• dezembro 2018
    S T Q Q S S D
    « nov    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Anúncios

Vacinas….

Resumo da notícia: [1] “Vacinação contra a gripe está abaixo da média em quatro cidades…”

No dia 26/07/19 um grupo de médicos do Hospital Emílio Ribas em São Paulo se reuniram para criar um manifesto pró- vacina e ao mesmo tempo tentar descobrir o motivo da pequena procura nos postos de saúde.

Um dos motivos está na triagem feita pelo técnico de saúde.  Isso acontece devido ao complexo de superioridade que muitos médicos possuem.  Durante a triagem, isso quando bem feita, muitas pessoas não se enquadram no perfil para vacinar. Idade, pessoas alérgicas e vários outros motivos fazem com que o profissional de saúde descarte a possibilidade de vacina.

Para alguns , tal como descrito nos receituários das vacinas, o profissional de saúde aconselha que procure um médico e em muitos casos é necessário fazer exames. Considerando a eficácia do serviço publico de saúde até que se consiga uma consulta e faça os exames necessários  a campanha de vacinação acabou faz tempo.

O outro motivo é a consciência de como a máfia farmacêutica trabalha. Laboratórios de vacina e antialérgicos (genéricos ou não) se unem para explorar a desgraça alheia e lucrarem muito. Como exemplo da máfia farmacêutica temos  Laboratórios como  GlaxoSmithKline, especialista em vacinas e de outros os laboratórios genéricos como : Medley, Nova Química, Neo química…

As pessoas com  efeitos colaterais  da vacina causados por alergia, especialmente ao ovo, são entregues  para a máfia dos genéricos, em alguns casos o  tratamento que poderia ser feito  com 10 comprimidos serão necessários 30  (exemplo hipotético).

E assim, a vacina contra gripe continua enriquecendo muitos  empresários e políticos de ambos os lados (Vacinas x genéricos) e destruindo a vida de milhares de pessoas comuns pelo mundo. Matar! Nem pensar…o melhor é lucrar com a desgraça dos outros por um grande período.

[1]- http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/vacinacao-contra-a-gripe-esta-abaixo-da-media-em-quatro-cidades/?cHash=bf355dbf88f01ee428b328075294890a

http://br.gsk.com/media/605367/fluarix-tetra_inj_gds03_ipi07sh_l1157.pdf

https://extra.globo.com/noticias/economia/glaxosmithkline-acusada-de-pagar-concorrencia-para-adiar-entrega-de-genericos-8164663.html

http://br.gsk.com/media/605367/fluarix-tetra_inj_gds03_ipi07sh_l1157.pdf

https://extra.globo.com/noticias/economia/glaxosmithkline-acusada-de-pagar-concorrencia-para-adiar-entrega-de-genericos-8164663.html

Anúncios

A política da febre amarela

“…Há de vir o tempo em que se compreenda universalmente a necessidade imperiosa de se convocar uma vasta assembléia de homens – assembléia essa, que a todos abranja. Os governantes e reis da terra, devem forçosamente, assisti-la…” ( Baha’u’llah, LAWH-I-MAQSÚD)

Os alicerces da ONU, além da II Guerra Mundial, também surgiram dessa epístola descrita acima do cristo cósmico Baha’’u’llah. Quando entramos no site da ONU dizem não ser um governo mundial. Em parte tal frase está certa. No presente  ela precisa ser reformada, mas nada disso impede que  se intrometa em todos os países membros com suas regras.

Algum jornalista imbecil vasculhou suas páginas e toda a grande mídia publicou uma matéria dizendo que o Estado de São Paulo deve seguir a recomendação da OMS e promover uma mega vacinação. A notícia está bem escondida no site, mas o caráter dogmático da ONU foi colocado pelo governador e dono do Estado de São Paulo, porém com algumas mudanças para a febre da política amarela.

Por exemplo, não está sendo feita triagem nenhuma nos postos para separar o grupo de pessoas com mais de 60 anos ou  que tenham sensibilidade aos antígenos de ovos. Essa sensibilidade não precisa ser “hiper” para fazer um estrago na vida de alguém.

Existe uma série de contradições entre OMS, ANVISA e outras instituições de saúde. Umas dizem não saber a validade da dose fracionada, outros dizem que a dose única vale por toda a vida, outros que a fracionada vale por um ano, mas tem quem diga que dura 8 anos (esses últimos malandros tinham que ser brasileiros…).

Dezenas de pessoas estão  tendo reações  e até morrendo por causa da vacina, mas os casos são rapidamente abafados pelo governo do PSDB. Ora, sabe-se que a vacina é feita do vírus morto injetado em um ovo, mesmo que esteja o processo aqui descrito de forma simples a pergunta fica no ar: O vírus realmente está morto? É o PSDB que garante isso?

Mas o que importa…as pessoas estão como uma manada desgovernada e histérica em busca da vacina. O admirável gado novo vê o seu líder máximo  (Alckmin) preocupado com a sua saúde. A febre amarela virou uma ótima forma de promover sua falsa generosidade ao povo para ser usada pelos marqueteiros de plantão.

