• agosto 2018
    S T Q Q S S D
    « jul    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Anúncios

Diversidade à francesa

O bahaismo infelizmente é assim…cada um interpreta a diversidade como quer. Alguns  livros que raramente são vendidos  escritos pelo cristo cósmico Baha’u’llah quando encontrados em livrarias são classificados como filosofia. Uma filosofia que na realidade não tem essência nenhuma em busca da verdade, mas do relativismo conceitual e sai atropelando qualquer princípio moral.

A bola da vez está acontecendo em Paris, onde temos dois casos  bizarros de diversidade, feminismo e agenda ambiental entrelaçados.   O primeiro é a agenda feminista que  está presente com a lei do “fiu fiu”. A intenção é multar  o homem quem estiver assobiando para uma mulher em aproximadamente 90 Euros.

A multa do “fiu fiu” pode ser classificada como multas de conduta moral positivados após uma reflexão ética bizarra , ou seja, outras multas  podem ser incluídas como: falar palavrão, atravessar fora da faixa, cuspir na rua ( os jogadores de futebol entrarão em desespero no futuro)  e por aí vai.  Esse tipo de lei se torna mais simbólica do que prática, pois falta tecnologia  de monitoração para ser aplicada, embora Baha’u’llah tenha deixado essa recomendação para um tempo futuro como descrito abaixo:

“52. Decretamos que uma terça parte de todas as multas seja destinada para a Sede da Justiça…”(Kitáb-i-aqdas, Baha’u’llah)

Como descrito acima no Kitáb ( Apocalipse 10:2) , todo valor estará centralizado na Casa Universal de Justiça e Guardiania que representam a futura besta de dois chifres, mas no presente elas ainda não passaram pela reforma administrativa necessária, pois Baha’u’llah ainda dorme no abismo até o dia da sua manifestação.

O segundo caso é o ápice do absurdo em nome da consciência ambiental e agenda feminista. Mictórios estão espalhados nas ruas de Paris: “São mictórios vermelhos e bem expostos espalhados pela cidade… São ecológicos, têm palha dentro deles e foram desenhados para não ter odor”, diz a [1] notícia.

Em nome da consciência ambiental, a diversidade da França sai atropelando qualquer pudor dessa vez. Não é por acaso que muitas pessoas estão lutando para tirar esse absurdo das ruas. De fato, um sexista doente não deixará de se exibir.

Podemos ver a agenda feminista no caso desses mictórios também. Não é de hoje que o feminismo tem o sonho de tratar o homem como um animal, nesse caso especificamente como um cachorro que fica procurando um poste “ambiental” e ecologicamente “correto” para realizar suas necessidades.

 

http://www.novastecnologiass.com/a-dificuldade-de-tirar-do-papel-as-leis-contra-o-fiu-fiu-09-03-2018-patricia-campos-mello/

[1] https://www.bbc.com/portuguese/geral-45209910

Anúncios

Maconha! Estatizar ou privatizar ?

“…Muitos países nos estão consultando, como o Canadá, por exemplo…”( Diego Olivera, secretário geral da Junta Nacional de Drogas do Uruguai)

Em 2017 o Uruguai legalizou o uso de maconha e “exportou” a idéia para o Canadá, mas não por completo. No Uruguai o traficante legalizado é o Estado e no Canadá o governo resolveu passar o tráfico para a iniciativa privada, algo bem no estilo do PSDB por aqui.

Empresas canadenses como Canopy Growth e Cannabis Quebec  diversificaram o argumento para fortalecer a legalização do tráfico através dos derivados de maconha como  bebidas, pirulitos  e outros. Dessa forma, um amplo mercado se abriu.

De fato, não existe qualquer diferença entre a forma de legalização da droga, pois em  ambos os casos a supra estrutura da elite explora a base formada por pessoas comuns. Seja o Estado ou empresas tudo visa apenas o lucro, por esses senhores de idade  comemoram com grande alegria esse novo mercado no Canadá.

Empresas e o Estado pouco se importam com os males que a maconha faz ao consumidor. Infelizmente essa é a unidade da diversidade do cristo cósmico Baha’u’llah colocada em prática, nesse caso o fim de toda forma de preconceito que se transformou em fonte de lucro por traficantes legalizados.

