• maio 2017
    S T Q Q S S D
    « abr    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031  

Cracolândia paulistana só mudou de lugar, diz promotor

“… Hoje a Cracolândia não acabou coisíssima nenhuma, ela muda de lugar”, disse o promotor. “Fizeram uma operação policial para prender traficantes. Qual foi o reflexo disso? Espalha-se os usuários pela cidade”, diz o promotor de Justiça Arthur Pinto Filho.

A unidade da diversidade vence novamente na cracolândia de São Paulo. Entende-se por unidade da diversidade  na Ordem Mundial de Baha’u’llah um mundo em que todas as tribos vivam de forma pacífica. Não que o bahaismo  apóie  uso de droga, mas o conceito de diversidade se adapta o pensamento subjetivo, nesse caso tanto do usuário como governo.

Para os nóias a diversidade significa dar suas “cachimbadas” tranquilamente. Um furto ali outro lá…e a vida se resume nisso, mas para a elite do PSDB como vimos no caso do ex- presidente Fernando Henrique Cardoso que pretende se transformar em traficante legalizado,  um sonho que está cada vez mais próximo.

Seria estranho  que  esse  partido político que quer  no mercado das drogas seja contra ao mesmo tempo. O que aconteceu no dia 21/06/17 foi apenas uma encenação fajuta. Nóias e traficantes viviam em suas lonas, mas quando a reportagem da Globo fez uma matéria mostrando a sofisticação e os abusos no local, o partido que governa São Paulo por mais de  duas décadas supostamente resolveu agir.Ora, pegaria mal para dois candidatos a presidência  se não conseguirem  controlar uma rua pequena do centro de São Paulo. Como poderiam governar o país?

Tal como um câncer que se espalha,  a ação  do Estado e Prefeitura, ambos agora controlados pelo PSDB,  só fizeram isso  e nada mais. Agora pequenos grupos de zumbis se espalham pelas ruas centrais e  logo se tornarão grandes grupos novamente. E assim cada um se alimenta da unidade da diversidade, uns pela vida simplista que tenta sair da realidade sem nunca ter êxito e outros  ( a elite política) descobrindo como lucrar  e aumentar o seu poder com o evento.

A verdade é que o Estado e sua política pouco se importa com a vida de pessoas comuns, ainda mais quando são centenas ou até mesmo milhares de zumbis pobres que não  possuem esperança e nem perspectiva de vida, pois o próprio Estado que finge cuidar dos mesmos retirou e roubou isso deles.

A ajuda espiritual é negada, pois libertação  espiritual está relacionada mais ao movimento protestante do cristianismo, mas isso fere a unidade da diversidade, pois uma religião não pode se destacar mais do que as outras. Nada muda, a não ser as novas cracolândias que vão surgir. Se o atual prefeito de São Paulo, o Riquinho, acha que é só demolir prédios está muito enganado, pois se for ficar fazendo isso vai demolir o centro inteiro e os nóias mudam para os bairros….Vai demolir os bairros também?

 

http://www.correio24horas.com.br/detalhe/brasil/noticia/cracolandia-paulistana-so-mudou-de-lugar-diz-promotor/?cHash=9220683796142ff9943ebd6ff4b9b4e8

Do THC ao FHC

“K162. Se Ele decretar lícito o que desde tempos imemoriais fora proibido, e se proibir o que sempre se considerara legítimo, a ninguém é dado o direito de Lhe questionar a autoridade.”(Kitáb-i-aqdas – Baha’u’llah)

As leis do Kitáb-i-aqdas (Apocalipse 10 )  caem na terra e proclama a unidade da diversidade da nova ordem mundial de Baha’u’llah. São os governantes e demais políticos responsáveis  em propagar a mudança de comportamento, nesse caso o fim de toda forma de preconceito. O processo é lento, mas continua avançado para a legalização da maconha. Ora, o que é errado passa a ser certo e o que é certo passa ser o errado….

