• janeiro 2022
    S T Q Q S S D
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  

Pandemia 2022 e o Apocalipse

Os quatro cavaleiros do Apocalipse e o demônio Apoliom se unem  em seu primeiro ensaio do que  está reservado para  futuro cada vez mais próximo

Janeiro de 2022…tudo começa péssimo! É possível ver um ensaio em escala menor do Apocalipse diante da pandemia, mais especialmente os quatro cavaleiros do Apocalipse que representam a peste (cavalo amarelo) ,  a inflação ( cavalo preto)  e a guerra (cavalo vermelho).

Depois do “ feliz ano”  e as festas totalmente descontroladas, os casos de  [1] coronavirus voltam a subir. A inflação está acabando com a vida das pessoas. No [2] Cazaquistão temos uma espécie de ensaio de guerra civil, onde muitas pessoas estão morrendo por protestarem contra os aumentos absurdos do  governo.

Já o cavalo branco do livro de Apocalipse, onde a ordem mundial de Baha’u’llah se encaixa perfeitamente, apenas aguardam o grande dia da implantação da economia divina. A expectativa Bahá’i corresponde as profecias de Zacarias. Nessa profecia,  a suposta paz acontece quando o cavalo preto se encontra com o cavalo branco.

Se não bastasse a ação dos quatro cavaleiros, ainda tem um espaço para que esse vírus continue evoluindo para satisfazer o desejo de demônio apoliom, o rei do poço do abismo do inferno e das pandemias. O seu futuro vírus fará com que as pessoas desejem a morte, mas ela fugirá deles:

“E naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles.”  (Apocalipse 9 : 6)

Agora começam a surgir a fusão dos vírus  covid ômicron como a variante flurona e a varitante deltacrom. As novas variantes não matam como no começo, mas atormentam a vida das pessoas causando confusão, tal como a peste do futuro que virá sob o reinado de Apoliom. Deltacron. ômicron.. chegam a rimar com Apoliom, ainda mais por serem letras gregas:

“E tinham sobre si rei, o anjo do abismo; em hebreu era o seu nome Abadom, e em grego Apoliom.” (Apocalipse 9 : 11)

[1]- https://www.bbc.com/portuguese/internacional-59950517

[2] – https://news.un.org/pt/story/2022/01/1775752

https://www.bbc.com/portuguese/topics/c340q430z4vt

Ômicron e Apoliom

E tinham sobre si rei, o anjo do abismo; em hebreu era o seu nome Abadom, e em grego Apoliom. (Apocalipse 9:11)

Segundo os médicos da África do Sul, a variante do coronavirus chamada ômicron transmite mais e mata menos. Isso nos leva ao capítulo 9 de Apocalipse, onde é descrito o rei das pandemias, o demônio Apoliom.

ômicron e Apolion são duas palavras que vem de grego, mas a coincidência não para por aí. Segundo o capítulo 9 de Apocalipse, a peste que surgirá em um futuro próximo abrirá o poço do inferno é seres para lá de estranhos irão atormentar as pessoas por meses, porém sem matar. A variante ômicron  parece estar preparando o terreno  das pandemias para o “maravilhoso futuro da humanidade”.

https://nominuto.com/noticias/saude/nova-variante-omicron-pode-infectar-mais-e-matar-menos-dizem-especialistas/222566/

Opressão, pandemia, opressão…

A pandemia pode ser vista como um castigo que veio para toda a humanidade. Um castigo causado especialmente pela opressão dos governantes e donos da terra. Ela representa muito bem uma galopada do cavalo amarelo  do livro de Apocalipse sobre a terra.

Um pouco antes de tudo começar, uma onda fascista neoliberal devastou os direitos dos trabalhadores como  o fim da aposentadoria e direitos trabalhistas. O regime bolsonarista brasileiro pegou essa onda dizendo que somente assim o país iria crescer e não cresceu.

Com a chegada da pandemia cifras bilionárias foram entregues para a indústria farmacêutica produzir as vacinas, isso vindo de um país supostamente falido. Até vacina evangélica superfaturada teve! O bilionário e governador de São Paulo não deixou de tirar dezenas de fotos para a propaganda eleitoral de 2022, mas o garoto propaganda da coronavac desabou com a chegada de vacinas Pfizer.