Ora, o Estado nada mais é do que o monopólio do imposto e da opressão militar ao povo que sempre defenderá apenas o interesse capitalista. Para eles que se danem os pobres… tomem a vacina e calem a boca!É hora da corrida presidencial e vale tudo na política da febre amarela. São bilhões de reais investidos na vacina, mas uma vez que for eleito como presidente terá cinco anos para roubar muito mais através da privatizações, cartéis, compra de juízes e outros métodos de corrupção.

http://www.who.int/ith/updates/20180116/en/

http://www.who.int/en/

Vacina da gripe está com pouca adesão

“…O secretário ainda lembrou que a vacina pode causar poucas reações, como dor no local da aplicação e febre muito baixa, mas que atingem um pequeno número pessoas. Sobre as doses causarem gripe, ele esclareceu que essa informação não passa de mito. “Não tem o vírus vivo nas doses. A vacina provoca o organismo a reagir e criar anticorpos contra a gripe sem gerar o sintoma”. A cidade disponibilizou postos volantes no Mercado Municipal e no Clube de Campo….”

A pouca adesão mostra a maior conscientização da população do lado oculto da vacina que os governantes negam em revelar. Muito ao contrário do que esse secretário da saúde está afirmando acima, a vacina causa sim males terríveis.

–  Uma pessoa alergica a ovo não pode tomar essa vacina. Claro! A pessoa não vai morrer, mas será uma fonte de lucro para a máfia farmacêutica. Uso contínuo de descongestionantes nasais, corticóides, garganta irritada, asma  e coriza  são apenas alguns males que acompanham muitas pessoas durante a vida depois da vacina. Para isso basta perguntar para elas nas ruas. Muitas que tomaram essa vacina possuem esses sintomas. Talvez ele seja útil para idosos, mas não para quem estão fora dessa faixa etária.

– A vacina nada mais é do que o vírus da gripe morto  injetado em um ovo. Quem garante que o vírus está de fato morto? A máfia farmacêutica? A mesma que financia políticos corruptos? A mesma que produz remédios genéricos ou similares que não fazem efeito algum? A mesma que  usa cobaias africanas descartáveis em seus testes?

– O Estado pode garantir a validade da vacina? Ora, em um país que se tem instalado a “corruptocracia “, onde qualquer dinheiro é desviado para transformar monstros políticos em santos (certo governador do PSDB que o diga)  por marqueteiros que cobram milhões por essa mágica. Um país em que não se perdoa nem o dinheiro do idoso que tem direito a uma aposentadoria, antes disso possuem suas aposentadorias retardadas de tempos em tempos para sustentar marqueteiros políticos e banqueiros.

Um país que não atualizada a tabela de imposto de renda para sustentar a corruptocracia. Um país em que se vende carne podre pelo grupo JBS com total aval do governo em troca de favores. É claro que a máfia dos laboratórios farmacêuticos praticam as mesmas coisas….O resultado é esse, mas o povo começa a ficar mais consciente que o Estado não visa o bem de nenhuma pessoa comum.

http://www.portalnews.com.br/_conteudo/2017/05/regiao/56471-vacinacao-contra-a-gripe-ainda-tem-pouca-adesao.html

Os perigos da vacina h1n1

vacina gripeO que é um sinal do fim dos tempos para muitos cristãos se transforma em lucro para o capital, representado aqui na forma da máfia da indústria farmacêutica (…mais)

 

De fato, essa vacina produz efeitos colaterais em muitas pessoas. Os sintomas são variados como: desenvolvimento de alergia, asma e até sinusite. Na maioria dos casos as pessoas não vão morrer, mas ficarão com seqüelas pelo resto da vida. Essas são algumas das queixas que ouvi pelas ruas e nos hospitais, porém a máfia farmacêutica e o governo usam apenas esse instrumento como fonte de lucro.

Para os políticos a compra de milhares de lotes dos grandes laboratórios se transforma em propina e financiamento partidário. Já para os laboratórios que financiam suas campanhas uma boa margem de lucro acontece quando se vende essas vacinas por um preço superfaturado. Ora, se fizessem qualquer tipo de avaliação para ver se a pessoa está apta ou não a tomar vacina criaria um prejuízo, pois muitos desconfiariam que ela não é confiável.

Para abafar mais ainda a verdade das vacinas, o Ministério da Saúde conta com a técnica Bahá’i de liderança moral (link no final do post). A liderança moral nada mais é do que o uso de uma celebridade fabricada para manipular a opinião das massas, dessa forma muitos aceitam os objetivos do governo mundial. Nesse caso a atriz Arlete Sales foi a escolhida para encenar essa farsa ridícula, pois o governo acredita que usando um “famoso “ dará mais credibilidade.

A propaganda chega ao ápice do ridículo. Arlete Salles transforma-se na heroína de um povo burro e desinformado. A Super Girl brasileira rindo e lucrando. Observe a mesma linguagem corporal das mãos na cintura para passar a idéia de segurança e proteção. As mãos da super girl verdadeira (montagem aqui do blog para satirizar) indicam pelo menos estado de prontidão por estarem fechadas, já a da atriz nem isso, ou seja, se você estiver no grupo de reação que se dane!