É provável que o bahaismo nem aprove o uso de drogas, mas a diversidade de Baha’u’llah penetra nos corações da humanidade independente da conduta moral dos povos e isso usando todo tipo de manobra absurda. O bahaismo é neutro e cada pessoa faz a adequação necessária conforme o grau de  avareza que possui no coração.

O THC iniciou a sua jornada alguns anos atrás. Naquele tempo  a ANVISA proibia o uso da cannabis de forma radical, mas nesse mês de maio/2017 tudo mudou e agora a importação de produtos para fins medicinais teve início. Os apelos dramáticos da mídia mostrando a bela e jovem mamãe de olhos verdes com sua filha necessitando do medicamento para sobrevier convenceu os nossos poderes legisladores da  “importância “ da causa.

A primeira pergunta que se faz é: Quem é a ANVISA? Ora, temos uma pessoa que se esconde em um nome de empresa jurídica atuando nesse processo. Considerando um país podre e atolado na corrupção como o Brasil, fica evidente que alguém do alto escalão dessa agência está recebendo por fora para dar o sinal verde aos medicamentos.

A primeira etapa do processo foi concluída com êxito, mas resta continuar indo de encontro a legalização não só da droga, mas do tráfico. O passo seguinte é estabelecer critérios  para diferenciar o usuário do traficante. Dessa forma, uma pessoa poderá ser considerada usuária portando x gramas de maconha.

O último passo unifica os fins medicinais e os recreativos, visto que o medicamento  é muito caro, os usuários das duas modalidades receberão o direito de plantar a sua própria erva. É aqui que entra a legalização do tráfico. Finamente os traficantes renomados  poderão sair da clandestinidade e parceria com o crime organizado para o mercado.

Não é por acaso que o ex-presidente FHC do PSDB luta bravamente para que essa causa seja aprovada pelos senadores. Seu alvo é o mercado de semente de maconha. E assim, o THC encontra o FHC…Para o Estado nada poderia ser melhor, pois os governantes pouco sem importam com a vida dos governados. O que querem de nós é extrair qualquer coisa que possa ser transformada em lucro. Se isso vai resultar em uma sociedade débil ou com várias doenças neurológicas causas pela droga, pouco importa.

Grandes laboratórios internacionais financiando campanha de políticos ou políticos em parceria com as grandes plantações de maconha como as que estão no Chile sedentos por sementes são o futuro  de uma sociedade perdida. Faltaria tempo para falar da máfia de médicos que podem abocanhar esse novo mercado de dependentes.

https://estudosdafe.wordpress.com/2008/12/05/o-livrinho-da-besta/

http://www.paraiba.com.br/2017/05/18/23409-maconha-e-reconhecida-formalmente-pela-anvisa-como-planta-medicinal

http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=45&data=08/05/2017

https://www.cartacapital.com.br/saude/cara-importacao-do-canabidiol-movimenta-a-fabricacao-caseira-do-remedio-de-maconha-6133.html

http://www.brasil.gov.br/saude/2016/11/anvisa-define-regras-para-venda-de-medicamentos-a-base-de-canabidiol

Transexual pode alterar gênero no RG, diz STJ

Resumo da notícia: “STJ decide que transexual pode alterar gênero na carteira de identidade –“A 4ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu que os transexuais têm direito à alteração do gênero no registro civil, mesmo sem realização de cirurgia de mudança de sexo. Na decisão, o colegiado entendeu que a mudança do documento não pode ser condicionada apenas à realização de cirurgia, mas que deve levar em conta aspectos físicos e psicológicos…”

Assim como na legalização da marcha da maconha, os juízes sem juízo aprovam outro absurdo. Embriagados  no amor do cristo cósmico  Baha’u’llah contemplam a diversidade e não diferenciam mais o certo do errado, a verdade ou a mentira….As vozes dos sete vales  (Apocalipse 10 )  estão por aí ..vagando no tempo e espaço procurando a quem possa tragar.