É  bem provável que Bahá’is não aprovem o uso de drogas, mas isso não importa, pois quem coloca seus princípios em prática dificilmente será um Bahá’i e sim Estado ou empresas. Infelizmente o Canadá está predestinado a viver com um número enorme de pessoas chapadas nas ruas. Uma verdadeira idiocracia, onde o povo além de ser manipulado e induzido ao vício por qualquer um dos sistemas e seus líderes lucrando muito com isso.

 

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/07/01/internacional/1498915815_792114.html

https://www.cbc.ca/news/canada/montreal/quebec-cannabis-marijuana-legalization-1.4702260

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2018-06-20/canada-legaliza-maconha.html

O empoderamento feminino nas séries

A diversidade da ordem mundial de Baha’u’llah não é algo bom! Não basta olhar apenas para o lado doce e sim em todo o seu aspecto que encontraremos o seu lado amargo. Se por um lado existe um certo grau de igualdade por outro existe a grande chance de uma pessoa perder a salvação da sua alma ao prática os ensinamentos da apocalíptica  besta do abismo.

Como não se tem muito espaço para ser implantada através da política no mundo devido a corrupção em vários níveis, a sua unidade da diversidade encontra na arte o instrumento fértil para se propagar. Filmes, nesse caso séries, tentam despertar o sentimento de cartártico da vontade geral. Vontade essa que quando despertada tenta mudar a moral de uma nação modificando suas leis em nome da diversidade.

E assim, seja Netflix, BBC e outras possuem a função de propagar essa diversidade, nesse caso falamos da suposta igualdade entre homens e mulheres ,  para despertar a  vontade geral do povo. Vejamos algumas delas:

Lucifer : O príncipe demônio se cansou do inferno e decidiu viver na terra atuando como ajudante de uma investigadora. O principio Bahái aqui adotado é  que o mal nada mais é do que a ausência do bem. Existe uma deixa para o executivo mundial de Baha’u’llah, pois Lucifer é Inglês. Para atrair o público feminino  escolheram  um ator “bonitão” para o papel, pelo menos grande parte das mulheres aprovaram o demônio galã.

Gotham: Conta a história na visão do comissário Gordon e o Batman é apenas um garoto em crescimento. O feminismo é levado a sua meta final. Bárbara, ex- esposa de Gordon, vira uma criminosa lésbica e funda o clube das sereias. Para demarcar o seu território com a frase “Homens não entram”   suas ajudantes matam os homens, transpassam os seus corpos com estacas/lanças  e deixa-os pendurados na frente do seu bar.  Sonho de toda feminista (inclusive as  feministas evangélicas que conheci)!

Arrow –  O arqueiro verde, herói da DC Comics, segue um roteiro parecido de Gottam. Sua ex  ( A canário) vira lésbica .

Super Girl –  Leva ao ápice do empoderamento, pois a cidade está não mão da heroína que tem uma irmã adotiva lésbica.

Orphan Black – Aborda a clonagem humana. As cloninhas mais queridas lutam para sobreviver  no meio de conspirações do governo e empresas exploradoras. O destaque vai para Tatiana Maslany, uma atriz muito fofa e talentosa que interpretou vários personagens ao mesmo tempo. Embora sejam mais (12 no total) , nove personagens se destacam na série. Já temos o número de Baha’u’llah logo de início!  Nessa série a diversidade feminista é levada ao extremo  em toda a sua amplitude feminista nos personagens. Vejamos alguns:

 

1) Elizabeth “Beth” Childs – Uma policial feminina. Sensível , delicada e frágil.Uma pessoa triste que  vive uma crise em seu relacionamento. Ora, ela é a única mais comum da série, por isso se suicida  na estação  diante de um trem em movimento.

2) Alison Hendrix – Uma mãe de família dedicada e dona do lar. Devido ao seu jeito politicamente correto se acha inferior em relação as outras  e luta contra seus vícios como drogas diversas, maconha e álcool.

3) Sarah Manning – A clone principal. Sarah é mãe independente, onde o pai de sua filha Kira não passa de um instrumento para reprodução. Rapidamente ele é descartado e desaparece.

4) Raquel – Empresária sex, fria e calculista que detém o poder. Gosta de bater nos homens  em suas relações sadomasoquistas.

5) Cosima – Uma cientista lésbica super simpática e inteligente. É a cientista querida de todos na série.  Aqui temos a lésbica que embora  goste de outra mulher é totalmente feminina.

