Cracolândia paulistana só mudou de lugar, diz promotor

“… Hoje a Cracolândia não acabou coisíssima nenhuma, ela muda de lugar”, disse o promotor. “Fizeram uma operação policial para prender traficantes. Qual foi o reflexo disso? Espalha-se os usuários pela cidade”, diz o promotor de Justiça Arthur Pinto Filho.

A unidade da diversidade vence novamente na cracolândia de São Paulo. Entende-se por unidade da diversidade  na Ordem Mundial de Baha’u’llah um mundo em que todas as tribos vivam de forma pacífica. Não que o bahaismo  apóie  uso de droga, mas o conceito de diversidade se adapta o pensamento subjetivo, nesse caso tanto do usuário como governo.

Para os nóias a diversidade significa dar suas “cachimbadas” tranquilamente. Um furto ali outro lá…e a vida se resume nisso, mas para a elite do PSDB como vimos no caso do ex- presidente Fernando Henrique Cardoso que pretende se transformar em traficante legalizado,  um sonho que está cada vez mais próximo.

Seria estranho  que  esse  partido político que quer  no mercado das drogas seja contra ao mesmo tempo. O que aconteceu no dia 21/06/17 foi apenas uma encenação fajuta. Nóias e traficantes viviam em suas lonas, mas quando a reportagem da Globo fez uma matéria mostrando a sofisticação e os abusos no local, o partido que governa São Paulo por mais de  duas décadas supostamente resolveu agir.Ora, pegaria mal para dois candidatos a presidência  se não conseguirem  controlar uma rua pequena do centro de São Paulo. Como poderiam governar o país?

Tal como um câncer que se espalha,  a ação  do Estado e Prefeitura, ambos agora controlados pelo PSDB,  só fizeram isso  e nada mais. Agora pequenos grupos de zumbis se espalham pelas ruas centrais e  logo se tornarão grandes grupos novamente. E assim cada um se alimenta da unidade da diversidade, uns pela vida simplista que tenta sair da realidade sem nunca ter êxito e outros  ( a elite política) descobrindo como lucrar  e aumentar o seu poder com o evento.

A verdade é que o Estado e sua política pouco se importa com a vida de pessoas comuns, ainda mais quando são centenas ou até mesmo milhares de zumbis pobres que não  possuem esperança e nem perspectiva de vida, pois o próprio Estado que finge cuidar dos mesmos retirou e roubou isso deles.

A ajuda espiritual é negada, pois libertação  espiritual está relacionada mais ao movimento protestante do cristianismo, mas isso fere a unidade da diversidade, pois uma religião não pode se destacar mais do que as outras. Nada muda, a não ser as novas cracolândias que vão surgir. Se o atual prefeito de São Paulo, o Riquinho, acha que é só demolir prédios está muito enganado, pois se for ficar fazendo isso vai demolir o centro inteiro e os nóias mudam para os bairros….Vai demolir os bairros também?

 

http://www.correio24horas.com.br/detalhe/brasil/noticia/cracolandia-paulistana-so-mudou-de-lugar-diz-promotor/?cHash=9220683796142ff9943ebd6ff4b9b4e8

Anúncios