Afinal, o que é o ser em sim? Sua subjetividade de fato é adaptável a vontade psíquica? De fato, na natureza  humana existe uma grande verdade:  Não somos capazes de ver a nossa própria aparência física . Só sabemos quem somos quando  olhamos em um espelho ou  tiramos uma foto.

Quantas vezes não incorporamos ao nosso caráter o estilo de personagens de filmes, um amigo, um professor ou outras pessoas.  E o tradicional alerta de um colega  dizendo que ficou algum  alimentos entre os dentes na hora do almoço?  Um colega pode alertar algo errado, mas os nossos juízes cegos de entendimento não.

Eles estão abrindo as portas do abismo da  perdição e fechando para a salvação. Uma identidade psíquica pode ser facilmente modificada por um  demônio. Muitas vezes o ser é o que pensa ser, por exemplo:  uma pessoa que fica dizendo o tempo todo que é um mendigo fatalmente se tornará um  ou dizer que é fraco fatalmente acontecerá.

É a fé ao contrário que acontece nesses casos, a fé demoníaca que opera no ser. Nesse caso temos uma travesti com o rosto totalmente feminino  e bem vestida  sendo usada como propaganda para conduzir ao abismo de duas formas.  A primeira para gerar mais travestis e a segunda para atrair a troca do natural do casamento (homem e mulher) pelo irreal (homem e travesti); mas sabemos que no mundo real travestis possuem dificuldade cognitiva e muitos são pobres.

O caráter cristão faz com que o nosso ser praticamente não exista e Cristo viva em nós  de uma forma que andamos como Ele e sentimos o seu caráter dentro do nosso ser:

“Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.”  (I João 2 : 6)

Não só isso, mas ao absorver o caráter de Cristo conseguimos nos purificar e vencer o pecado, ou seja, quando bater aquela voz na mente dizendo: Você será um travesti o Espírito de DEUS desvia do caminho do abismo e conduz para a luz da verdade dizendo: Não você é o que é, um homem, como deveria ser nesse caso. Triste é  ver essas almas sendo perdidas por uma reflexão ética da moral humana demasiadamente humana  –  um juízo sem juízo – cheio de erros e influências  malignas.

https://estudosdafe.wordpress.com/2008/12/05/o-livrinho-da-besta/

https://br.noticias.yahoo.com/stj-decide-que-transexual-pode-162900229.html

STF, marcha da maconha e a nova ordem mundial

É notório que a maconha faça muitos estragos em seus usuários. Doenças, pulmonares, perda de memória e dificuldade cognitiva são apenas alguns dos fatores, mas o STF resolveu ignorar esses fatos aprovando a tal marcha. Segundo esses juízes o Artigo 287 do código penal não pode ser interpretado no julgamento da marcha, pois nesse caso temos um  manifestações de liberdade de expressão e não um caso de apologia.

É apologia… e ponto final! Embora os presidentes brasileiros, seja LULA, FHC ou TEMER, estejam ligados aos traficantes, a droga ainda não foi legalizada.  A situação também não mudaria em nada se os presidentes e demais políticos brasileiros passassem a ser traficantes legalizados.  Se quem fornece a droga é um traficante legalizado ou não torna-se algo ilícito e por isso é apologia.

Apologia feita com discursos falaciosos que se escoram em um suposto bem medicinal para a aprovação pelo governo e que também serve para proteger os traficantes.  Percebe-se aqui a triste situação dos juízes do STF que além de libertar qualquer político corrupto também aprovam, mesmo que de forma  indireta, a legalização das drogas.

É comum entre os maconheiros cristãos (isso são eles que se consideram) defender o uso da droga através de versículos Bíblicos como esse:  “pois tudo que Deus criou é bom, e, recebido com ações de graças, nada é recusável” ( I Timóteo 4:4). O que também não se justifica, pois esse versículo foi tirado do contexto da proibição de alimentos e maconha  está longe de ser isso.

