A LUTA ENTRE O ESPÍRITO E A CARNE

“Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis”. (Gálatas 5:17)

“Um pescador esquimó vinha cada Sábado à tarde à cidade. Sempre trazia consigo seus dois cachorros, um branco e um preto. Ele os tinha ensinado a lutar quando ele ordenasse. Cada Sábado, na praça da cidade, o povo se ajuntava e o pescador fazia apostas, enquanto os dois cachorros brigavam. Às vezes, ganhava o cachorro branco; às vezes, o preto – mas, o pescador sempre ganhava as apostas! Seus amigos começaram a perguntar-lhe como ele fazia isto. Ele disse: – Eu deixo um passar fome durante a semana, e só dou comida para o que eu quero que ganhe. O cachorro que está bem alimentado ganhará porque está mais forte.”

MORAL DA HISTÓRIA:

Sagaz estratégia! Mas, é justamente isto que ocorre na batalha dentro de nós. Suponhamos que o cão preto seja nossa carne e o branco nosso espírito. Aquele que nós alimentarmos mais, este será o vencedor (e levará a alma como prêmio…). Se  o “seu cão” mais forte for o preto (o pecado, a carne), ele vencerá a batalha e sua alma ficará cativa nas obras do carne. Todavia, se  o “seu cão” mais forte for o branco (o espírito), sua alma frutificará para a glória de Deus.

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne”. (Gálatas 5:16)

CONCLUSÃO

Com os cristãos, o que acontece é que, quando recebemos a Cristo em nosso coração e, ao nascermos de novo (João 3:3, 5), recebemos vida novamente em nosso espírito (NOVO NASCIMENTO!). Desta forma, recebemos através de Jesus o poder de sermos chamados filhos do Deus Altíssimo!!! (João 1:12)

Automaticamente, inicia-se uma guerra, travam-se batalhas, uma luta constante entre a carne, escrava do pecado, e o espírito que serve a Deus com alegria. É exatamente aí que, ou somos escravos do pecado, ou servos de Deus, através de um espírito ressurreto.

Você deve estar pensando: “Até aí não há muita novidade”, mas deixe o Espírito revelar algo ao seu coração. Você já deve ter identificado essa luta em você e clamou para que essa batalha cessasse; mas, sinto lhe dizer: ela continuará até o dia em que Jesus Cristo retornar ou até a sua morte.

Fazemos em média 3 a 4 refeições básicas no dia para alimentarmos nosso corpo. Agora, indago-lhe: – Quantas vezes no dia você alimenta seu espírito, através da leitura da Palavra de Deus?

Assim sendo, só depende de quem estaremos alimentando melhor para que nossa vitória seja diária. Que essa palavra sirva de alimento ao seu “cão branco” e que você possa ser incentivado através dela a alimentá-lo rigorosamente e, certamente, obterá grandes vitórias.

“E Jesus lhe respondeu, dizendo: Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus”. (Lc 4:4)

MEDITE EM: Sl 119:11; Mt 26:41; Rm 6:6, 11-12; 13:14; 1 Co 10:13; Gl 5:16-24; Ef 4:20-24; 6:12; Cl 3:4-6; 1 Pe 1:14-15; 2:11; 4:2; 5:8-9; 1 Jo 2:15-16; Tg 1:14-15; 4:7.

About these ads
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 199 outros seguidores