Embora os casos tenham diminuído, vários hospitais da rede estadual de São Paulo estão de portas fechadas. Só atendem em caso de morte! Seguranças são contratados para barrar qualquer um que tente chegar ao menos próximo das portas. Dessa forma, as OSS (Organizações Sociais de Saúde), ou seja, empresas privadas ligadas ao PSDB de Dória Junior, aumentaram seus lucros e do partido.

Mas a opressão não se restrita apenas aos usuários do SUS. Recentemente, o burguês dória Junior presenteou os profissionais de saúde com a retirada de vários direitos. dória Junior (em minúsculo mesmo) em nada se difere de bolsonaro. Talvez a diferença esteja apenas nas roupas finas e o perfume.

Segundo informações dos jornais os últimos dados dizem que 59 pessoas morreram e 6.615 contraíram o vírus. A forma de analisar e classificar os dados foram mudando durante a pandemia. Primeiro era a aglomeração, depois número de casos e por último mortes. A morte passou ser o  índice oficial do Estado e da imprensa, visto que esse não prejudica o capitalismo.

Em outras palavras, os governantes não se importam em conter a  transmissão. Isso abre caminho para que o coronavirus ou outro vírus continue evoluindo até que obtenha a forma terrível dos gafanhotos descritos no livro de Apocalipse. Especialmente por esse futuro vírus não matar, mas atormentar a vida das pessoas:

Assim, naqueles dias as pessoas procurarão a morte, todavia não a encontrarão; desejarão morrer, mas a morte fugirá deles. (Apocalipse 6:9)

O clima de liberou geral permite mais opressão,  especialmente em São Paulo por ser a maior capital do país,  onde aconteceu redução dos  transportes coletivos pelo prefeito e ladrão de merendas escolares que também é do PSDB, causando mais aglomerações e destruindo o pouco da qualidade de vida do povo para beneficiar os empresários da rede transporte.

Esses foram alguns dos danos causados apenas pelo cavalo amarelo e ainda tem o cavalo preto. Com a volta da inflação e a perda de poder aquisitivo do trabalhador dezenas de lojas são fechadas. O centro de São Paulo vive um momento dramático e quantidade de moradores de rua está totalmente sem controle. Não adianta mais jogar água como o prefeito atual tem feito.

A ordem mundial de Baha’u’llah , representada pelo cavalo branco, espera em oculto por uma devastação ainda maior. Ora, se opressão aciona esses dois cavalos bolsonaro e dória junior estão montados nos cavalos infernais do apocalipse prontos para provocarem mais castigos.

E assim, a Ordem mundial de Baha’u’llah espera até que chegue o dia em que os economistas da terra implorem de joelhos e dêem o poder que possuem para serem administrados por uma economia espiritual.

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-51713943

Fundamentos da economia divina – conseqüências da pandemia

“E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.”  (Apocalipse 6 : 8)

Por que consumo não deslancha apesar de vacinação e reabertura ?

O avanço da vacinação e os sinais de retomada da economia observados nos primeiros meses do ano não foram suficientes para evitar que o consumo dos brasileiros atingisse seu pior patamar desde o início de 2019, de acordo com o estudo Consumer Insights, da consultoria Kantar.

“Estamos em um momento muito delicado, em que essas classes sociais começam a sofrer cada vez mais e precisam reduzir e revisar tudo que consomem dentro e fora de casa”, diz Wedemann.

Como a maioria da população brasileira está nas classes C, D e E, se estas pessoas compram menos, a economia como um todo sofre. Da mesma forma, avalia Wedemann, só uma recuperação mais forte da economia vai gerar trabalho suficiente para tanta gente.

“Não há como pensar em uma retomada geral sem um plano específico que estimule setores que geram oportunidades de emprego para as classes C, D e E — e ainda não vimos isso.”