6) Tony Sawicki – É uma lésbica com tendência masculinas. Constantemente toma hormônios para ficar com barba.

7) Helena Manning –  É uma assassina desmiolada criada pela igreja. O feminismo em muitos casos gosta de destacar que a igreja aliena a pessoa e tira sua liberdade. Irmã gêmea da “seestra”  Sara Manning  são as únicas que podem procriar, por isso são mais cobiçadas pelo governo e empresas. O DNA das “seestras” podem tanto curar as demais como ser uma arma na mão do governo. Abaixo temos um ótimo momento musical das duas:

8) Krystal Goderitch – É a “periguete” da série.  Embora seja sex e burra, conhece seus direitos e luta contra a clonagem humana. Sua falsa aparência permite passar ilesa aos ataques  dos empresários e governos.

9) Veera “MK” Suominen – E por fim, a cloninha nerd que domina o mundo da informática, posto no qual o feminismo pretende usar para varrer os homens da face da terra por completo.

Já o racismo…: Esse é o lado doce das séries. Artistas negros (as) são considerados pessoais normais e com sentimento. Não existe a idéia racista tipo o “primeiro negro” a fazer qualquer coisa, o que dá a idéia de  uma lenta evolução da raça, sendo que isso não existe.

E assim continuamos até que a ordem mundial de Baha’u’llah crie essa tal vontade geral do povo, onde pessoas no mundo inteiro clamarão por reformas morais positivadas.

https://feministfrequency.com/2016/05/06/freq-3-the-many-faces-of-tatiana-maslany/

https://twitter.com/tatianamaslany

Narcisismo. Um produto da evolução humana

“Abandonando a moralidade social convencional e focando apenas no que é ser bem-sucedido”, ele diz, “o narcisismo pode parecer um traço muito positivo”.

O texto acima, matéria de Sean Coughlan (BBC), revela como o ética moderna caminha para o abismo de uma sociedade.  Ser bem sucedido não significa destruir vidas supostamente inferiores para se manter no poder ou viver apenas em função de si próprio.

A igreja moderna, ênfase para a igreja evangélica, por possuir mais envolvimento com a teoria da prosperidade,  mostra esse narcisismo evangélico diariamente. Igrejas como a UNIVERSAL e suas divisões mais insignificantes como ( Mundial, Plenitude e outras), usam  os famosos testemunhos de riquezas conquistadas através de uma barganha com “deus” , na qual nada é exigido em termos de comportamento ou até mesmo conversão.

Antes da chegada do Whatssapp a os seguidores do cristo cósmico Baha’u’llah fizeram declarações que já teríamos a tecnologia necessária para unificar o povo, porém sem especificar se era algo social ou financeiro. Em um primeiro momento essa antiga entrevista parece tratar também do aspecto social.

O Whatss criou um novo lixo de ser humano. Saí o homosapiens e entra o “homem inclinatus” , pois não são poucos que andam com a cabeça inclinada acessando  celulares durante quase todo o dia. Acabou-se a era da amizade e de  conversas com o próximo. O mundo se esfriou de uma forma profética, gerando os amantes de si mesmos:

“Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,”  (II Timóteo 3 : 2)

Narcisistas são amantes de si mesmos  e possui um alto grau de impaciência,  mais conhecido como imediatismo. Eles ou  elas não suportam um diálogo reflexivo. Tudo que se fala deve ir direto ao assunto e se isso não acontecer usam a famosa frase: “ Eu sei você já disse isso”. Essa é uma palavra bem grosseira e mal educada. Ninguém possui uma memória do tipo banco de dados com todas as palavras ditas em vida para que jamais se repita uma ação.

Ora, a evolução do narcisismo é a crueldade e apatia com o próximo, ou seja, em um regime totalitário global  como a ordem mundial de Baha’u’llah, onde  quem ama apenas  a si mesmo sobre todas as coisas será capaz de entregar o seu próximo ao governo.

Não são poucas as pessoas que adoram tirar fotos como esse beijinho nas redes sociais. Essa é a tal necessidade de viver em um mundo irreal, onde ficam no aguardo de uma curtida. No caso dessa moça pode ser o seu batom, óculos ou simplesmente a mensagem de que está tudo bem sempre, coisa que não existe na prática em nossas vidas.

