olhamos para a escola das nações temos o início de uma resposta. Trata-se de uma escola para formação de elite. A formação se foca em líderes do futuro, nesse caso da elite aristocrática brasileira  que dará continuidade na opressão ao povo. Pouco interessa a esse presidente miserável conceitos da diversidade, o que ele precisa é que seu pirralho maldito (melhor seria que nunca tivesse nascido)  aprenda como raciocinar acima da média normal das pessoas para poder servir no futuro a política, ao o interesse de empresários e banqueiros.

Infelizmente a política brasileira é isso…Um pequeno grupo de miseráveis em espírito que prensam apenas em si  e nos deleites que a vida pode dar. Isso inclui casamento com mulheres que poderiam ser suas  netas. Para o sustento dessa vida de luxo é necessário sacrificar o povo criando empregos de péssima qualidade em terceirizações, educar para a burrice no ensino médio,  reter o dinheiro da aposentadoria, alias desviar para o pagamento de dívidas políticas/  bancarias e claro aumento de impostos, taxas de serviços e tudo mais até que o povo não tenha mais esperança e viva na miséria absoluta. Simples assim, esse é o plano para o Brasil se nada for feito.

Mario Covas Neto, Michelzinho filho, Eli Correa Filho…os nomes não importam, pois a perpetuação da linhagem na política que destrói nossas vidas estão além das urnas. Nosso salário que é diminuído e não nos pagam o que é devido, pois tudo é desviado, mas que nosso clamor chegue até os ouvidos do Senhor dos Exércitos e que ELE possa vingar sobre esses monstros do presente e do futuro:

“Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos.”  (Tiago 5 : 4)

http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/michelzinho-sem-aula-hoje.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=LauroJardim

Marx encontra Olavo de Carvalho

Cenário 1: Escritório de Olavo na Virginia (EUA).Um dia normal de reflexão entre palavrões e tragadas de cigarro,  o filósofo expõe seus argumentos contra Marx no seu seminário. Subitamente,  a fumaça inalada para de produzir a  sabedoria dogmática e inata do nosso filósofo. Seus discípulos são tomados pelo silêncio na internet. Olavo parte para o além após insuficiência respiratória….

Cenário 2: Em algum lugar do além…entre nevoas e nuvens  surge um senhor de barba meio grisalha.

Olavo – Marx! Karl Marx! É você mesmo?

Marx – Sim meu senhor!  Olavo se não me engano? Os comentários aqui é que sejas um filósofo.

Olavo –  Sim! Sou um filósofo brasileiro e lutei contra o comunismo, ou seja, contra você.

Marx – Meu caro! Parece que nessa luta ambos chegamos ao mesmo lugar. Que tal examinarmos essa questão?

Olavo: Concordo!

Marx – Percebi que és contra as questões sociais. Seu país parece viver uma grande turbulência devido a corrupção política aliada ao capital. Os direitos sociais (aposentadoria, trabalhistas…) estão sendo usurpados do povo e não existe nada no seu site em apoio aos   oprimidos. Alias, faz tempo que não escrevia mais nada. Qual é o motivo?

Olavo – C@@@&!!!!& ! Marx! Direitos sociais são coisas de comunista &*&*%%% (mais palavrões) ! Os sindicatos criados inspirados na sua ideologia se apresentam como lideranças e calam a voz do povo. Não sou sindicalista!

Marx – Prezado! Acho que está conceituando errado o que é socialismo e social. De fato,  são coisas distintas: O primeiro é uma ideologia o segundo uma conquista popular. Quanto aos  sindicalistas,  eles nunca foram marxistas.

Olavo – Mas veja o que seus discípulos fizeram….Transformaram a terra em um caos.

Marx – Não é por acaso que estamos no mesmo lugar, meu caro! Seus discípulos também transformaram  seu país em um caos.

Olavo – C$#$@@@#!!! Como assim %$%#@!

Marx – Vou usar como exemplo o “MBL” e o “Vem pra rua”. Chegou ao meu conhecimento que um guri chamado Kin, filho da sua filosofia apóia a aposentadoria após 49 anos de trabalho, pois tem as palavras do atual governo como verdade. Chega a ser infantil, mas de falto, o tal ser é apenas um moleque pelo que me contaram. Mas como tudo no seu país, me refiro ao Brasil e não a América, tudo se move pela corrupção. Esses moleques exibicionistas são patrocinados pelo grande capital interno e externo.O interno parece ser empresários da FIESP.

