• julho 2017
    S T Q Q S S D
    « jun    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  

As conseqüências da reforma trabalhista

*Atualizado em 13/07/17 (suposta condenação de lula)

Esta sendo criado no Brasil um monstro de três pés. Os dois primeiros já estão prontos que são a reforma do ensino médio (uma educação de baixo nível) e agora a trabalhista (falta a previdência).  Não foi por acaso que esse desastre aconteceu no dia 11. Temos uma assinatura iluminista tão desastrosa ou até mais que os atentados do WTC.

Não se trata de algo apenas nesse país, mas uma agenda global. Na França está acontecendo algo parecido. Depois que aprovaram o pacote de maldades por lá o governo foi substituído. Hoje, o mesmo vive com o dinheiro de suborno das grandes empresas, um agrado por ter implantado a agenda global. Aqui as coisas caminham para o mesmo fim.

Temos uma agenda global que está criando uma pirâmide de 3 níveis. A base (como sempre) dos trabalhadores oprimidos, descartáveis e sem qualquer amparo com as leis de trabalho. No nível 2 Os políticos legislam para si e das grandes empresas (nível 1), pois no caso dos senadores muitos possuem empresas e muitas terras pelo país. No mundo globalizado chama-se a implantação do Estado Mínimo.

Agora o trabalhador não terá mais amparo algum da lei, por exemplo:  1) Almoçar apenas em meia hora no melhor estilo do filme tempos modernos; 2) O empregador pode burlar nas leis e se o empregado contestar terá que pagar na justiça; 3) 20% do FGTS agora ficará com o governo no caso de um acordo de demissão; 3) Contratos de trabalho que usarão a lei de oferta e demanda, onde o trabalhador se torna descartável podendo ganhar muito menos que um salário mínimo por mês nas linhas de montagem de automóveis; 4) faltaria tempo para falar da precariedade nas terceirizações  e por aí vai.

O resultado inevitável disso será salários muito inferiores ao mínimo e um rastro de miséria enorme na economia. Lojas fechando. Pessoas vivendo apenas para pagar – e isso quando conseguirem – as contas básicas (água,luz…) e uma refeição mínima. Pessoas idosas vivendo na rua por não poderem aposentar-se, aumento do uso de drogas, uma juventude sem esperança e razão para viver.

É desse caos que a Ordem Mundial de Baha’u’llah surgirá um dia e fará a transição do fascismo neoliberal capitalista para um governo teocrático global. Claro não trará a paz, mas é um artifício do qual será usado para punir os governantes da terra que usurparam o salário do justo.

Explicações bíblicas para isso… temos muitas. Começando pelo profeta Daniel… esse país em que vivemos tem tudo para ser um dos chifres da besta de 10 chifres, representando um dos dedos de barro da estátua que são os países fracos, o  selo do Apocalipse onde o cavalo preto traz a miséria para o mundo (um dia de trabalho por um dia de comida), o tesouro acumulado pelo capital e os políticos que se transformará em ruína descrito em Tiago 5.

Enfatizo aqui a votação do Senador Evangélico Magno Malta que também votou contra o povo, assim como a senadora do PT, hoje PMDB, Marta Suplicy. Pessoas falsas e oportunistas que provavelmente receberam muito dinheiro de empresas como MC Donalds, Auto latina, FIESP e outras.

Parabéns ao Olavo de Carvalho por sua burrice filosófica! Pai socrático da direita brasileira, defendeu – e defende – essa ideologia como salvação do movimento de esquerda.  Hoje, exaltado por jornais como o G1 da Globo, BBC  e com filmes da sua vida estúpida fumando e matando animais nos EUA. Até parece que qualquer ideologia política está do lado do povo. Mas para alguém que acredita na conversão da Rússia ao Imaculado coração espero que um dia chegue a conclusão que a terra é quadrada no melhor estilo aristotélico.

*Parabéns  (ironicamente falando) ao juiz Moro que em uma estranha “coincidência” resolveu condenar o marginal do lula justamente um dia após a reforma trabalhista. Agora as centrais sindicais estão preocupadas demais com o seu líder e não tem tempo para a luta de classe ou qualquer manifesto. Se é que algum dia tiveram, pois nenhuma forma de poder está do lado do povo.

Que o Senhor DEUS possa nos guardar e amparar. Só nele podemos elevar o pensamento. Deixo aqui um versículo de consolo para todos nós. Sei que a meta dos políticos e empresários e nos levar para a miséria, mas maior é DEUS e o Senhor JESUS que nos ampara pela fé através da sua palavra:

“Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.”  (Salmos 37 : 25)

Amém!