Diante desses fatos temos duas conclusões:  uma material e outra espiritual. Na material percebe-se  que esse juízes estão comprados pela corrupção e não julgam nada em nome da justiça e verdade. Na espiritual temos essas justificativas sem qualquer base jurídica ou Bíblica, pois somente um bando de malucos entorpecidos da realidade poderiam aprovar o uso das drogas . É aqui que entra a Ordem Mundial de Baha’u’llah.

Através dos seus sete vales (Apocalipse 10) ,o cristo cósmico da nova era vem tragando as pessoas na unidade da diversidade. Esses , quando tragados pelo amor de Baha’u’llah, não sabem discernir o certo do errado em suas mentes. Vejamos essa voz da unicidade entoada pelo rouxinol místico:

“…O viajante torna-se agora inconsciente de si próprio e de tudo além de si. Não vê a ignorância nem o conhecimento, nem a dúvida nem a certeza; não distingue entre a manhã da orientação e a noite do erro…” ( Sete vales:  Vale do Amor – Baha’u’llah ).

Acaso não é dessa forma que esses malucos estão agindo?

http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=182124

Aborto e o direito de decidir

Resumo da notícia: “Para 64% dos brasileiros, o aborto é decisão exclusiva da mulher. A pesquisa foi feita pelo IBOPE Inteligência em parceira com o grupo Católicas pelo Direito de Decidir (CDD)…”

Será que a matemática, nesse caso estatística, é sempre a verdade? A experiência empírica foi considerada? A coleta de amostras é compatível com a realidade da população? Parceria IBOPE e Abortistas…isso não soa como algo tendencioso?

A grande maioria da população não imagina que a notícia acima está relacionada com a ordem mundial de Baha’u’llah, nesse caso com o seu princípio de igualdade entre homens e mulheres. A dicotomia bahái surge não união dos opostos pela unidade da diversidade, ou seja, o bem e o mal unidos pelo mesmo ideal.

Na agenda feminista temos causas boas como a luta para diminuir a agressão contra as mulheres e as denuncias contra a exploração da mulher como objeto,  porém o lado ruim vem incluso na forma da agenda abortista. A síntese desse processo é o que chamamos de diversidade, pois o bem e o mal não podem deixar de estarem associados. Para os Baháis o conflito da dicotomia é apenas um processo de transição para a unidade da diversidade  denominado luz (999) e trevas (666).

Já do ponto de vista Bíblico a questão do aborto  seria resolvida  facilmente. Ora, relação após o casamento e concepção de filho desejada por ambas as partes resolveriam facilmente o problema do filho indesejado. Claro! Associado a um planejamento familiar, mas pelo fato da palavra de Deus ser algo simples existe a necessidade de normas éticas/morais complexas e humanas para analisar os vários tipos de abortos.

Não vamos generalizar os abortos, mas apenas refletir sobre a concepção irresponsável de um filho, também chamado de filho indesejado. Antes que a futura criança seja rejeitada pelo pai ou pela mãe é esse tipo de aborto que o movimento feminista “luta” para conquistar.

Uma espécie de lei do “ventre livre”, onde em cada gravidez acidental a futura mãe pode descartar e mandar sugar através de máquina o intruso (os) indesejado (os) quantas vezes quiserem, pois é esse o nome que as feministas dão para a futura criança.  E assim, a agenda feminista conseguiu manipular a opinião pública dando pulos de alegria a cada vez que um jornal sensacionalista qualquer mostrar um bebê achado no lixo e coisas do gênero.

Existe também a falta de conscientização por esse movimento dos riscos e do lucro para a máfia médica que está louca para abocanhar esse mercado “promissor”. Vejamos algumas:

1) Mesmo que seja pelo SUS, aumento de preços para os procedimentos se esse absurdo for aprovado. Ora, toda cirurgia é invasiva e causa conseqüência ao corpo que não são relatadas.

2) Problemas de ordem psicológica e psiquiátrica. Sentimento de culpa, tormento na alma pelo resto da vida,  desequilíbrio mental, transtorno bipolar são apenas alguns dos aperitivos para o aborto.

