• agosto 2020
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  

Não esqueça de esmagar a estátua!

Resumo da notícia: “…A estátua de um comerciante de escravos em Bristol foi demolida e jogada no porto durante o segundo dia de protestos contra o racismo em todo o Reino Unido…”

Assim como a nossa primeira pandemia, o racismo também é uma  doença global. O sentimento contido em todo o mundo acabou sendo despertado após a morte de George Floyd. Segundo cientistas, a dor de quem sofre preconceito é semelhante a dor do luto, ou seja:  corta a alma, algo que não cicatriza e acaba tendo que conviver com isso pelo resto da vida.

A dor de olhar em si mesmo e ver que é  tão humano como qualquer outro, porém na pratica existem aqueles que acreditam ser de uma raça superior, nesse caso um policial estúpido que além de se achar da tal “raça” superior, ainda possui autoridade para julgar, condenar e matar.

As manifestações são mais do que justas, porém não possuem ainda um caráter de mudanças políticas na vida da população negra em todo o mundo. Algo que seria simples, ou seja, tratar a população negra como qualquer outro ser humano. Mas até o momento tudo continua igual e o racismo continua sendo muito praticado, ainda mais em tempos de bolsonarismo.

Aqui podemos capturar um pouco do sentido dessa carta do jogo illuminati. Ela possui o poder 3 de destruição, o que não seria suficiente para implantar de fato uma política contra o racismo eficaz.

O rito de quebrar a estatua do escravista Edward Colston enfraquece o governante e produz um pouco de força para a ordem mundial de Baha’u’llah, especialmente no item que fala sob o fim de toda forma de preconceito.

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/08/06/os-12-principios-da-nova-ordem-mundial/

Tudo parece louvável, mas existe o problema com o conflito entre  religiões africanas x a Bíblia. Não falo aqui de religião, mas da palavra de DEUS que condena adoração de outros deuses, como os exus.

Infelizmente isso acaba dando força negativa para que o mundo espiritual das trevas  ataque o nosso mundo gerando caos sem solução, pois a verdadeira luz de DEUS não consegue destruir as trevas pela falta da fé verdadeira.

https://www.bbc.com/news/uk-52954305

O discurso inclusivo

Resumo da notícia: A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou dicas de linguagem para tornar o discurso social “mais inclusivo”.

De acordo com a ONU,  as pessoas devem escolher cuidadosamente suas palavras para garantir “felicidade” e “aceitação” em um “mundo mais igualitário”.(…)  “O que você diz importa. Ajude a criar um mundo mais igualitário, usando linguagem neutra em termos de gênero, se não tiver certeza sobre o gênero de alguém ou se referir a um grupo”.

As dicas linguísticas incluem o uso da palavra “cônjuge” em vez de “marido” ou “esposa”; “proprietário” em vez de “proprietário”; “nome de família” em vez de “nome de solteira”; e mais. A ONU ainda propõe mudanças em palavras como: “salesman” (vendedor), substituindo por “salesperson”, trocando  “man” (homem) pelo genérico “person” (pessoa).

O objetivo é deixar os termos substantivos mais “neutros” em termos de gênero. Também seriam mudadas as palavas “fireman”, “congressman”, “businessman” e substituiria-se “boyfriend” e “girlfriend” por “partner”.

De igual modo com as palavras “mankind”, “chairman”, “congressman”, “businessman”, “fireman”, excluindo-as todas em razão da referência ao substantivo “man”.

A linguagem sensível é um dos requisitos passíveis de multa dentro da ordem mundial de Baha’u’llah. Abaixo temos o artigo 148, onde o cristo cósmico cancelará a multa anteriormente imposta para a humanidade.