Ninguém sabe qual foi o critério que o Ministério usou para escolher essa atriz, mas se formos investigar acharemos algo de muito podre…Típico da política brasileira.

 

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2008/12/19/lideranca-moral/

Epidemias

Inwo Epidemic

Atualização:10/4/16 – o lucro da máfia farmacêutica

“Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.” (Mateus 24 : 7)

Resumo: O que é um sinal do fim dos tempos para muitos cristãos se transforma em lucro para o capital, representado aqui na forma da máfia da indústria farmacêutica.

Para entender melhor o conceito prático das pestes vamos analisar o que está acontecendo no nosso tempo. Ora, podemos entender por pestes: epidemias, pandemias e surtos. A origem da palavra epidemia surgiu na antiga Grécia, sendo atribuída a Hipócrates no século VI aC. No grego clássico temos: epi (sobre) + demos (povo). E de fato é um mal que cai sobre o povo. Outro conceito importante é o de pandemia: pan=–tudo e demia= povo, ou seja, temos algo como todo o povo, o que leva para uma infestação de uma peste em grandes regiões demográficas. Já os surtos são vários casos semelhantes acontecendo em algum local ao mesmo tempo.

Os caminhos lucrativos da máfia farmacêutica e seus grandes laboratórios se dividem em remédios e vacinas, sendo que a vacina quando provoca efeito colateral sempre acaba levando para o uso de remédios. Como está na moda o H1N1, vamos usar essa vacina como exemplo.

Algumas perguntas que deveriam ser questionadas, por exemplo: Por qual motivo não alertam a população do risco de alergia ao ovo? Por qual motivo se teme tanto o uso de corticóides antes da vacinação? Será que atrapalha o desenvolvimento de uma alergia respiratória? Se a vacina nada mais é do que vírus injetados em ovos que depois são supostamente mortos…de onde vem esses vírus que estão sendo injetados? O que “ morre” nesse vírus? As proteínas virais hemaglutinina e neuraminidase, responsáveis pelas iniciais H e N do vírus são destruídas? Como saber se a incubação dos ovos foi realizada no tempo certo, ainda mais em uma produção em massa? O que acontece com o ácido siálico do vírus? O DNA ou RNA é realmente destruído?

O fato é que o surto psicótico por vacina prevalece sobre o epidêmico. Pessoas saem em desespero pagando qualquer quantia por uma vacina e nem ao menos questionam a sua procedência ou fabricação, pois basta colocar um ator global, um político imbecil ou outra celebridade qualquer para que o produto receba credibilidade.

Ora, alguns nomes usados pela máfia farmacêutica já dão uma dica de onde querem chegar. Vamos pegar como exemplo a vacina Pandemrix. Esse nome vem de pandemia que representa uma peste global. Dessa forma seria muito lucrativo que o surto de H1N1 avançasse para epidemia e depois uma lucrativa pandemia.

O vídeo abaixo apresenta algumas estatísticas bem interessantes. Quando o surto ou epidemia em uma determinada época estava diminuindo a vacina foi utilizada para fraudar uma eficácia. Depois de algum tempo de prejuízo para a máfia farmacêutica aconteceu o surgimento de novos casos. Vários tipos de vírus voltaram mais agressivos, ou seja, as pessoas vacinadas se transformaram em hospedeiras e transmissoras nesse  processo de mutação. Isso deixa suspeitas que o RNA não tenha sido eliminado.

https://www.youtube.com/watch?v=67SZRpOg6w0

Algumas pessoas acreditam na diminuição da população por esse processo. Talvez um dia isso aconteça, mas no momento o que se tem é muito lucro. Uma vez que outro grupo de pessoas peguem a gripe H1N1 e não morrem entra a prescrição do medicamento Tamiflu pelos médicos. E assim, o ciclo lucrativo peste, vacina e medicamento segue o seu caminho. Quando uma doença e erradicada logo surge uma nova. Isso quando alguma peste de décadas anteriores surgem novamente de forma misteriosa, mas não se preocupe. Os laboratórios já registraram a patente e misteriosamente surgem muitos vírus para serem mortos e injetadados nos ovos. Não duvide que em breve teremos o H9N9 entrando em cena na nova ordem mundial…

O lucro da máfia farmacêutica

O lucro das empresas Glaxo, Sanofi-Aventis, Novartis e AstraZeneca surgem principalmente através de contratos com governos que usa de forma abusiva o dinheiro público, por exemplo: O governo da França injetou na Glaxo  750 milhões de Euros comprando 94 milhões de doses da vacina (isso só na França no ano de 2009), mas a campanha não foi bem vista pelo povo francês. E com razão! O contrato protege os fabricantes de qualquer processo contra  efeitos colaterais causados como os descritos acima.

E assim, quando se vê um governador insuportável como o alckimista dono do Estado São Paulo vacinando o povo logo pode-se associar a corrupção na forma de financiamento de campanha pelo laboratório.

https://www.youtube.com/watch?v=f-n1yetvK1g&feature=youtu.be

http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRSPE59R0BJ20091028