João Paulo II não é a besta

Os sinais do engano que envolvem o Papa João Paulo II podem ser divididos da seguinte forma:

1) A interpretação errada da Bíblia

A interpretação de que o Papa é a besta já deveria ter sido  esquecida, mas infelizmente ela é totalmente aceita por quase todos os sites evangélicos na internet que falam sobre o Apocalipse.  Segundo essa teoria,  os Papas que fazem parte das sete cabeças da besta (Apocalipse 13:1) são:

1) Pio XI (1922-1939) , 2) Pio XII (1939-1958),  3) João XXIII (1958-1963), 4) Paulo VI (1963-1978), 5)  João Paulo I (1978) ,  6 ) João Paulo II (1978-2005) , 7)  Bento XVI (2005 – ?)

A própria palavra de DEUS (que deveria ser usada como a verdade dos fatos e não como um instrumento de especulação)  afirma que João Paulo II não é a Besta, pois os versículos que justificam essa teoria foram mal interpretados como descrito abaixo:

E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo. (Apocalipse 17 : 10)

O Apocalipse foi escrito no inicio da era cristã, por isso o primeiro rei jamais poderia ter nascido em 1922 e sim antes de Cristo.

Abaixo temos mais um versículo que é usado com frequência:

E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição. (Apocalipse 17 : 11)

A expressão “e é dos sete” usa a  contração “dos”. Ex. do (de + o); neste (em + este); à (a + a). A contração “dos” é utilizada para representar origem ou descendência. Nenhum desses Papas possuem qualquer grau de parentesco.

Se a besta do Abismo estivesse relacionada com os sete reis, o versículo deveria dizer “é um dos sete” e não “é dos sete.”  O uso do artigo indefinido “um “  quando antepõe-se ao numeral causa a idéia de imprecisão e assim poderia ser qualquer um dos sete reis. Se o Apóstolo João tivesse usado o artigo indefinido “ um”, a interpretação criada pelos adventistas (Hellem G. Wihte)  desse versículo poderia até ser aceita, mas seria desmascarada através de outros versículos da Bíblia.

2) As profecias de Baha’u’llah de Maomé e o seu envolvimento profético com a Bíblia (João Paulo II-Beija o Alcorão)

joao-paulo_alcoraoNinguém na terra deixou princípios para o estabelecimento de uma economia como Bahau’l’llah fez, ela será  portadora do Sinal (a estrela de nove pontas), o seu nome  e o número de letras de seu nome (9) (ora, o número 999 é a mesma coisa que 666)  O próprio Guardião da fé Baha’i deixou a seguinte mensagens para os Bahá’is:

“ …Pois Bahá’u’lláh, devemos prontamente reconhecer, não somente imbuiu a humanidade de um Espírito novo e regenerador.(…)  Ele, como também ‘Abdu’l-Bahá depois dEle, diferentemente das eras religiosas do passado, estabeleceram clara e especificamente um código de Leis e instituições bem definidas, e proveram os princípios essenciais de uma Economia Divina. (…) nomearam, em linguagem inequívoca e enfática, aquelas instituições gêmeas da [1] Casa de Justiça e da Guardiania como seus Sucessores escolhidos, destinados a aplicar os princípios…”(Shoghi Effendi- A Ordem Mundial de Baha’u’llah)

O papel de João Paulo II na Nova Ordem Mundial de Baha’u’llah é simples! Tentar enganar o maior número de cristãos (católicos, evangélicos e adventistas)  para que não sejam arrebatados por aceitarem uma mentira, por não conferirem tudo com a palavra de DEUS e sem especulações.

No  livro Seleções dos escritos de Baha’u’llah temos a profecia do falso arrebatamento e dos sinais que surgirão na sepultas:

“XVII -Dize: Já se ergueu o brado e o povo saiu das sepulturas, levantando-se e olhando a seu redor. Alguns apressaram-se a atingir a corte do Deus de Misericórdia, outros caíram sobre suas faces no fogo do inferno, enquanto outros ainda se perdem em sua perplexidade.”