Uma Inglaterra sem rei

Resumo da notícia: “Príncipe Harry diz que ninguém da família real quer ser rei ou rainha.”Vamos cumprir nossos deveres no momento certo…”

É interessante observar como as palavras de Harry  podem ser comparadas com a profecia Apocalípticas descritas em Daniel 11 : 21. A intenção aqui é passar para a população mundial um certo ar de humildade para todos os candidatos ao cargo de executivo mundial do cristo cósmico Baha’u’llah, como ele deixou descrito em epístola enviada à Rainha Vitória, onde um de seus descendentes será agraciado com o cargo.

Porém temos uma ambigüidade nessas afirmações, pois em um determinado tempo da história os deveres serão cumprido. Não sei se quem publicou a matéria sabe alguma coisa, mas a foto de Harry revela muita coisa. Ela tem um ar de quem está aprontado ao apertar a língua entre os lábios.

De fato, ao passar essa imagem para o povo, Harry sinaliza um grau de humildade, porém oculta o executivo mundial do governo global, dessa forma muitas pessoas (digo cristãs) ao verem apenas os nove eleitos vão negar a existência do reino do Anticristo, pois a besta de 10 chifres parece incompleta, sendo que não está.

Por isso caro (a) leitor (a) que chegou até aqui existem as esferas de bahá como banner do blog. Elas indicam a formação 3-3-3 e o executivo mundial na esfera central 1-1-1, acompanhado da besta de dois chifres. A esfera 1-1-1 é a mais oculta.

http://caras.uol.com.br/realeza/principe-harry-diz-que-ninguem-da-familia-real-quer-ser-rei-ou-rainha

Analisando a Agenda 2030 da ONU

Durante muitas décadas, a comunidade Bahá’i pensou  em como poderia organizar e colocar em prática os ensinamentos do cristo cósmico Baha’u’llah em prática. Isso fez com que criassem 12 princípios:

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/08/06/os-12-principios-da-nova-ordem-mundial/

O bahaismo é algo muito oculto da grande população. Basta sair na rua e perguntar para as pessoas se conhecem Baha’u’llah. A maioria esmagadora, cerca de 99,9% vão dizer que nunca ouviu falar dele, por isso a solução foi convocar pessoas de todos os outros seguimentos para as causas baháis.

Nesse cenário surge a ONU/ECOSOC que colocou em prática durante anos na forma de metas do milênio, objetivos do milênio e por ultimo a Agenda 2030. Desde a sua primeira concepção esse projeto nunca foi realizado de forma satisfatória. Vejamos alguns exemplos aqui no Brasil:

1) Acabar com a pobreza: Bolsa família. O nome já diz tudo se a pessoa for miserável e solitária está condenada a morte. Trocar o nome de favela por comunidade para ocultar a pobreza da periferia.

2)Acabar com a fome: A alta dos alimentos fez com que muitas pessoas deixassem de almoçar em restaurantes.

3) Assegurar água e saneamento para todos: O governo do PSDB de São Paulo, por exemplo, serve uma água com puro cloro e chega nas torneiras com cor de leite. Retirada do carvão no processo de purificação e o que dizer da taxa incorporada quando os reservatórios estão mais vazios.

4) Combater a mudança climática. Imposição do pagamento de sacolinhas de mercado para alguns Estados, porém sem qualquer programa de reciclagem para as mesmas.

5) Assegurar o acesso de energia para todos. O semáforo criado na conta de luz (bandeiras verde, amarela e vermelha) apenas aumentam o lucro dos acionistas das empresas de energia.

6) Tornar os assentamentos sustentáveis. As invasões do movimento sem teto, onde marginais organizados ocupam a prima fase da invasão para venda posterior de terrenos grilados mostra bem a realidade brasileira.

Diante disso, não importa o nome que dão, pois essa Agenda nunca seria concretizada. Poderiam mudar para 2090, 2130 e ainda assim os problemas seriam os mesmos (corrupção, avareza e interesses pessoais). Mais uma vez o problema centraliza na espiritualidade, pois sem a manifestação espiritual de Baha’u’llah e o seu batismo com o falso espírito santo, o coração dos governantes não se inclinarão  para essas metas.

http://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/presscenter/articles/2017/06/09/grupo-assessor-da-agenda-2030-lan-a-documentos-tem-ticos-sobre-os-ods/

EUA e o conflito inevitável

No mês de junho de 2017, o presidente americano Trump decidiu sair do acordo climático. Tudo leva a crer, isso devido aos seus discursos, que se trata de uma questão de protecionismo para a América e a centralização do poder mundial apenas nessa potência.