  1. “O Senhor de toda a humanidade anteriormente prescrevera uma multa de dezenove mithqáls de ouro a quem causasse tristeza a outrem. Nesta Dispensação, entretanto, Ele vos isentou disso e vos exorta à retidão e piedade” (Kitáb-áqdas, Baha’u’llah)

Essa cena do futuro lembra muito o estatuto da moralidade verbal no filme “ O Demolidor”, onde o ator é multado toda vez que fala algo que não segue o padrão do governo. Steve Jackson, autor do jogo illuminati ainda vai mais longe, onde não se limita a multa, mas a pena de morte, algo muito mais próximo da realidade terrível que virá, por exemplo: O rapaz da direita foi enforcado por usar um pronome insensível….

https://www.tercalivre.com.br/onu-da-dicas-para-tornar-discurso-mais-inclusivo-dizer-marido-e-esposa-seria-ofensivo/

As séries de vampirismo e a na nova ordem mundial

Duas séries de tv feitas em tempos diferentes…Nó século 20 surgiu “Buffy  a caça vampiros”  e no século 21 a série “Van Helsing”. Essas duas séries  podem ser usadas como exemplos de que como chegamos ao abismo do mundo atual.

A série Buffy   narra a vida de Buffy Anne Summers (Sarah Michelle Gellar), uma estudante do ensino médio que foi escolhida pelo destino para lutar contra os vampiros e todas as forças das trevas. O chamado acontece  através de uma série de sonhos que Buffy tem. Ao saberem que a nova caçadora foi escolhida, um conselho de observadores designa  um observador  Rupert Giles (Anthony Stewart Head) para auxiliá-la  e treinar-la  em sua missão.

As caçadoras anteriores não vivem muito, mas o que faz Buffy ser especial e a amizade e o amor verdadeiro. Seus melhores amigos são Xander Harris (Nicholas Brendon) e Willow Rosenberg (Alyson Hannigan). Ela também possui uma mãe muito carinhosa Joyce Summers (Kristine Sutherland) e posteriormente uma irmã Dawn Summers (Michelle Trachtenberg).

Buffy  é sem dúvida a melhor série de vampiros de todos os tempos. Joss Whedon, autor da série, cria roteiros fantásticos envolvendo humor de altíssimo nível,  drama, comédia, suspense e ficção científica. Cada episódio se resolve em si mesmo e somente alguns possuem dois. A série é formada por atores iniciantes, mas de altíssimo nível tanto no elenco principal como no elenco recorrente. Em nenhum  dos 135 episódios  a série perde sua qualidade, algo muito raro de acontecer.

O mal é trabalhado na sua forma absoluta e da essência dessa abstração ele surge nas mais diversas formas.  Na sociedades secretas illuminatis, das bestas que tentam subir do abismo,  na transição da adolescência para a fase adulta, no diretor de escola carrasco, nos amores perdidos, nas ilusões, nas invejas, na conquista pelo poder, na política, no preconceito,  no namorado robô, no pastor que na verdade é um demônio,  na tecnologia, na feitiçaria nos amigos que morreram ou foram perdidos….A série vai muito além da caça aos vampiros e explora da identidade  dos personagens..

Sarah Michelle Gellar constrói uma personagem linda, fofa  e delicadinha. Sua voz fininha dá todo o ar de humor na série, pois as pessoas duvidam que aquele mocinha de estatura  pequena tenha tanto poder de luta. O amor pela personagem pode ser visto na quantidade de roupas que ela usa. É bem provável que Buffy usou mais de mil roupas durante toda a série.

Tudo essa qualidade artística se deve ao tipo de vida em 1997. Nesse período ainda estia a esperança de uma vida melhor. Os computadores apenas auxiliavam o ser humano. Existiam livros.  Nesse período as  pessoas acreditavam que um bom estudo era garantia de um bom emprego. A amizade do tipo olho no olho, as baladas com ótimas musicas no Bronze,  ponto de encontro dos jovens na série. Nenhuma decisão era tomada sem um estudo do caso pela equipe de Buffy na  biblioteca. O conhecimento e a pesquisa pela verdade também eram armas contra o mal.

Mas na medida em que aproximamos de 1999 a série começa inserir elementos da nova ordem mundial de Baha’u’llah. Vale lembrar que  nesse ano surgem as duas novas ordens mundiais. Do lado iluminista temos os atentados ao WTC e do lado Baháista temos o término da construção da cúpula do santuário de Báb, arauto da fé Bahá’i.