O mais grave é que esses pesquisadores  acham isso um produto da evolução humana, mesmo diante de tantos fatores negativos:

“…O pesquisador argumenta que tais traços de personalidade não devem ser vistos como  “bons ou maus”, mas como “produtos da evolução” e “expressões da natureza humana…”

https://www.bbc.com/portuguese/geral-44612562

Machismo faz parte futebol

E Lá vamos nós para mais uma palhaçada nos jogos da copa do mundo da “FIFA”. Sim!  A copa é apenas da FIFA ( as palavras são claras)  e o torcedor serve apenas para fazer o papel de idiota ou imbecil manipulado.

A bola da vez é o assedio machista. O conceito de machismo  sofreu vários acréscimos durante os anos.Primeiramente era a superioridade do homem sobre a mulher, mas podemos adicionar com acerto a violência física e verbal.

Percebe-se que os donos do mundo (os governantes,  donos da FIFA, CBF e outros) preferem abafar o primeiro conceito de machismo e deixam os outros em evidência. Dessa forma eles se perpetuam no poder de forma mais tranqüila sem serem incomodados.

Um desses exemplos  é o caso dessa foto bem conhecida.  Um grupo de idiotas ficam ao redor de uma moça e fazem com que ela repita palavrões sem saber o que está dizendo. A perseguição do politicamente correto foi imediata. Os rapazes que aprecem no vídeo foram rapidamente identificados pela rede Globo e alguns já foram punidos perdendo o emprego.

Mas quem é essa moça? Bom…trata-se de uma jovem muito bonita, bem vestida  e simpática. O tipo de pessoa que se destaca no meio da multidão e por isso esse bando de imbecis a rodearam para fazer a tal “brincadeira viral” e bombaram na rede. Pela sua aparência e roupa dá impressão de ser uma jornalista. É muito comum no mundo do futebol o uso de mulheres muito bonitas no mundo inteiro.

Famosos fabricados  e outras pessoas condenaram, crucificaram e  atacaram pedras nos rapazes, porém nenhum deles  atacaram a causa que vem do próprio futebol….A mulher bonita  é vista como o objeto de conquista ao lado das riquezas .

O próprio futebol induz a agressão contra a mulher e isso no grito . O narrador estúpido que fica gritando ” goooool” de forma seqüenciada no melhor estilo galopeiiiiiirrraaaaaaa na TV. Já no rádio, os locutores falam tão rápido que só se entende  a hora do maldito “gooooooool”.  Esse êxtase de manipulação das massas geram sentimentos de alegria e ódio no vencedor e perdedor, respectivamente. Seria muito bom ver esses locutores perderem o fôlego:

O perdedor…. claro! em um país corrupto e sujo que vê apenas nesse exporte ridículo o escape para os problemas da vida costuma descontar na mulher, seja  por agressão física ou verbal. A maior parte desses agressores torcem para algum time e ficam nervosos quando perdem. E se esposa torcer para outro time….

O ódio da derrota ou o êxtase da vitória também  levam  para outro caminho que é a prática obscena em todos os níveis. O futebol é uma fábrica de estupradores e praticantes de abuso. A maior parte deles também torcem para algum time (falamos aqui dos torcedores não passivos).  Basta ver os jornais de sangue da TV Record  do bispo ou Bandeirantes…não demora para ver um idiota com a camisa do São Paulo, Palmeiras ou qualquer outro time.

Sim ! O machismo é muito importante no futebol para todos os cartolas que estão no poder são homens ricos, poderes, sujos e imundos.  Não existe mulher alguma no poder supremo do futebol. Eles ( os cartolas)  precisam de pessoas débeis e imbecis para ficarem protegidos e praticarem o verdadeiro machismo ( a tal superioridade sobre as mulheres).

E assim tudo continua igual. Bruninha, objeto de desejo da vez aguarda mais uma rodada do seu namorado analfabeto (um projeto de flanelinha da baixada santista ligado ao PCC)  em busca de riqueza e fama. Sua função é criar o culto ao corpo, onde somente as mais belas e perfeitas ganham o premio da vida boa, por isso devem malhar e passar por tratamentos estéticos constantemente. A verdadeira prostituição de luxo!

A lógica do futebol

Futebol é um jogo estúpido! Um bando de homens porcos e com pouco estudo correm atrás de uma bola para  ganhar um canecão ou taça. É um jogo cansativo de se ver, pois a maior parte do tempo os atletas ficam enrolando no meio de campo para fazer um gol, na maioria das vezes quatro gols e raramente sete. Fingimentos, trapaças, roubos, corrupção e interesses pessoais são os agentes motivadores.