Se fosse pela farsa da agenda ambiental, até teria muito sentido, pois a cada dia vemos na prática a agenda do meio ambiente indo contra o povo. Isso surge na forma de impostos verdes, sacolas plásticas pagas em mercados quando deveriam ser gratuitas, desvio de dinheiro para a “corrupção verde”, taxas abusivas incluídas na conta de luz e por aí vai. Mas como vimos está longe de ser isso.

A massa verde cai no conto da agenda ambiental e entra nos protestos iniciados pela aristocracia daqueles que detém o poder como no link abaixo, pois isso representa uma porta de lucros que se fecham para os detentores do capital:

https://pro.tecmundo.com.br/pro/117345-tirar-eua-acordo-climatico-trump-irritou-vale-silicio.htm

O conflito inevitável da ruína America pode ser visto nos fatos históricos desses acordos. Desde o Acordo em Haia criado pelo Czar da Rússia até os que criaram a ONU, temos uma série  interesses pessoais que criaram duas guerras mundiais e outros conflitos.Todos os governantes falam da paz, mas se torna apenas algo teórico e muito distante de ser colocado em prática pelos tais acordos.

E assim, o presidente americano vai colocando mais um gota no copo de água…Um dia isso acabara transbordando e a comunidade mundial se unirá para devastar essa  grande Babilônia que domina sobre a terra em um cenário apocalíptico .

O que deixa triste é saber que o governante não sofre danos, mas a população, sendo que na maioria dos casos apenas queria apenas viver em paz, mas nós (e isso em qualquer país do mundo) perdemos nossa identidade no contrato social, seja democrático, socialista ou outros, transferindo o poder de decisão para uma besta quadrada qualquer. Thomas Hobbes preferia chamar isso de o Grande Leviatã.

Mas para que tudo isso seja realizado e até as profecias Bíblicas se cumpram, faltam o “sopro divino” da nova ordem mundial que acontecerá através da manifestação espiritual de Baha’u’llah. Abdu’l’Bahá deixou um texto no passado descrevendo um fato parecido. Naquele tempo era o Czar da Rússia que oprimiu o povo e aconteceu a sua queda para o surgimento do comunismo, porém Abdu’l disse que somente uma força universal ( nesse caso uma força espiritual que mudará mentes e corações ) poderá resolver o problema (onde se lê DEUS substitua por Baha’u’llah):

“As palavras do czar foram admiráveis, entretanto ele próprio foi o primeiro a declarar guerra (contra o Japão) depois de terminada a Conferência. Conhecimento não é suficiente; esperamos que por amor a Deus colocaremos isto em prática. Para isto é necessária uma força espiritual universal… Assemelha-se a um grupo de embriagados reunidos para protestar contra o consumo de álcool” . (Abdu’l’Bahá,  crítica a conferência de Haia, 1911)

Em outras palavras os governantes precisam entregar o seu poder para que a Ordem Mundial de Baha’u’llah assuma o controle de tudo através da espiritualidade. Isso é um dos melhores cenários para a profecia descrita abaixo:

Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. (Apocalipse 16:13)

CRISE, REFORMAS, FORA TEMER, ELEIÇÕES INDIRETAS

O complexo financeiro-empresarial não tem opção partidária, não veste nenhuma camisa na política, nem defende pessoas. Sua intenção é tornar as leis e a administração do país totalmente favoráveis para suas metas de maximização dos lucros.

1 – O foco do poder não está na política, mas na economia. Quem comanda a sociedade é o complexo financeiro-empresarial com dimensões globais e conformações específicas locais.

2 – Os donos do poder não são os políticos. Estes são apenas instrumentos dos verdadeiros donos do poder.

3 – O verdadeiro exercício do poder é invisível. O que vemos, na verdade, é a construção planejada de uma narrativa fantasiosa com aparência de realidade para criar a sensação de participação consciente e cidadã dos que se informam pelos meios de comunicação tradicionais.

4 – Os grandes meios de comunicação não se constituem mais em órgãos de “imprensa”, ou seja, instituições autônomas, cujo objeto é a notícia, e que podem ser independentes ou, eventualmente, compradas ou cooptadas por interesses. Eles são, atualmente, grandes conglomerados econômicos que também compõem o complexo financeiro-empresarial que comanda o poder invisível. Portanto, participam do exercício invisível do poder utilizando seus recursos de formação de consciência e opinião.

5 – Os donos do poder não apoiam partidos ou políticos específicos. Sua tática é apoiar quem lhes convém e destruir quem lhes estorva. Isso muda de acordo com a conjuntura. O exercício real do poder não tem partido e sua única ideologia é a supremacia do mercado e do lucro.