Nesse momento a série se entrega ao fim de toda forma de preconceito,um dos alicerces da ordem de Baha’’u’llah. Willow se torna uma poderosa feiticeira e lésbica. O feminismo é narrado em toda a sua essência e variação, especialmente no homossexualismo que se torna algo normal, mas isso não impede que a série continue muito bem feita.

No ano 2000 o mundo está em crise e Buffy não consegue terminar seus estudos na universidade, enfrentando dificuldades para sustentar a casa. Ela  perde todos os seus namorados, enfrenta a dor da morte, doenças e muitas outras adversidades. O grande amor da sua vida, o vampiro Angel é algo impossível de acontecer, pois Angel está condenado a virar um monstro diante do verdadeiro amor.

Nem mesmo na construção civil como ajudante de pedreiro  Buffy consegue uma vaga. Lá estão  os demônios fazendo ela perder o emprego! Devido as  dificuldades financeiras tem que trabalhar em empregos precários como em fast foods. Para piorar mora em um bairro desvalorizado  e nem pode vender sua casa que começa a cair aos pedaços. Existe todo esse drama, mas Buffy não perde o humor  sendo muito engraçada e fofa. Esse era o mundo no final do século 20 na vida real.

Em um dos episódios Buffy morre de forma sobre natural e Willow consegue fazer um feitiço para que ela volte, porém ela fica diferente e muito mais triste  por voltar para a Terra e  ver a decadência do mundo (2:30 do vídeo). Isso tudo vira um musical em uma ótima sátira do satanismo da Disney. Claro! O demônio dos musicais fica contente em saber que ela voltou para sofrer mais…

É na captura dessa pequena cena que nasce Van Helsing ou Vanessa Helsing a caçadora de vampiros do nosso tempo.Após sair do coma Van Helsing nasce em um mundo dominado por castas de vampiros,  uma alusão a política do mundo moderno. Os vampiros são divididos em categorias: 1) Os animais – pessoas pobres que andam de quatro patas como cachorros e 2) Líderes locais – Tal como prefeitos, governadores, traficantes  e políticos em geral vivem às custas da primeira classe.

Não existe amor, não existe esperança e muito menos amizade em Van Helsing. Viver é algo apenas do extinto humano primitivo, o que se transforma nas mais diversas cenas violentas. O mundo do matar ou morrer! Sua missão era transformar os vampiros novamente em humanos, ou seja, ela é uma espécie de vampira messiânica que veio trazer a luz.

A série é tão chata que possui apenas quatro temporadas e atriz principal vai desaparecendo aos poucos até sumir de vez. Parece ter sido inspirada em filmes como o massacre da serra elétrica, pois Vanessa não para de cortar cabeças. Ódio, sangue….muito sangue e violência.  Não existe motivo algum para rir…

Hoje vivemos essa realidade. Tudo indica (e isso biblicamente falando) que estamos condenados a vier em um ciclo de epidemias, fome e terremotos. Não existe amizade e apenas a sobrevivência egoísta. As pessoas se tornaram impacientes e cheias de sabedoria em si mesmas.

Basta iniciar qualquer diálogo que as frases ditas são : “eu sei” ou “eu sei você já disse isso”. Como o locutor fosse obrigado a saber tudo que o receptor pensa. Bom dia? Nem se atreva a falar essa frase. Nada de abraços, beijos e fique distante! Infelizmente essa é a era do imediatismo. A tecnologia que iria unir o povo serve apenas para rastrear e futuramente punir quem se opor a moda do políticamente correto.  A miséria gerada trata as pessoas pobres como animais de quatro patas da série Van Helsing.

Saímos  de um mundo de amizade, esperança e amor em Buffy para essa verdadeira desgraça instalada no século 21. Vanessa não salva o mundo e fica presa nas trevas, dessa forma uma vampira  da elite começa a governar os Estados Unidos, estabelecendo uma nova ordem mundial do caos  entre vampiros opressores e vampiros oprimidos condenados a viverem em seu estado mais animal. A violência e a morte são apresentadas como entretenimento ao povo, tal como em Van Helsing.

Com o caos instalado e os vampiroes reais (ênfase para políticos ) para nos devorarem! Essa é a nossa vida nos dias atuais e o mundo continuará na sua decadência até que chegue o dia, ano e hora para a manifestação de Baha’u’llah e sua economia divina para promover os ajustes necessários:

“A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá.”  (Apocalipse 17 : 8)

Eliminando a pobreza

Diversidade gay na velhice

Vários jornais publicaram o relato do reverendo Stanley Underhill por ter declarado sua homossexualidade aos 91 anos.  Em síntese, o slogan publicitário da agenda gay seria: Antes tarde do que nunca! Se não bastasse isso o reverendo praticamente declara em seu livro que JESUS não tem poder sobre a homossexualidade. Vejamos o trecho da reportagem:

“Chamou Jesus para ordenar que o demônio saísse de mim e me libertasse do meu sentimento homossexual.O resultado foi um desastre. Me fez sentir pior do que nunca…”

Aqui temos um exemplo clássico do cristo errado. Quando ele se refere a JESUS na verdade está se referindo a Baha’u’llah. Embora o bahaismo tenha algumas restrições com o movimento gay, eles não possuem uma opinião formada sob isso.  Esse brecha pode ser encontrada no princípio de Baha’u’llah que elimina toda  a forma de preconceito, isso permite que seja incluído qualquer coisa.

Diferente do verdadeiro CRISTO, Baha’u’llah é o pastor que não cuida das ovelhas. Bem profetizou Zacarias sob  isso:

“Porque, eis que suscitarei um pastor na terra, que não cuidará das que estão perecendo, não buscará a pequena, e não curará a ferida, nem apascentará a sã; mas comerá a carne da gorda, e lhe despedaçará as unhas.”  (Zacarias 11 : 16)

E assim, esse tipo de notícia serve para apoiar pessoas idosas que ainda estão no armário e também a blasfêmia de que o verdadeiro CRISTO não pode fazer nada, pois nesse caso o reverendo diz ter nascido gay, porém o verdadeiro CRISTO somente poderá libertar de algo se  a pessoa desejar do fundo da alma e acreditar pela fé que isso pode ser feito:

“E aconteceu que, quando estava numa daquelas cidades, eis que um homem cheio de lepra, vendo a Jesus, prostrou-se sobre o rosto, e rogou-lhe, dizendo: Senhor, se quiseres, bem podes limpar-me.”  (Lucas 5 : 12)

 

https://www.msn.com/pt-br/noticias/lgbt/o-pastor-que-saiu-do-arm%C3%A1rio-e-se-assumiu-gay-aos-91-anos/ar-BBZnhcY?li=AA520y

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/08/06/os-12-principios-da-nova-ordem-mundial/

As conseqüências do racismo no Brasil

No final do ano de 2019 o racismo aumentou cerca de 70% após a implantação do regime bolsonarista. A notícia foi abafada  e trocada rapidamente. A imprensa que apóia o regime decidiu enfatizar o aumento do número de negros em faculdades, porém os cursos de elite como medicina continuam com predominância quase total de brancos com descendência européia.

Negros e índios são os mais castigados e em muitos casos pagam com sangue. Mas também pode se incluir a pratica racista do governo aos nordestinos. No início do ano, o então ministro da educação disse que nordestinos não precisam  estudar filosofia. Se ele estivesse referindo ao fiasco de filosofa de um estúpido chamado Olavo de Carvalho até teria algum sentido, ma não foi esse  o caso.

Movidos pelo discurso de ódio do presidente, índios  (os verdadeiros e únicos brasileiros) estão morrendo e perdendo o direito a sua terra. Que um dia esse sangue derramado seja cobrado desse presidente sanguinário e seus seguidores! Sangue derramado  que como dissemos anteriormente serve de sacrifício para o demônio estrela renfã.

Já os negros.. existem tantas formas de racismo que seria impossível descrever todas, mas é importante citar algumas como:

1) Aparência: Todo negro magro é bandido! Uma frase ótima para ser usada pelos seguidores de bolsonaro. Muitas pessoas foram espancadas e agredidas apenas por ter essas  aparência e isso sem jamais terem cometido qualquer tipo de crime, muito pelo contrário trabalhadores. Esse mesmo preconceito é muito visto nas ruas quando as pessoas (em especial mulheres) grudam suas bolsas quando passam diante de um negro.

2) Preferência: Esse é o racismo disfarçado! Recentemente um anúncio de emprego exigia que as candidatas não fossem negras ou gordas.  Outro caso de um motorista da UBER em que a passageira se recusou a fazer a viagem.

3) Raça inferior em desenvolvimento: O primeiro negro…A primeira mulher a fazer algo..essas são as frases iniciais mais usadas pelos jornais.  Recentemente, os jornais publicaram uma manchete mais ou menos da seguinte forma: Negra vence o concurso de miss. Esse é o tipo de racismo mais sujo que existe, pois trata a raça negra como algo que está evoluindo e que não um ser normal como qualquer outro.

4)  Negro x Negro:  A indicação de Sérgio Nascimento de Camargo para a Fundação Palmares foi a gota d’água que faltava para consolidar o racismo no regime bolsonarista.  Embora ele não tenha assumido o cargo, temos um claro exemplo de alguém que  foi comprado por dinheiro. Ao defender as idéias do presidente e por ser negro fica a velha falácia: Negro x negro não é racismo. Foi isso que esse monstro de presidente quis fazer.

5) Somos todos macacos? Um artista teve essa idéia ridícula para tentar  diminuir o racismo no futebol europeu . Isso só aumenta o racismo, pois essa é a palavra mais usada pela torcida européia. Melhor seria usar somos todos primatas, muito mais cientifico e comprovado por ser uma divisão de categorias, o que quer dizer que não são iguais.

As conseqüência de tudo isso é o rastro de morte causada pelo ódio e o aumento de  doenças causadas pelo racismo  do regime bolsonarista. Segundo um estudo  publicado na BBC, a dor do racismo se assemelha ao luto.

Quem já passou pela experiência dessa dor sabe o quanto ela acaba com a alma. É uma ferida que não cicatriza e carregamos essa dor até a morte. Ela pode ser aliviada por alguns momentos, mas sempre estará de volta.  Não existe consolo  para isso. Esse é um assunto que as igrejas  (não todas evidentemente) não falam com medo de perder dízimos e ofertas.

Porém, é algo que fica na alma, mas no caso do racismo isso se transfere para o corpo. Depressão, isolamento, insônia, pressão alta e até alergias são geradas em um sofrimento racista. Mas o governo pouco se importa. Ódio acima de tudo traz morte e é  isso que ele quer.

E assim o bolsonarismo continua espalhando o seu rastro de enxofre pelo Brasil. O racismo se transforma em um mecanismo de morte e doença para alimentar as forças do inferno. Em troca…esse doente,  seus ministros, suas igrejas e tudo mais  recebem o direito de acumular capital e oprimir o povo em busca de mais dinheiro.

 

 

https://www.bbc.com/portuguese/geral-50820072

Maconha e o futuro inevitável

O primeiro passo para legalizar o uso da maconha foi dado  último mês de 2019. Ok! O uso ainda está muito restrito, mas caminha lentamente para uma expansão. Os raios da diversidade  da ordem mundial de Baha’u’llah  ( o fim de toda forma de preconceito) não refletem no regime bolsonarista, mas no judiciário e os grandes produtores da erva.

É  inevitável que em um futuro próximo a legislação comece a ser mudada para aprovar o plantio caseiro da maconha. Avançando mais no futuro é inevitável que empresas privadas internacionais  do ramo não abocanhem esse país.

Tudo começa lentamente e vai “ evoluindo”….É inevitável que em algum dia do futuro o governo não aprove o uso da maconha, mas apenas oficialize o uso  devido ao grande consumo. Isso aconteceu com o Canadá, por lá as pessoas usavam tanto – mas tanto – que a droga rolava solta nas ruas de Toronto.