Esporte sem lógica e razão, onde o time amador é profissional e o profissional amador. No início era jogado apenas por ricos do Morumbi em São Paulo, mas logo eles descobriram que é muito mais lucrativo manipular do que jogar.

Estima-se que o valor de todos os jogadores fique por volta de 40 bilhões de reais. A rede Globo detém o monopólio da transmissão no Brasil. Já a FIFA, deixou de pagar impostos faz um bom tempo, pois um certo ex-presidente da câmara chamado “michel temer”, aprovou um decreto em que  reconhece a FIFA  como uma empresa sem fim lucrativos. A FIFA não paga impostos e muito menos os jogadores.

A conta fica apenas para o povo que sempre é castigado com pacotes anti-democráticos e austeridades econômicas. Aquele batavinho, aquela tinta Suvinil e até as taxas abusivas dos brancos.A cota de lucro dos jogadores está inclusa  em muitas coisas que compramos. Se não bastasse o governo roubando  com impostos a FIFA  e seus jogadores também faz o mesmo.

A mídia tenta a todo custo despertar o espírito nacionalista do futebol, porém uma boa parte das pessoas estão cheias desses  jogadores canalhas . A bola da vez  é o “salvador  neymar”, um projeto de marginal da baixada santista que se não fosse jogador seria mais s um flanelinha que fica na orla de Santos ou um bandido ralé do PCC.  Em cada dez notícias da tal seleção brasileira 11 falam desse chato.

E quando esses burros analfabetos descobrem que aquela  top linda, seja ela atriz ou modelo só se casou por dinheiro. Ora, acaso seria por outro motivo? O jogador imbecil fica nervoso, sendo capaz de matar, sumir com o corpo ou dissolver em ácido sua ex-maria chuteira.

O fato é que a mídia, especialmente a rede Globo, investiu pesado para despertar o imbecil coletivo.  Músicas, entrevistas com os deuses do futebol e claro o jornalismo já bombardearam tanto o povo que mesmo antes da copa começar o desespero que fica é que acabe logo. Claro! Que essa tal seleção brasileira perca bem feio, de preferência de 7 x0 disputando o terceiro lugar, ficando em quarto.

Os jogados em grande parte nem são brasileiros mais  e jogam no exterior. Ora, sendo assim não existe nacionalismo algum, mas nem diante de tudo isso a rotina muda. Vai chegando o dia dos jogos e basta um doente fanático agir sozinho para despertar  o imbecil coletivo.  Calçadas de verde amarelo, fitinhas nos postes, calçada ou muro com a maldita bandeira do Brasil, carros com a bandeirinha e por aí vai…

O imbecil coletivo é o espírito da burrice. É buscar transferir o  sentimento de euforia  para as demais pessoas. Um ambiente falso de alegria  que tem como alvo a fuga da realidade, da reflexão e do raciocínio.

Para a ordem mundial de Baha’u’llah é o momento de despertar o sentimento de um mundo sem fronteiras, pois  os jogadores de todos os times em geral nem moram em seus países. Mas o que prevalece  sempre é o eurocentrismo.  E lá vamos nós para a tortura desses  jogos….

Feminismo, maconha e imigrantes

Na Espanha o primeiro-ministro Pedro Sánchez nomeou 11 mulheres e 6 homens com postos no seu governo. O jornalismo mundial apresentou essa notícia como um avanço na diversidade, muito diferente da realidade, pois se realmente existisse um igualdade entre homens e mulheres nesse principio da Ordem Mundial de Baha’u’llah, os números seriam mais equilibrados, algo do tipo 9 mulheres e 8 homens ou ao contrário .

O que se tem aqui é mais uma porta aberta para agenda feminista. Sua meta…ocupar aproximadamente 80% dos cargos de poder e deixar a maioria dos homens em estado de humilhação. A preferência é que muitos fiquem sem emprego e vivam na miséria.

Já no Canadá, o governo viu o potencial de venda da maconha. Uma vez legalizada o traficante se torna o governo local que  detém o monopólio das drogas. Embora, alguns jornais dizem que o governo está se preocupando com a saúde dos jovens nada poderia ser mais absurdo. O que importa aqui é o lucro e nada mais.

Com os imigrantes não acontece o mesmo. A maioria se tornam um empecilho para o país que recebe. Racismo, Eurocentrismo e protecionismo são alguns fatores que impedem o fim de fronteiras.  “Acabou o recreio, façam as malas e partam”, diz Salvini , ministro do interior da Itália, aos imigrantes. Ora, tal frase está muito longe do mundo sem fronteiras “profetizado pelo cristo cósmico  Baha’u’llah” ou seu filho como descrito abaixo:.

“Quando se perguntar às pessoas do futuro: “Qual a sua nacionalidade?”, a resposta será: “Pertenço à nação da humanidade. Vivo à sombra de Bahá’u’lláh. Sou servo de Bahá’u’lláh. Sou do exército da Suprema Paz.” Os povos do futuro não dirão: “Eu sou inglês, francês ou persa”; pois todos eles serão cidadãos da nacionalidade universal” ( Abdu’l’Bahá,  A Paz Universal)

A imigração não é lucrativa. Muito mais do que um avivamento espiritual, ela precisa se tornar algo que possa se ganhar dinheiro. Muitas ONGS ganham com isso, mas não é esse tipo de lucro e sim um universal.  O imigrante precisa ser economicamente ativo, mas para isso ainda é necessário criar uma Ordem Mundial portadora do Sinal, nome e número de Baha’u’llah (999). Como esse dia ainda não chegou, vamos continuar assistindo ao festival de xenofobia.

 

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/mundo/internacional/noticia/2018/06/08/senado-do-canada-aprova-lei-que-legaliza-maconha-342478.php

https://g1.globo.com/mundo/noticia/novo-premie-da-espanha-nomeia-gabinete-com-maioria-de-mulheres.ghtml

https://www.publico.pt/2018/05/29/mundo/noticia/hungria-preparase-para-criminalizar-o-auxilio-de-pessoas-e-organizacoes-a-imigrantes-ilegais-1832570

https://www.publico.pt/2018/06/05/mundo/noticia/acabou-o-recreio-facam-as-malas-e-partam–diz-salvini-aos-imigrantes-1833213

Aborto legalizado na Irlanda

Aproximadamente 66% dos irlandeses votaram pela legalização do aborto, antes disso a agenda gay também estava liberada por lá. Foram duas derrotas para o catolicismo, sendo que o aborto derrubou a oitava emenda da constituição irlandesa instituída pelo Papa João Paulo II em 1983.

Temos aqui duas manifestações da ordem mundial de Baha’u’llah. No  caso do catolicismo essa agenda política da diversidade não possui  um espaço significativo devido aos princípios cristãos que vão contra o aborto e o casamento gay. O que se tem nessa religião é o ecumenismo e  a diversidade religiosa. Para que os católicos se convertam ao bahaismo é necessário a manifestação da Rainha dos céus  que indicará a besta do abismo como seu filho.

Aqui está a habilidade do bahaismo : Ele consegue  presente tanto no mundo material como no espiritual.  Mas pelo que parece não foi apenas a vontade popular embriagada na unidade da diversidade. Como grande parte dos abortos da Irlanda são feitos na Inglaterra, é natural que a indústria  lucrativa do aborto  queria abocanhar esse mercado em seu próprio território.

Mas a indústria não se preocupa como o estrago que pode acontecer com as futuras mamães desistentes. Depressão, alucinações, sentimento de culpa e perturbações são apenas alguns dos sintomas causados por essa prática. Um peso que muitas carregarão até a morte.  Também temos o agravante espiritual, onde o sangue desses inocentes é oferecido a Moloque e sua estrela renfã, sendo essa a imagem de Baha’u’ll’há na forma da estrela de nove pontas.

O catolicismo possui uma falta de ética e uma história suja na Irlanda , por exemplo: em 1950 casais pagavam por adoção de crianças geradas por mães solteiras aos “santos padres”; e o que dizer do Papa João Paulo II? Esse  gostava de praticar o auto flagelo com várias  cintadas nas costas no final do dia. É provável que esses fatos históricos tenham enfraquecido o poder do Vaticano  e abriu as portas da diversidade.

 

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2018/05/27/sim-da-irlanda-ao-aborto-um-duro-golpe-para-a-igreja-catolica.htm?cmpid=copiaecola