Olavo –  E daí!  Seus discípulos (Lênin, Stalin e outros) subiram ao poder e enriqueceram com sangue alheio!

Marx –  Acaso o capitalismo  que tanto defendes não faz o mesmo? A diferença é que não matam de imediato. É necessário aumentar o tempo de vida e sofrimento através da opressão,  impostos e remédios. Ora, para que matar se pode lucrar enquanto o sangue estiver no corpo?

Marx – E no que se refere a arte? Fui informado que um ótimo cantor e compositor  brasileiro foi seduzido pelos seus ensinamentos absurdos. Lobão é o nome da fera.

Olavo – Ah! Mas que &%%###@@. E a arte comunista? Chico Buarque, Caetano, Raul Seixas. Veja quanta coisa produziu sua utopia comunista!

Marx – Mas como disse meu caro. Aqui estamos no mesmo lugar!

Olavo – Opa! Qual ensinamento absurdo se refere hein!

Marx –  A sua proposta absurda de Plebiscito. Acha que um mundo onde temos oprimidos e opressores os opressores darão voz aos oprimidos?

Olavo – Assim como Sócrates eu apenas os pari. Não sou responsável pelos seus atos.

Marx – Digo o mesmo:  Assim como Sócrates eu apenas os pari. Não sou responsável pelos seus atos.

Olavo – Mas que %%¨%%¨% de lugar é esse? Não tem cigarro! É o inferno!!!!???

Marx – Terás que contentar com essa neblina mesmo. O efeito é similar a uma boa inalação. Isso  fará bem para sua saúde! Pela sua linguagem obscena parece ainda estar ligado ao corpo. Quanto a mim…a morte já opera, pois meu corpo foi desfeito e seu caso recente parece caminhar para a vida.

Marx – Mas, já é hora de irmos: eu para a morte, e vós para viverdes. Mas, quem vai para melhor sorte, isso é segredo, exceto para Deus.

 

Olavo de carvalho & Satanás

“Trabalharia junto com o Zé Antonio Satanás da Silva, se for preciso. O que a gente não faz pelo Brasil?” ( Olavo de Carvalho para o Jornalista Ricardo Senra (BBC).

Talvez Olavo não tenha refletido na profundidade de sua frase e nas  conseqüências metafísicas  dela. O Filosofo dono do site Mídia Sem Máscara a cada dia tem conseguido grande espaço no jornal da BBC que também está produzindo matérias mais filosóficas. Reinado Azevedo, Movimento Vem Para Rua,  uma série de articulistas do seu site, Movimento Brasil Livre e o Cantor Lobão são apenas alguns exemplos de sua cria que a cada dia se reproduz aos montes.

Sua filosofia, confesso minha ignorância Socrática, parece caminhar pelo pânico de esquerda, onde tudo que for perigoso ao Estado só pode vir desse lado. Injustiças  apartidárias como a reforma da previdência ou a lei de terceirização são assuntos que nem sequer são comentados em seu site, seja por articulistas ou não. A direita sabe o que é melhor para nós?

Em síntese o fascismo neoliberal é formado por várias camadas de direita, mas o que todos tem em comum  é a manutenção de dois  lados importantes, são eles: A aristocracia política e a empresarial. Nós como ralés mortais temos que nos adaptar e sacrificar para satisfazer os desejos egoístas de ambos os lados.  Para eles, e isso em um sentido bem aristotélico, é de nossa “natureza “nascer apenas para pagar impostos e taxa para o sustento da burguesia até a morte.

Essa frase exemplifica bem esse relacionamento. Não é minha, mas do filósofo Rousseau: “…O rei,longe de prover à subsistência de seus súditos, apenas dele tira a sua e, de acordo com Rabelais, um rei não vive com pouco. Os súditos dão, pois, a sua pessoa sob a condição de que se tomem também seus bens? Não vejo o que lhes resta…” (Contrato Social – IV)

Qual é o perfil dos governantes ou reis  atuais ? Um homem velho,  ridículo e que não se toca que o tempo passou, mas gosta de se exibir como  premio uma esposa que poderia ser sua neta!Também temos políticos que amam a prostituição de luxo (ênfase para as dançarinas desses programas de auditório), por outro lado temos os banqueiros e as grandes empresas globais que trabalham com a lei de oferta e demanda. Alguém tem que pagar isso e a ênfase no momento é desviar o dinheiro da previdência para bancar suas  orgias  e depravações no melhor estilo do imperador Calígula.