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-58404676

Desemprego, fome e pobreza aumentam no País

O aumento da fome e da pobreza, o crescimento do desemprego e da inflação, além da falta de políticas públicas mais amplas e de perspectivas para a melhora no quadro macroeconômico colocam o Brasil na rota da hiperinflação e da carestia comuns na década de 1980. A avaliação é do deputado Luiz Claudio Romanelli .

https://paranaportal.uol.com.br/opiniao/sintonia-fina/desemprego-fome-e-pobreza-aumentam-no-pais/

Presidente da Acir classifica decreto do passaporte da vacina como “absurdo” –  “Eles estão Jogando na costa das empresas, um passivo jurídico desses, é um absurdo, imagina se eu barro alguém que esqueceu a carteirinha e seu eu cobro isso dos meus funcionários, posso ser processado pois tem uma legislação trabalhista acima disso”… Del Cistia citou o exemplo dos mercados diante da atual situação. “A pessoa esquece a carteira de vacinação e não vai poder comprar comida. Isso vai contra as necessidades básicas do cidadão”

https://primeirahora.com.br/presidente-da-acir-classifica-decreto-do-passaporte-da-vacina-como-absurdo/

Itália terá novo protesto contra o passaporte sanitário – Cerca de três mil manifestantes realizaram um protesto na Catedral de Milão no último sábado, 28. “Medida antidemocrática que nada tem a ver com a situação de saúde, mas que serve apenas para dividir a sociedade em pessoas de categorias A e B”, lia-se numa faixa no palanque. Os italianos dão sequência às revoltas ocorridas em outros países, como França e Austrália contra o “passaporte sanitário”.

https://www.causaoperaria.org.br/rede/internacionalismo/italia-tera-novo-protesto-contra-o-passaporte-sanitario/

Pandemia: Animação de 1930 já preparava o mundo para o futuro

Nessa animação  (acredita-se que seja de 1930) um demônio dá algumas dicas para que o mundo seja dominado pelos banqueiros em tempos de pandemia. Os passos são os seguintes:

 

Como tomar o controle do mundo

–  Lançar uma gripe Influenza como arma – O diabo passa o spray de vírus pelas ruas da cidade. As ruas estão desertas e somente uma carruagem com outro demônio que sabe do plano, provavelmente um banqueiro.

– Inundar os jornais e as ondas de rádio com notícias sobre mortes  – A imprensa anuncia a chegada do vírus, mas não tem ninguém para dar crédito, somente um peixe no aquário ouve a notícia. Ótima representação do descaso da pandemia atual feita pelo governo da China.

– Fechar as lojas e as igrejas – o vírus passa rolando pela rua, mas não encontra ninguém para contaminar.

– Usar a Polícia para calar os opositores – Os polícias batem sem piedade em uma pessoa que é muito menor que ele. Eles são enormes perto do coitado que apanha. De fato, a opressão do Estado em criar uma ditadura sanitária e absurda.

– Apresentar com estardalhaço os mortos e os enfermos. Todos terão de usar máscaras faciais –  As pessoas assistem ao desfile de um morto no caixão  e o diabo fica na liderança da parada. De fato, a mídia cobriu de forma péssima a pandemia.

A parada do demônio e sua pandemia tem uma sequência: O primeiro carro com o morto, o segundo a vacina, o terceiro carro com pacientes que ainda estão vivo, mas morrerão, logo depois os profissionais de saúde paramentados e novamente o spray com vírus. A idéia de novas pandemias foi muito bem explorada nesse conceito.

No  inicio da pandemia virou um festival de sensacionalismo e números no mundo inteiro. Primeiro estatísticas de aglomeração, depois de contaminados e por último a de morte que ficou em evidencia. Tudo de acordo com o mercado financeiro claro!

– Injetar uma vacina. Fazer a eutanásia dos idosos – Um fato curioso aqui é que o diabo vacina as pessoas que são semelhante a almas , ou seja, elas passaram por um processo de morte com mais doses anteriormente.  O ambiente de uma fábrica representa de forma brilhante o conceito de vacinação e lucro em massa.

– As pessoas que possuem os bancos. Agora são donas dos hospitais.Esse é o plano. Para possuir. Fim!

Um pouco além da animação

De fato, a maioria desses itens foram colocado em prática nos dias atuais, mas o “novo tempo” do burguês e bilionário Doria Junior ( Governador de São Paulo) está indo em direção contrária ao Apocalipse. Para entender isso melhor é necessário compreender o trono de DEUS e os selos.

