Bipolarização partidária à brasileira

Assistir TV se tornou um ato insuportável, sendo que a grade de programação jornalística brasileira é: 1) Corrupção política; 2) Um pouco de sangue derramado, 3) Entretenimento (fofocas, futebol) e 4) Uma prestação de serviço mais do que ridícula.

Vamos concentrar na análise do primeiro item. Todos os jornais compreendidos no horário nobre dedicam a maior parte da sua programação falando de corrupção e as fofocas dos políticos. Isso de fato irrita qualquer pessoa por mais que se tenha paciência. Mas percebe-se uma estratégia para saturar as pessoas na tentativa de implantar a política partidária preferida pelo capitalismo americano que é oficializar bipolarização. Assim como temos republicanos e democratas nos EUA, o mesmo querem implantar aqui, se bem que temos o domínio do PT e PSDB.

Tentando condicionar as pessoas que essa forma de política é mais apropriada, o jornalismo da BBC publicou uma matéria “reclamando” da grande quantidade de partidos. Talvez o pior mal que exista na bipolarização partidária é a exclusão das entidades sindicais. Embora sejam corruptas e tendenciosas no que fazem são a única garantia da luta dos direitos trabalhistas que temos, pois não existe um poder popular genuíno e apartidário no país.

A ordem mundial de Baha’u’llah tem participação na forma da distribuição do poder, onde EUA, Rússia, China e Inglaterra possuem uma certa autoridade e a bola da vez está com os EUA, mas nem por isso é algo que se deva aceitar sem ao menos lutar por uma vida melhor, pois o tempo do seu governo ainda não está implantado.

 

http://www.bbc.com/portuguese/brasil-36627957

Anúncios