O ser humano não tem limites para consumir,  dizem os economistas da escola de Keynes, por isso compete a aristocracia política e empresários reterem  os excessos do povo na forma de pacotes de austeridades, entende-se aqui como o mínimo necessário para a sobrevivência.

Ora, são esses pacotes que estão criando um rastro de miséria sem fim no país. Pensando nisso Olavo  de Carvalho resolveu apoiar o projeto de Eduardo Suplicy do PT relacionado a  idéia da renda básica da cidadania, onde todos os Brasileiros receberiam uma renda mínima para sobreviver.

Olavo achou a idéia boa. De fato quanto vista de forma superficial é, porém para ser implantada requer um nível de miséria alarmante e para isso estamos assistindo esses pacotes de austeridades que apenas vão gerar mais crises. O ato de comprar e vender com assistência do governo ao povo tende a ser controlado e de fato poderá rodar a economia, mas para bancar isso é necessário um governo global.

É aqui que entra a Ordem Mundial de Baha’u’llah e os princípios da sua economia divina. Sim ! Tal como em Apocalipse capítulo 13  existirá o sinal, nome é numero de letras no nome do cristo cósmico, mas dentro disso estão os princípios econômicos de tentar diminuir a  miséria  mundial causada pelo fascismo neoliberal.

Bom…é isso aí! Se o Olavo topou trabalhar com Satanás esse é o plano. Sucesso para ele! Se bem que ele já e um servo de Baha’u’llah, pois acredita na conversão da Rússia ao Imaculado Coração da Rainha dos Céus, mesma entidade que deu poder a Baha’u’llah na antiga Pérsia. M breve  e se estiverem vivos, seus cooperadores ouvirão a melodia do rouxinol místico espiritualizando a política:

“…O mundo agoniza e sua agitação aumenta dia a dia. Sua face inclina-se para a desobediência e a descrença. Tal há de ser seu dilema que não seria apropriado ou conveniente revelá-lo agora. Sua perversidade continuará por muito tempo. E quando chegar a hora marcada, aparecerá de súbito o que fará tremerem os membros do gênero humano. Então, e somente então, será içado o Estandarte Divino e o Rouxinol do Paraíso cantará sua melodia…” (Shoghi Effendi – A ordem Mundial de Baha’u’llah).

http://eduardosuplicy.com.br/renda-basica-de-cidadania/

http://www.bbc.com/portuguese/brasil-39534882

Os golpes na previdência e a vontade geral

“…É inaceitável que um trabalhador para não ser penalizado na sua pensão tenha de ter pelo menos 48 anos de descontos para Segurança Social e pelo menos 60 anos, o que determina que só trabalhadores que começaram a trabalhar com 12 anos e que desde essa altura tenham contribuições registradas na Segurança Social, é que serão abrangidos…” .(Eugenio Rosa- Economista)

A notícia acima até parece uma crítica a reforma  da previdência Brasileira, mas trata-se da reforma da previdência de  Portugal. São as mesmas austeridades, as mesmas crueldades e os mesmos grupos que apresentam a mesma justificação de que as pessoas estão vivendo mais, logo as pensões e aposentadorias não poderão ser pagas em um futuro próximo.

Tudo é o mesmo, porém são países completamente diferentes. O Brasil com a sua dimensão continental, onde o território  Portugal seria  apenas mais um estado federativo por aqui. Um país de dimensões continentais como o Brasil possuí uma das dez maiores economias do mundo, porém a distribuição do que se arrecada em imposto fica apenas entre políticos, empresários e outros pequenos grupos seletos que formam a aristocracia brasileira (mega líderes religiosos católicos e protestantes, banqueiros, famosos, alguns sindicatos e super empresários.

Como já apresentado por sites como “divida cidadã”, fica evidente que o dinheiro retido da aposentadoria será utilizado para pagamento de juros, manutenção de aposentadorias para políticos através do processo de desvinculação da receita. Isso tanto aqui como em Portugal.

Mas o que existe de mais sujo e podre ainda está no Brasil através de mega grupos sindicais como a força, ou melhor, farça sindical. A besta do Apocalipse não surgiu, mas no meio das multidões e manifestações que rapidamente são absorvidas por alguma besta quadrada  como o tal de Paulinho da Farça que conseguiu milhões em seus cofres barganhando com o atual presidente do PMDB.