O que os governantes estão fazendo é  criar um encontro entre o Cavalo Branco e o Amarelo, sendo que o correto é o encontro entre os cavalo Preto e Branco. Sendo assim, a ordem mundial de Baha’u’llah e sua economia divina portadora do seu sinal, nome e número de letras do seu nome surge do caos econômico  como segundo fator (claro, o primeiro fator é a apostasia ).

“O carro em que estão os cavalos pretos, sai para a terra do norte, e os brancos saem atrás deles, e os malhados saem para a terra do sul.”  (Zacarias 6 : 6)

A animação também acerta em parte sob quem vai controlar o mundo. No caso do Brasil os banqueiros, especialmente o Itaú. O presidente desse banco ditou e dita as regras da flexibilização. Praticamente tudo foi escancarado sem qualquer controle o que deixou infectologistas indignados.

No caso do Estado de São Paulo, a maior parte dos especialistas (21 no total) foram desligados do plano de combate ao coronavirus. Eles não estavam alinhados com o governo. Sim! Muito parecido com o bolsonarismo, mas a diferença aqui é que  aqui temos uma versão mais perfumada, fashion e  chick!

Apocalipticamente falando, Doria Junior pegou as rédeas do cavalo errado e as conseqüências serão desastrosas. Primeiro que toda vez que um rei oprime seu povo o cavalo amarelo das pandemias é solto. Agora já se fala da terceira dose e só DEUS sabe o que vem pela frente. Perguntas como: Quanto tempo a imunização vai funcionar? Em breve serão respondidas e as repostas não parecem nada animadoras.

Por hora o “novo tempo” da música de Ivan Lins usada por esse governador está trazendo aglomeração de todo tipo.Transporte público precário, praias, bares, centro de compras…tudo voltou a ser pior do que antes. O caos está muito mais espalhado. Os reis da terra (nesse caso do Brasil) não investiram na ordem

E assim, as previsões da OMS  e dos infectos estão mais próximas, ou seja, quando acabar o alfabeto grego vamos para as infinitas estrelas que vão representar infinitas pandemias.

https://www.aliadosbrasiloficial.com.br/noticia/variantes-podem-receber-o-nome-de-constelacoes-estelares-diz-a-chefe-da-oms-para-covid

https://www.atibaiasp.com.br/noticias/saude/covid-19-sociedade-de-infectologistas-critica-medidas-de-reabertura-em-sp/

https://saude.ig.com.br/coronavirus/2020-08-20/fapesp-e-itau-vao-investir-r-825-milhoes-em-producao-de-vacina-do-butantan.html

https://www.espada.eti.br/alerta-2021-08-12.htm

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/08/18/estamos-no-tempo-certo-defende-doria-apos-sociedade-de-infectologistas-criticar-medidas-de-reabertura-em-sp.ghtml

Novos nomes para as variantes de COVID

Variantes da COVID-19 receberiam nomes de constelações estelares quando alfabeto grego se esgotar

Novas variantes do coronavírus poderiam receber nomes de constelações assim que as letras do alfabeto grego se esgotarem, sugeriu uma alta funcionária da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A OMS já está procurando novos nomes para mutações do coronavírus em meio a temores de que haverá mais variantes preocupantes do que as 24 letras do alfabeto grego, afirmou Maria Van Kerkhove, a chefe técnica da OMS para COVID-19, ao Telegraph.

Esse sistema foi introduzido no final de maio e até agora 11 mutações foram nomeadas: quatro variantes preocupantes, incluindo Delta e Beta; quatro variantes de interesse, como Eta e Lambda; e também Épsilon, Zeta e Teta, consideradas “de interesse”, mas já rebaixadas.

Como a COVID-19 continua sofrendo mutações, é possível que haja mais cepas-chave do que letras disponíveis. A dra. Van Kerkhove disse que as constelações são as melhor posicionadas para se seguirem ao alfabeto grego, sugerindo que um dia poderíamos ver variantes conhecidas como Áries, Gêmeos ou Órion.

“Possivelmente esgotaremos o alfabeto grego, mas já estamos olhando para a próxima série de nomes”, de acordo com dra. Van Kerkhove.

Várias alternativas já foram descartadas, incluindo deuses e deusas gregos, em parte devido a preocupações sobre a pronúncia.