3) Sacrifício  indireto ao santanismo para Moloque ou outros deuses, por exemplo: na notícia publicada temos uma moça com a seguinte frase em um cartaz: “Seu machismo bate na minha pomba e gira”. É uma frase de duplo sentido é também pode ser entendida do ponto de vista espiritual, pois  conseqüência de relacionamentos instáveis aumenta o risco de gravidez. Já o machismo é qualquer ato de moral como os conceitos Bíblicos referente ao tema.

“E da tua descendência não darás nenhum para fazer passar pelo fogo perante Moloque; e não profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o SENHOR.”  (Levítico 18 : 21)

Resumindo: Direito de decidir sem ao menos ter uma reflexão real das conseqüências não é direito e sim imposição de um grupo social na sociedade.

 

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica-brasil-economia/63,65,63,12/2017/04/04/internas_polbraeco,586120/64-dos-brasileiros-entendem-que-o-aborto-e-decisao-exclusiva-da-mulhe.shtml

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/08/06/os-12-principios-da-nova-ordem-mundial/

Os amuletos mágicos e nova ordem mundial

Os  desenhos estão se destacando por divulgarem os princípios do cristo cósmico Baha’u’llah através de amuletos para as crianças. Nesse caso, estamos referindo a igualdade entre homens e mulheres que recebe como brinde a agenda feminista.Claro! A velha unidade da diversidade e seu misticismo coletivo.

Helena de Avalor

 

Esqueça os príncipes agora é a vez das princesas encantadas e seus reinos. Helena é uma jovem de 16 anos e latina. Mas que raio de igualdade é essa que está sendo colocada em prática? O correto seria que nesses desenhos o príncipe e a princesa governassem juntos com o mesmo poder. O que temos é o poder centralizado apenas no feminismo.

O lado bom do desenho  está na ajuda em combater o preconceito que os americanos possuem com os latinos.

A história inicia com a chegada de uma feiticeira má que deseja tomar o reino de Avalor. Sabendo disso, o feiticeiro da família real de Helena coloca a sua família em um quadro. Helena tenta enfrentar a feiticeira má, porém é salva pelo amuleto, ficando dentro dele. Mas após 41 anos o feitiço perde efeito e Helena inicia seu reinado ao lado de sua família.

O fato de ter ficado dentro do amuleto permitiu que ela tivesse contato com espíritos, recebendo dessa forma a  iniciação nos mistérios do xamanismo e tem um animal falante como espírito guia. Antes da iniciação de ser coroada ela dá para sua irmã mais nova Isabel um livro para anotar duas invenções.

Helena é regida pelo número 5, por isso sai do amuleto após  41 anos (4+1=5). Ora, esse é o número que representa a estrela de cinco pontas, o famoso pentagrama de Baphomet. O amuleto representa a unidade da diversidade uma nova era do reino de satanás, onde o feminismo entra em destaque com sua agenda. Observe que ela não envelheceu e se manteve jovem pelo poder da magia. Já o seu espírito guia é uma raposa. Esse animal representa a intuição, a habilidade de criar estratégia, astúcia, pensamentos rápidos e vida em harmonia com a natureza, todas essas são qualidade que Helena desenvolverá em suas aventuras.

Baha’u’llah também aparece nesse desenho quando Helena dá para sua irmã um livro em branco para anotar suas experiências. O livro possui uma estrela de oito pontas, símbolo usado por Baha’u’llah para representar o oitavo manifestante divino ou o oitavo rei descrito no livro de Apocalipse. A sabedoria mística de Isabel está relacionada em descobrir invenções que promovam a unidade da diversidade.

Moana

Essa outra heroína também é uma princesa e reinará no futuro, tal como Helena de Avalor. Moana pertence a uma tribo da polinésia e foi escolhida pelo oceano para recuperar o coração da deusa Te Fiti, mas para isso ela precisa da ajuda do deus trapaceiro Maui que roubou o coração da deusa Te Fiti, trazendo destruição das ilhas.