6 – O complexo financeiro-empresarial global pode apostar ora em Lula, ora em um político do PSDB, ora em Temer, ora em um aventureiro qualquer da política. E pode destruir qualquer um desses de acordo com sua conveniência.

7 – Por isso, o exercício do poder no campo subjetivo, responsabilidade da mídia corporativa, em um momento demoniza Lula, em outro Dilma, e logo depois Cunha, Temer, Aécio, etc. Tudo faz parte de um grande jogo estratégico com cuidadosas análises das condições objetivas e subjetivas da conjuntura.

8 – O complexo financeiro-empresarial não tem opção partidária, não veste nenhuma camisa na política, nem defende pessoas. Sua intenção é tornar as leis e a administração do país totalmente favoráveis para suas metas de maximização dos lucros.

9 – Assim, os donos do poder não querem um governo ou outro à toa: eles querem, na conjuntura atual, a reforma na previdência, o fim das leis trabalhistas, a manutenção do congelamento do orçamento primário, os cortes de gastos sociais para o serviço da dívida, as privatizações e o alívio dos tributos para os mais ricos.

 

10 – Se a conjuntura indicar que Temer não é o melhor para isso, não hesitarão em rifá-lo. A única coisa que não querem é que o povo brasileiro decida sobre o destino de seu país.

11 – Portanto, cada notícia é um lance no jogo. Cada escândalo é um movimento tático. Analisar a conjuntura não é ler notícia. É especular sobre a estratégia que justifica cada movimento tático do complexo financeiro-empresarial (do qual a mídia faz parte), para poder reagir também de maneira estratégica.

12 – A queda de Temer pode ser uma coisa boa. Mas é um movimento tático em uma estratégia mais ampla de quem comanda o poder. O que realmente importa é o que virá depois.

13 – Lembremo-nos: eles são mais espertos. Por isso estão no poder.

 

Maurício Abdalla é professor de filosofia na Universidade Federal do Espírito Santo

http://diplomatique.org.br/13-pontos-para-embasar-qualquer-analise-de-conjuntura/

Toma lá…

A culpa é dela…

O dia em que “michelzinho” não foi para a escola

No dia 28/04/17, dia da greve geral “michelzinho temer” não foi estudar. Esse dia é dedicado ao belo ou a beleza pelos  Baháis. Apenas uma coincidência de datas e nada mais…

Mas algo fica estranho no ar. O que  “michel temer”  que não possui qualquer limite em termos de crueldade com o povo tem em comum com o bahaismo? O monstro de três pés (reforma do ensino médio, previdência e trabalhista )  está quase  pronto para devorar muita gente pelo Brasil. O seu último pé será decidido após o dia do trabalho (  Um feriado que tem origem no sangue derramado, nesse caso enforcamento, do Estado ao povo oprimido ) com a reforma da previdência.

Quando olhamos para a escola das nações temos o início de uma resposta. Trata-se de uma escola para formação de elite. A formação se foca em líderes do futuro, nesse caso da elite aristocrática brasileira  que dará continuidade na opressão ao povo. Pouco interessa a esse presidente miserável conceitos da diversidade, o que ele precisa é que seu pirralho maldito (melhor seria que nunca tivesse nascido)  aprenda como raciocinar acima da média normal das pessoas para poder servir no futuro a política, ao o interesse de empresários e banqueiros.

Infelizmente a política brasileira é isso…Um pequeno grupo de miseráveis em espírito que prensam apenas em si  e nos deleites que a vida pode dar. Isso inclui casamento com mulheres que poderiam ser suas  netas. Para o sustento dessa vida de luxo é necessário sacrificar o povo criando empregos de péssima qualidade em terceirizações, educar para a burrice no ensino médio,  reter o dinheiro da aposentadoria, alias desviar para o pagamento de dívidas políticas/  bancarias e claro aumento de impostos, taxas de serviços e tudo mais até que o povo não tenha mais esperança e viva na miséria absoluta. Simples assim, esse é o plano para o Brasil se nada for feito.

Mario Covas Neto, Michelzinho filho, Eli Correa Filho…os nomes não importam, pois a perpetuação da linhagem na política que destrói nossas vidas estão além das urnas. Nosso salário que é diminuído e não nos pagam o que é devido, pois tudo é desviado, mas que nosso clamor chegue até os ouvidos do Senhor dos Exércitos e que ELE possa vingar sobre esses monstros do presente e do futuro:

“Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos.”  (Tiago 5 : 4)

http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/michelzinho-sem-aula-hoje.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=LauroJardim