“Na verdade, estamos considerando constelações”, acrescentou a especialista da OMS. “Queríamos seguir com deuses ou deusas gregos e eu disse, por favor, não me façam dizer isso publicamente.”

A próxima escolha, que não afetará os nomes científicos das variantes do SARS-CoV-2, pode ser anunciada “relativamente rápido”. Atualmente, o grupo de trabalho da evolução do vírus e a equipe jurídica da OMS estão reverificando as propostas para “garantir que não incomodamos ninguém com esses nomes”, conforme a dra. Van Kerkhove.

A epidemiologista acrescentou que uma nova variante perigosa tem mais probabilidade de surgir em três casos: em áreas com taxas de transmissão intensas, em populações animais, por exemplo em fazendas de visons, e em locais com altas taxas de vacinação onde o vírus ainda circula amplamente.

https://br.sputniknews.com/sociedade/2021080817873315-variantes-da-covid-19-receberiam-nomes-de-constelacoes-estelares-quando-alfabeto-grego-se-esgotar/

Algumas conclusões sob o coronavirus

Com o fim da droga dessa olimpíada o único vencedor e recordista absoluto foi o vírus.

Aglomerou pegou mesmo! Seja rico, negro, pobre, pastor, branco, o pastor ungidão…Qualquer um pega estando em lugar errado, infelizmente a pessoa pode transmitir para outra ou outras.

Não procure ajuda médica muito cedo.  Muitos médicos não gostam de ter que acordar durante o plantão.

E se ainda estiver com coronavirus? Lamento dizer…o SUS não vai gastar dinheiro dos cofres públicos reservados para prostituição e corrupção  de políticos com um nove exame.

Máscara ajuda? É melhor prevenir do que remediar…

Uma vez que pegou coronavirus: fica-se jogado  à própria sorte. Morte, recuperação, seqüelas. A sorte está lançada!

Depois de décadas estudando medicina e se achando o máximo (não todos claro) os médicos  e medicas patricinhas chegaram a conclusão  de prescrever água.

Dizem os médicos e médicas arrogantes (não todos claro)  que o período máximo de transmissão acaba em até 14 dias, porém para se livrar dos fragmentos dessa peste  demoram meses.

Médicas e médicos arrogantes (não todos claro)  costumam receitar loratadina para acalmar a tosse, mas a sensação mesmo é o cloridrato de bromexina. Essa tosse pode durar muito  – mas muito mais – do que 14 dias e esse remédio consegue dar um “tapa” nessa doença do inferno.

Segundo a OMS pessoas que contraíram o coronavirus devem aguardar seis meses para se vacinarem. Se tomou a primeira dose e pegou a peste o mesmo:

Vacinas… Tudo continua obscuro. A única certeza é que políticos, militares, reverendos   evangélicos e a máfia farmacêutica estão  faturando bilhões.  Vai uma terceira doze aí? Que tal uma quarta?

A outra certeza é a ditadura sanitária que em um futuro próximo vão  matar por degolação quem se negar a cooperar. Melhor que matar e fazer a pessoa viver sofrendo perdendo o emprego.Nem precisam de  inventar microchip na vacina.

O COVID, como chamam os especialista s, é desculpa para a inflação descontrolada.

 

Referências:

https://visao.sapo.pt/visaosaude/2021-08-08-ha-sinais-de-que-as-pessoas-vacinadas-transmitem-a-delta-tanto-como-os-nao-vacinados/

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/anticorpos-diminuem-abruptamente-apos-tres-meses-da-vacina-diz-estudo-de-coimbra

https://amarildocharge.wordpress.com/

https://www.washingtonpost.com/world/2021/08/06/japan-covid-surge-olympics/

https://www.opovo.com.br/coronavirus/2021/04/06/xarope-indicado-em-casos-de-covid-19-esgota-em-farmacias-de-fortaleza.html

https://g1.globo.com/bemestar/vacina/noticia/2021/02/12/quem-esta-com-covid-deve-esperar-recuperacao-e-pode-esperar-mais-6-meses-para-se-vacinar-diz-oms.ghtml

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2021/08/03/tenho-culpa-queria-vacina-para-o-brasil-diz-reverendo-a-cpi-as-lagrimas.htm

A próxima pandemia

A pandemia supostamente foi embora! Ao fundo da música de Ivan Lins (No novo tempo, apesar dos castigos / Estamos crescidos, estamos atentos…) , o bilionário Dória Junior já faz sua propaganda eleitoral precoce em São Paulo . Nos jornais temos de volta o tédio da instabilidade política e sensação do momento olímpico, mesmo diante da variante delta  e seus mistérios.