Esse desenho está relacionado a um futuro mais distante quando a terra supostamente será transformada em um paraíso ecológico, idéia muito praticada pelos aderentes da nova era, inclusive Bahá’is, por exemplo: Ao observamos o templo do Chile percebemos que ele está distante da cidade e no alto de uma montanha repleta de verde. Ora, é daquele lugar que a comunidade  Baha’i acredita que  construirá  vilas sustentáveis quando os grandes centros forem devastados.

Te Fiti representa a mãe gaya, mãe natureza e por aí vai…. e a restauração da Terra depende da devolução do seu coração, uma pedra no formato de esmeralda. No seu coração está o poder da criação, da diversidade e da unidade. Em outras palavras, é como o cristo cósmico fosse transformado em amuleto que somente  pode funcionar se estiver no coração da mãe gaya.

Ora, uma vez que Baha’u’llah recebeu poder através da Rainha dos céus, o desenho de Moana representa essa união. Outra mensagem importante do desenho é entre o bem e o mau  são variações da mesma coisa (999 e 666). Te Fiti sem seu coração se transforma em monstro destruidor, mas unida com ela cuida  e transforma a Terra.

 

Assassin’s Creed

Inspirado no famoso jogo, temos uma guerra entre duas sociedades secretas (templários e assassinos)  pela maçã do éden. Dentro da maça está o código genético que controla o livre arbítrio de todos os homens e os templários Ingleses (juntamente com o Papa)  querem essa jóia mais do que tudo na vida.

Vamos imaginar como fica a questão do livre arbítrio após a manifestação espiritual de Baha’u’llah no mundo. Ora, pessoas de todas as religiões, salvo os que não tiverem escrito os seus nomes no livro da vida como descrito em Apocalipse,  tomarão a mesma decisão de adorar a besta no lugar de deus. Ou seja, Baha’u’llah representa  o fim do livre arbítrio e também o objeto de desejo que os ingleses tanto precisam para dominar o mundo,  pois ele escolheu essa nação para reinar sobre os habitantes da terra através de um executivo mundial ao lado do Papa em um futuro próximo.

SPFW 43 e a unidade da diversidade

São Paulo Fashion Week ou SPFW 2017 é um dos eventos de moda mais aguardados pelas pessoas do ramo. Se a Ordem Mundial de Baha’u’llah não encontra muito espaço na política devido ao novo governo americano e agenda fascista neoliberal com suas austeridades, o jeito foi migrar para outras áreas. É impossível saber se os organizadores possuem contato com a comunidade Bahá’i, por isso pode ser que nesse caso a inclinação da diversidade seja de origem espiritual.

Um  primeiro olhar no evento, a moda parece algo bizarro. Roupas ridículas e estúpidas  são apresentadas e em alguns casos modelos ganham milhões para andar de forma bizarra em um pequeno espaço.  Andar e usar a maior parte das roupas que são apresentadas é algo para palhaço.

Mas nesse mundo acontece a captura estética. Ela pode estar no tecido, no decote, nas cores ou na estampa usada. É nessa captura que surge novas roupas usadas pelo povo comum  que não só ditam o padrão a ser seguido, mas também a conduta moral. É na conduta moral que entra a unidade da diversidade do  cristo cósmico que também pode ser capturada. Para esse exemplo capturamos dois momentos da Fashion Week.

O primeiro no desfile de João Pimenta. Ele aborda o princípio Baha’i referente ao fim de toda forma de preconceito. O estilista trabalha com moda masculina nesse desfile e na coleção foram apresentadas roupas afeminadas e muitas saias masculinas. É o homem que vira mulher! Nesse desfile também temos várias camisas com um olho, representando que é possível a harmonia entre a ordem iluminista do olho que tudo vê e o bahaismo.

https://www.youtube.com/watch?v=-zOmAKSWIk8

O segundo exemplo é o desfile da Ellus. Aqui é abordado o conceito de paz (999) e tribulação (666). O desfile começa com roupas próximas do cotidiano e com pessoas de diversas raças (loiras, negras e brancas)  e idade, claro que o padrão físico  foi mantido (atlético para homens e magro para mulheres).