O preço da corrupção e traição aos trabalhadores apareceu como manchete no Jornal Folha de São Paulo. Um pouco depois da circulação dessa matéria foi regularizado mais um desconto na folha de algumas categorias que  ainda não pagavam a contribuição sindical. Agora 60% de um dia trabalho ficará para o Paulinho da Farça e sua quadrilha! Em troca, como já pode ser visto no site desse monstro, ele pretende se afastar da reforma da previdência e deixar a luz verde para a austeridade.

Parece pouco, mas somando todos os trabalhadores, e isso mesmo com a crise, vai gerar milhões para a continuidade e manutenção do sistema de corrupção sindical. Claro! Não é fácil sustentar o prédio, alias, e ironicamente falando, o “Palácio do Trabalhador”  localizado na região da liberdade em São Paulo de propriedade da farça sindical.  Como esses vagabundos não trabalham esse dinheiro tem que vir do povo.

E assim, o fascismo liberal continua sua jornada criando um abismo para o futuro. Mais dinheiro no caixa do sindicalismo garante uma rápida mobilização para absorver qualquer revolta popular apartidária. A revolta popular apartidária é o temor dos governantes, pois é a vontade geral se manifestando, e isso sem a manifestação de uma besta quadrada. É o temor, pois o governante não tem com quem negociar uma corrupção básica.

O triste avanço do fascismo neoliberal no “brasil”

Para a aristocracia (políticos, banqueiros e os grandes empresários) o trabalhador nunca passou de uma mão de obra descartável. A quantidade de trabalhadores para uma determinada produtividade  deve ser mantida conforme a lei de oferta e demanda, ou seja, flexibilização e rápida adaptação do quadro de funcionários diante da crise cíclica do capital. Simplificando, para quem assistiu “Tempos Modernos” e exatamente esse o retrocesso que está sendo implantando.

Para que seja criada essa massa popular de miseráveis, o governo do PMDB avançou em seus pacotes de maldades destruindo a educação através da reforma no ensino médio, o investimento do estado na saúde através da lei de responsabilidade e agora foi a vez da terceirização total, restando apenas devastar a previdência.

Entre os males inevitáveis da terceirização podemos citar:  salários menores, rotatividade, elevação do número de acidentes, mão de obra descartável e barata, demissão de funcionários contratados com troca por temporários, péssima qualidade nos produtos finais de toda a espécie, falta de responsabilidade empresário, fim do direito trabalhista, aumento de horas trabalhadas e a anistia ao trabalho escravo para as grandes empresas.

Agora só falta a aprovação da negociação coletiva através do PL 6787 de Temer, onde os empresários poderão burlar toda a lei trabalhista e regulamentar a retirada de direitos como vale-transporte, cesta básica, auxilio creche, licença maternidade…

Ora, diante desses fatos é inevitável o aumento da miséria, da criminalidade, da falta de esperança, pois com a terceirização/quarterização torna-se impossível as pessoas se aposentarem devido a grande rotatividade no trabalho. E também do fechamento da pequenas empresas, ficando no futuro apenas as empresas gigantes.

E com a chegada da quarta revolução industrial, onde não  existira mais estoque e os produtos somente serão fabricados diante da lei de oferta e demanda, não serão poucas as pessoas que viverão na mais extrema miséria e sem produtos para consumir.Esses fatos levam para algo pior que é dependência de um auxilio do governo tipo bolsa família, porém, como o nome diz, somente para os miseráveis e desgraçados que se reproduzirem.

É justamente nesse caos que entra a Maçonaria que tanto apoiou  Temer para continuar sendo cruel e avançar no pacote de maldades e também o bahaismo, embora esse último não aprove a ganância do capital; pois a pergunta que fica é: Até quando o povo aguentará esses tapas na cara?Esses são pequenos passos que poderá um dia levar a uma guerra civil. Não só aqui, mas no mundo inteiro, pois essa é uma das dores do parto da nova ordem mundial de Baha’’u’llah.

Se por um lado surge o executivo mundial e seus nove mestres eleitos  ligados a maçonaria e ao iluminismo para supostamente fiscalizar o fascismo neoliberal, por outro surge a ordem de Baha’u’llah espiritualizando povos e nações para a reconstrução de um mundo novo, mal sabem que isso é apenas o início de coisas muito piores. Só me resta clamar a DEUS por proteção e força para viver, pois se os dias estão ruins se tornarão a cada dia piores. Triste é viver debaixo do sol apenas para ver tristeza e devastação!

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2017/03/21/sobrevivendo-ao-apocalipse/

Noticia da terceirização: Em qualquer desses jornalecos como folha, estadão, veja, reinado azevedo…e outros que apoiam a agenda nefasta.