Baha’u’llah pegou para si o versículo abaixo da Bíblia para escrever a sua profecia:

Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. (I Coríntios 15 : 52)

Quando João Paulo II ainda estava vivo ele também beijou o alcorão. Tal atitude mostra que ele concordava com as profecias de Maomé e uma delas diz respeito ao Anjo Israfil. Israfíl é tido como o anjo escolhido para tocar a trombeta no Dia da Ressurreição. O Papa simplesmente leu a Bíblia e confirmou a profecia no alcorão de Maomé, por esse motivo a sua famosa frase “Non omnis moriar (não morrerei completamente) é um pré anuncio de uma manifestação espiritual pagã.

4) O ocultismo no ritual funerário do Papa

funeral-papa-iQuando o corpo de João Paulo II foi colocado no primeiro caixão de cipreste, o seu rosto recebeu um lenço branco para que fosse preservado intacto. Lodo depois, o seu corpo foi colocado em um caixão de chumbo e posteriormente em outro feito de olmo. Totalizando assim três caixões. Isso deixa claro que o vaticano pretende retirar o corpo para ser adorado futuramente e bem conservado exatamente como  aconteceu com o Papa João XXIII.

Mas existe um entrave nessa primeira parte, pois os médicos legistas já publicaram uma matéria dizendo que não existe milagre algum nesse procedimento de mumificação papal:

“…Não é milagre algum.” A frase é do médico legista e professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Nelson Massini, sobre o excelente estado de conservação do corpo do papa João XXIII (…) Para o médico legista Massini, existem muitas causas que podem explicar o porquê de a carcaça humana não apodrecer. Apesar de o corpo de João XXIII não ter sido embalsamado, ele ficou protegido por três caixões: um de cipreste, outro de carvalho e um terceiro – ainda mais vedado – de chumbo. Depois de tudo isso, os esquifes foram colocados numa tumba fria de mármore. Tanta proteção deve ter impedido a presença de oxigênio, essencial para que a carne se desfaça…”

Fonte: revista isto é

É por esse motivo que será necessário a manifestação de algum sinal em sua tumba para que ele seja adorado.

funeral-papa-ii1O caixão do Papa tem o mesmo formato da ordem satanista dos trapezóides. A letra M, que supostamente seria Maria, também é um símbolo ocultista que se transforma na letra W (Walhalla – o salão que representa o retorno dos mortos). O Caixão do Papa forma a letra w quando visto do altar onde foi realizada a cerimônia.  

O objetivo da  Ordem dos trapezóides é reforçar uma manifestação demoníaca do senhor 666 nesse mundo através do nono ângulo que representa a perfeição.

Uma vez que a adoração ao Papa será associada ao número 666 e sendo esse um símbolo de uma pessoa má, Baha’u’llah pretende usar o seu 999  para destruir o sistema da falsa Besta Papal e se apresentar-se como o cristo cósmico da paz.

Para isso ele criou o artigo K-157 do seu livrinho Kitab-i-aqdas (ler apocalipse 10) onde ele lança  fogo no opressor e faz com que o número 666 ( a grande inversão do símbolo do soberano) não represente mais perigo.  Obs. Onde se lê DEUS substitua por  Baha’u’llah.

157. Vede: o “mistério da Grande Inversão no Símbolo do Soberano” tornou-se agora manifesto. Feliz quem Deus ajudou a reconhecer o “Seis” erguido em virtude deste “Alif Aprumado”; ele, em verdade, é um dos que têm verdadeira fé(…)Tantas foram as personificações da negligência (…)  que por justiça lançamos ao fogo(…)

E assim muitos evangélicos vão aceitar os 1.000 anos de paz global e amor de Baha’u’llah, pois ele se apresentará como o destruidor da Besta.

[1]- E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão. (Apocalipse 13 : 11)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 210 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: