EUA e o conflito inevitável

No mês de junho de 2017, o presidente americano Trump decidiu sair do acordo climático. Tudo leva a crer, isso devido aos seus discursos, que se trata de uma questão de protecionismo para a América e a centralização do poder mundial apenas nessa potência.

Se fosse pela farsa da agenda ambiental, até teria muito sentido, pois a cada dia vemos na prática a agenda do meio ambiente indo contra o povo. Isso surge na forma de impostos verdes, sacolas plásticas pagas em mercados quando deveriam ser gratuitas, desvio de dinheiro para a “corrupção verde”, taxas abusivas incluídas na conta de luz e por aí vai. Mas como vimos está longe de ser isso.

A massa verde cai no conto da agenda ambiental e entra nos protestos iniciados pela aristocracia daqueles que detém o poder como no link abaixo, pois isso representa uma porta de lucros que se fecham para os detentores do capital:

https://pro.tecmundo.com.br/pro/117345-tirar-eua-acordo-climatico-trump-irritou-vale-silicio.htm

O conflito inevitável da ruína America pode ser visto nos fatos históricos desses acordos. Desde o Acordo em Haia criado pelo Czar da Rússia até os que criaram a ONU, temos uma série  interesses pessoais que criaram duas guerras mundiais e outros conflitos.Todos os governantes falam da paz, mas se torna apenas algo teórico e muito distante de ser colocado em prática pelos tais acordos.

E assim, o presidente americano vai colocando mais um gota no copo de água…Um dia isso acabara transbordando e a comunidade mundial se unirá para devastar essa  grande Babilônia que domina sobre a terra em um cenário apocalíptico .

O que deixa triste é saber que o governante não sofre danos, mas a população, sendo que na maioria dos casos apenas queria apenas viver em paz, mas nós (e isso em qualquer país do mundo) perdemos nossa identidade no contrato social, seja democrático, socialista ou outros, transferindo o poder de decisão para uma besta quadrada qualquer. Thomas Hobbes preferia chamar isso de o Grande Leviatã.

Mas para que tudo isso seja realizado e até as profecias Bíblicas se cumpram, faltam o “sopro divino” da nova ordem mundial que acontecerá através da manifestação espiritual de Baha’u’llah. Abdu’l’Bahá deixou um texto no passado descrevendo um fato parecido. Naquele tempo era o Czar da Rússia que oprimiu o povo e aconteceu a sua queda para o surgimento do comunismo, porém Abdu’l disse que somente uma força universal ( nesse caso uma força espiritual que mudará mentes e corações ) poderá resolver o problema (onde se lê DEUS substitua por Baha’u’llah):

“As palavras do czar foram admiráveis, entretanto ele próprio foi o primeiro a declarar guerra (contra o Japão) depois de terminada a Conferência. Conhecimento não é suficiente; esperamos que por amor a Deus colocaremos isto em prática. Para isto é necessária uma força espiritual universal… Assemelha-se a um grupo de embriagados reunidos para protestar contra o consumo de álcool” . (Abdu’l’Bahá,  crítica a conferência de Haia, 1911)

Em outras palavras os governantes precisam entregar o seu poder para que a Ordem Mundial de Baha’u’llah assuma o controle de tudo através da espiritualidade. Isso é um dos melhores cenários para a profecia descrita abaixo:

Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. (Apocalipse 16:13)

Anúncios