As tabacarias  aguardavam de forma atenta a legalização. O Mesmo acontece por aqui. Em muitos bairros e até mesmo shoppings empresários  estão abrindo essas lojas.  Nos bairros já é muito comum  a existência de bares que se transformaram em tabacarias. Elas apenas servem de disfarce para a droga que rola solta. Já as tabacarias virtuais também esperam o grande dia. No link abaixo o viciado (tabacaria virtual)  pode-se  comprar apenas a seda  “ bem bolado “ para fazer o baseado. Na tabacaria do mundo real é só comprar sua maconha preferida.

https://ultra420.com.br/index.php?route=product/category&path=90

Tudo isso é inevitável, pois o governo não resistirá a fortuna que isso movimentara na economia. Hoje, entendemos por economia tudo que o governo rouba do povo  e transfere para o fundo partidário e para  militares . É inevitável  devido ao  fim da esperança. As medidas de austeridade como o fim de um trabalho  digno e aposentadoria tiraram o sentido da vida da maioria das pessoas. O regime bolsonarista pouco se importa com a vida das pessoas e isso em todos os sentidos.

Não são todas as pessoas que aceitarão a esperança em DEUS. Esperança essa que está associada a morte e uma vida melhor no além.  Somente quem vive pela loucura do evangelho é capaz disso:

“E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte.”  (Apocalipse 12 : 11)

A droga serve como fuga da triste realidade , refugio e recreação para alma, preenche o espaço que deveria ser de DEUS. Claro! Suas conseqüências são terríveis . Por acaso algum governante importa com a vida de pobres? . Para eles que milhares de zumbis  fumem até morrer e fiquem burros sem raciocínio crítico.

https://www.huffpostbrasil.com/entry/maconha-medicinal-anvisa_br_5d98eae2e4b0fc935edaf31d

https://www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2019/12/maconha-medicinal-decisao-da-anvisa-privilegia-a-industria-farmaceutica/

Taurus amplia seu império de morte no Brasil

Taurus [1],  o Senhor das armas,  atua em todo esse trágico  e triste evento.  Um demônio homenageado nesse mundo através  da mais famosa empresa de armas brasileira. O seu campo não se limita mais as armas, mas em espalhar o ódio e a violência que  abrem os portais da morte. As pessoas ficam desprotegidas e lançadas à própria sorte.

O pancadão é uma musica baixa e pejorativa. A maioria das letras possuem conexões  que se inclinam para o desejo da carne. Infelizmente no mundo espiritual isso abre os portais da morte.

Sua função..oferecer sacrifícios de sangue para alimentar o demônio estrela renfã  que representa a imagem do espírito de Baha’u’llah na forma da estrela de nove pontas.  Foi o que aconteceu nesse evento.

“Antes tomastes o tabernáculo de Moloque, E a estrela do vosso deus Renfã, Figuras que vós fizestes para as adorar. Transportar-vos-ei, pois, para além da Babilônia.”  (Atos 7 : 43)

No passado  demônio Moloque estava responsável pelos sacrifícios. Já na versão brasileira os sacrifícios de sangue ficam sob a responsabilidade de Taurus, um demônio que fala bobagem o tempo inteiro, mentiroso, violento,  sem raciocínio e usa seus discípulos para darem “coices” como respostas quando questionados .

Taurus expandiu o  bolsonarismo e gerou a versão Paulista. Dória é uma versão “ chick”  do bolsonarismo, mas que mantém em sua política o mesmo discurso de ódio,sangue, preconceito com os pobres  e morte. O governador lamenta as mortes, porém incentiva o uso da violência pelos militares. Para ele tudo está certo e  a polícia  só cumpriu os protocolos.

Algo muito perigoso, pois foi dada aos militares carta branca para torturarem,  matarem e foi justamente isso que fizeram não só nessa favela, mas em lugares futuros se nada for feito para deter.

E assim, aproxima-se o fim do ano  de 2019 do mesmo jeito que começou o bolsonarismo, ou seja, mortes perdidas em nome do ódio, preconceito  e descaso dos políticos brasileiros que legislam apenas em causa própria!

 

 

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2018/10/30/o-reinado-de-taurus-no-brasil/

https://jornalggn.com.br/noticia/paraisopolis-tenente-coronel-defende-que-peritos-internacionais-investiguem-acao-da-policia/