Uma música inspirada no fim da ditadura está abrindo portas para a nova  ditadura sanitária. A cada dia se fecha o cerco contra os não vacinados pelo mundo. Seria necessário uma espécie de teste pré vacina para identificar os possíveis efeitos adversos. Ora, se uma pessoa tem tendência a isso seria rapidamente separada do grupo. A solução do momento é vacinar e aglomerar, pelo menos no Brasil, sendo a aglomeração muito perigosa .

Diante disso, especialistas se preparam para a próxima pandemia.  Problemas globais exigem soluções globais. Esse é um dos objetivos da nova ordem mundial de Baha’u’llah, porém condenado  ao fracasso quando colocado em prática. O projeto 7-17  é um desses exemplos.

Com o descaso da vida humana pelos políticos e médicos, ele jamais seria colocado em prática. No Brasil, é impossível conseguir detectar em sete dias o surto, as autoridades públicas jamais tomariam uma decisão correta em um dia e muito menos colocariam em prática nos sete dias seguintes.

Não se tem acesso adequado para tratamento. Muitos postos de saúdes colocam pessoas com COVID misturadas com outras especialidades. Depois de uma longa demora são atendidas por patricinhas arrogantes da medicina, especialmente no SUS elas podem descarregar seu ódio aos pacientes por serem pobres.

Muitas pessoas, após pedirem de joelhos para as patricinhas  e mauricinhos da medicina (não todos claro)  conseguem uma autorização para o maldito  teste de covid. O  profissional de saúde ( o mortal comum) como técnicos acabam sempre sobrecarregados, mas tentam trabalhar da melhor forma possível.

Identificar novas cepas custa caro e o governo tem outras prioridades  (prostitutas, bebidas, drogas, enriquecimento ilícito, superfaturamento, suborno) para desviar o dinheiro da saúde.

Já laboratórios até existem, mas o problema é qual o preço desses diagnósticos. O alto custo também está presente em conexão em tempo real entre laboratórios e os políticos da saúde. No caso do Brasil, o governo foi totalmente negligente e não centralizou nada!

Melhorar o sistema de vigilância, notificação e investigação  é um sonho, especialmente se depender da boa vontade de médicos que estão mais preocupados em aparecer na TV para provocar inveja nos colegas.Com todo esse desastre se torna inevitável que a próxima peste  venha. Isso se essa de fato acabar. Diante de tudo isso a música mais apropriada seria outra canção do  Ivan Lins:

“Nos dias de hoje é bom que se proteja… Não ande nos bares, esqueça os amigos.Não pare nas praças, não corra perigo.Não fale do medo que temos da vida… Tenha paciência, Deus está contigo.Deus está conosco até o pescoço…” (Cartomante – Ivan Lins )

E assim é o coronavirus: O filho do diabo pega , o filho de Deus pega,  o pastor “ungidão”  pega, o negro, o rico, o pobre, o homem, a criança, a mulher, o velho, a grávida…Toda carne que se move no espírito esta sujeita. Carne contaminada que nem serve para esterco. Local errado e aglomeração errada. No trabalho ou mesmo sem fazer nada. Na visita do parente, na despedida em um cemitério. Estamos jogados a própria sorte!

A carne fraca morre, a carne um pouco menos fraca vai ser torturada por médicos loucos e seus intubadores, a carne um pouco mais resistente passará dias ou até meses para se livrar dessa peste por completo e tem aqueles da carne forte e alma fraca que pregam uma “gripezinha besta”.

Para não se revoltar com DEUS e até mesmo enlouquecer resta tentar olhar pelo espírito. A carne fraca que morre clama a JESUS CRISTO  por salvação e carne fraca que vive clama a JESUS CRISTO  por perdão e restauração. E assim continuamos….de sorte…o caminho da vida e a morte, mas sem tortura…

 

[1] – https://www.bbc.com/portuguese/geral-57916793