Educando para a burrice e miséria

brincadeira

“…Diz o Grande Ser: Considerai o homem como uma mina rica em jóias de inestimável valor. A educação, tão somente, pode fazê-la revelar seus tesouros e habitar a humanidade a tirar dela algum benefício. …”(LAWH-I-MAQSÚD- Baha´’u’lláh)

Cada ideologia política interpreta e aplica da forma que quer os ensinamentos do cristo cósmico Baha’u’llah, por exemplo esse conceito de tirar algum benefício da educação da humanidade. Quando se trata da elite burguesa o atual presidente “temer “ (em minúsculo mesmo) não perdeu tempo e colocou o seu filho em uma escola Bahá’i. Lá o futuro político burguês (michelzinho) que destruirá outras gerações de pobres e miseráveis recebe uma educação cara e de auto nível.

Já para tirar algum beneficio da humanidade pobre e comum, esse mesmo presidente entende que os alunos devem contentar em ser meros escravos do capital e educados para serem burros.

Dessa forma, fica evidente que se deixaram as aulas de artes na grade curricular apenas para que alimentem a indústria de consumo que possui um mercado “promissor”: Fofocas, futebol, novelas e o maldito pancadão rapidamente cria cidadãos alienados. Dessa forma, farão de tudo para retirar a verdadeira arte. Aquele que diminui a violência , cria a sensibilidade e gera o cidadão bem informado como diria o filósofo Hegel em seu curso de estética.

Falando em filosofia… esse chato chamado temer deixou para os pobres apenas uma pincelada básica e opcional para os alunos, ou seja, aquele velho blá, blá, blá inútil onde o aluno conhecerá apenas a historia da filosofia, por exemplo:

Os alunos aprendem que para Heráclito o fogo era a essência das coisas e para Demócrito o átomo. Dessa forma, temos apenas vários pareceres que transformaram a filosofia em uma idiotice, sendo que não é. Claro! Esse monstro deixará de lado o exercício do raciocínio crítico. Isso demoraria uns três anos para ser ensinado e criaria habilidades diversas, porém nenhum governo quer ver jovens do ensino médio derrubando suas leis oportunistas e injustas com argumentos.

Faltaria tempo para falar das categorias metafísicas, base para a classificação dos mais diversos ramos do conhecimento, a busca pela essência das coisas e, o uso da lógica na simplificação de argumentos, trabalhar a habilidade em criar conceitos e redes semânticas. Ora, isso vai tempo e esse tempo está direcionado agora apenas para a classe burguesa.

A briga da filosofia na grade curricular de ensino é antiga e sempre foi dividida em dois grandes grupos. O primeiro (que agora está dominando o Brasil ( PSDB e PMDB) formado por pessoas ricas e poderosas que desejam esse saber apenas para seus filhos (é o caso do atual presidente e michelzinho). Já o segundo grupo são pessoas que lutam por um mundo melhor e uma participação consciente do povo.

Com a nova revolução industrial, onde se trabalha segundo a lei de oferta e demanda, será necessário uma grande massa de pessoas descartáveis  apenas com o ensino técnico. Paga-se pouco para trabalhar muito. Aqui está a pérola do ensino médio para o governo.

Um povo que não pensa é um povo escravo do fascismo neoliberal, onde em um futuro bem próximo a educação criará um abismo nas diferenças econômicas.É como nessa brincadeira de carrinhos, onde temos um michelzinho da vida pedindo para os miseráveis não lavarem o seu carro…

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/POLITICA/521274-APROVADA-EXIGENCIA-DE-EDUCACAO-FISICA,-ARTE,-SOCIOLOGIA-E-FILOSOFIA-NO-ENSINO-MEDIO.html

Anúncios