Aos 5:58 do vídeo um rapaz e uma moça vestem as mesmas roupas,  entram sem camisa e com uma calça preta  bem abaixo da cintura para enfatizar as roupas íntimas brancas (algo que se vê muito entre os jovens hoje em dia).  A moça desfila fumando um cigarro, representando o poder do feminismo e o descaso com o choque da opinião pública ao lançar a fumaça. É a mulher que vira homem!

https://www.youtube.com/watch?v=g5cbydM0J2k

Mas no final (15:52) podemos observar a farsa da diversidade.  Pois os mortais comuns ficam em fila para ver a elite da Ellus entrar na passarela. Claro! Não é formada por negros e o que vemos é  total predominância de descendentes europeus.

A “boa” conspiração

Você está preparado para a nova ordem mundial? Compreendendo o que é, como é e quais seus objetivos finais.

https://www.youtube.com/watch?v=Wi3gbErofQY&feature=youtu.be

Nesse vídeo que foi apresentado na TEDx Goiania, um Bahá’i muito influente de Brasília chamado Washington Araújo expõe alguns alicerces da Ordem Mundial de Baha’u’llah. O evento Tedex tem como função espalhar propostas (tecnologia, espiritualidade e saúde)  para se viver em mundo globalizado.

A boa conspiração, isso segundo a ordem mundial de Baha’u’llah, consiste em algumas mudanças na atual ordem iluminista que vivemos nos dias atuais. Entre esses males produzidos pelo capital  temos: A ganância dos governantes no PIB (Produto interno bruto), sociedade de consumo descartável, crises e guerras causas pelo neoliberalismo capitalista, distúrbios mentais causados pelas  atuais redes sociais e principalmente a falta de solidariedade entre as pessoas.

A solução é abraçar os princípios de Baha’u’llah e caminhar para uma nova sociedade. São esses princípios que recebem o nome de “boa conspiração”. Bahá’is acreditam que a substituição  da sociedade materialista do “ter” pela ordem  espiritualista do “ser “de Baha’u’llah resolverão os problemas em que vivemos.

Como exemplo ele cita a igualdade entre homens e mulheres, porém  isso na prática tem e continuará trazendo junto os ideais feministas, entre eles a legalização do aborto.

http://www.bbc.com/portuguese/brasil-39190495

Essa transição do “ser” de Baha’u’llah no futuro vai radicalizar mais ainda, transformando a humanidade em agentes do estado e servos de Baha’u’llah, ou seja,  bate de frente com as profecias bíblicas  do Apocalipse que levam para o reino da besta do abismo, onde esse pacto global será selado com o nome, número e sinal da besta do abismo:

“…Quando se perguntar às pessoas do futuro: “Qual a sua nacionalidade?”, a resposta será: “Pertenço à nação da humanidade. Vivo à sombra de Bahá’u’lláh. Sou servo de Bahá’u’lláh. Sou do exército da Suprema Paz.”…” ( A paz universal – Abdu’l’Bahá).

Ora, dessa forma a diversidade se transforma em ditadura e quem não for fiel ao governo deverá ser excluído da sociedade global. Outra pergunta que fica no ar é: O que fazer com o Whatss e o Face, visto que eles são causadores de distúrbios sociais?

Redes sociais aumentam sensação de solidão, diz estudo. Rede sociais estão fazendo com que nos sintamos mais solitários, aponta um estudo realizado por psicólogos americanos. <http://www.bbc.com/portuguese/geral-39178058&gt;

Dessa forma, podemos concluir que não existe uma conspiração do bem e sim do mal. Conspiração é algo que se maquina de forma secreta. Ora, basta sair na rua e perguntar para as pessoas se conhece Baha’’u’llah e seu governo mundial. Um sim só entre dezenas de milhões de pessoas.