• outubro 2016
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  

Karoshi à brasileira

karoshi-fotosKaroshi… palavra de origem japonesa . Karo= trabalho e shi= morte, ou seja, trabalhar até a morte.Não existe alegria maior para um grande empresário do que sugar toda a força do trabalhador até que morra. Turno de 12 horas ou mais, a necessidade de ser bem visto pelo patrão fazendo hora extra de graça ou a perda salarial são alguns dos fatores que levam para a sepultura vários trabalhadores.Tamanho é o desgaste que no Japão pessoas desmaiam no meio da rua, no transporte coletivo ou dormem em grupos nos bancos.

Infelizmente aqui no Brasil com a política fascista neoliberal que está se instalando caminhamos para isso. Nesse tipo de governo o Estado protege o capital e castiga o trabalhador ao extremo retirando benefícios que já vimos anteriormente por aqui como previdência e outros. Mas um dos passos mais importante é a regulamentação das 12 horas para que o karoshi seja implantada com existo.

Vejamos a fala do presidente vampiro do PMDB: “”(…) talvez o trabalhador, se quisesse trabalhar 12 horas por dia, ele trabalharia apenas 4 dias por semana, somando, portanto, 48 horas –44 normal e, ainda, 4 horas extras.  Mas, com isso, ele teria ou 3 dias de folga, ou, se quisesse, esses 2 ou 3 dias ainda poderia trabalhar em outra empresa (…)”, afirmou Temer.”

Aqui está o conceito do karoshi escondido: “… esses 2 ou 3 dias ainda poderia trabalhar em outra empresa..”

Ora, trabalhando em outra empresa ou várias em um período de 12 horas nesses 3 dias temos 36 horas que a adicionadas com as 48 temos a possibilidade de se trabalhar 84 horas por mês. E isso sem falar da aposentadoria…considerando que alguém comece aos 14 anos teria que trabalhar nesse sistema por mais de 50 anos para se aposentar. Essa é a idéia mais absurda e estúpida que já foi criada.

Outro conceito perigoso está na substituição da palavra “trabalhador” por “colaborador. O colaborador é aquele que se dedica ao emprego sem se importar com o horário, uma pessoa alternativa que não participa diretamente na empresa (terceirizado) ou o funcionário de múltiplas funções.

Talvez o PMDB não tem a força necessária, mas o povo acabou de dar força ao fascismo quando voltou de forma esmagadora no PSDB nas eleições de 2016. Claro que tudo começou com o PT, mas a transição continua envolvendo até movimentos supostamente sociais como o MBL de um moleque chamado Kin Kataguri. Embora seja descendente de japonês apóia e está lutando para conseguir aliados ao governo fascista.

O último passo é transformar a exploração do trabalhador em cultura, mas para isso o fascismo conta com a mídia, por exemplo: Notícias alarmantes da alta do desemprego reforçam ainda mais a tese de que esse novo sistema tem que ser implantado o mais rápido possível.

Essa fato não se encaixa na ordem mundial de Baha’u’llah, pois nisso ela está adormecida e muda. Aguardando apenas a manifestação espiritual do cristo cósmico da nova era para supostamente converter os corações gananciosos do capital.

 

http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/09/14/temer-diz-em-video-que-jornada-de-12-horas-seria-para-4-dias-de-trabalho.htm

http://www.japaoemfoco.com/karoshi-morte-por-excesso-de-trabalho/

Anúncios