Feminismo x bahaismo

Saba Farbodkia é uma Bahá’i e estuda neurociência no Canadá, para defender a sua religião do argumento de que existe uma sincronia entre o bahaismo e o feminismo seu artigo (link no final do post) pode ser resumido na seguinte frase: O bahaismo não é completamente compatível com os objetivos feministas.

De fato, o argumento de Saba é valido, mas isso não o torna verdadeiro. O bahaismo não tem poder para ser implantado sozinho e nem se oferece como opção de conversão para as demais pessoas. Isso faz com que o pensamento ideológico de Baha’u’llah seja anexado a uma agenda já estabelecida, ou seja, no caso do feminismo, é incorporado princípios baháís como igualdade entre homens e mulheres anexando a agenda do aborto, do movimento lésbico e outros.

E assim, o capitalismo vê no aborto uma forma de lucro criando clínicas especializadas, o socialismo vê o feminismo como um aliado partidário com poder de votos…Se por um lado o socialismo luta contra a mulher objeto, por outro o capitalismo investe nesse mercado, especialmente na internet e ambos usando, ou melhor, adaptando os princípios de Baha’u’llah conforme o desejo do coração.

É por isso que vamos continuar insistindo até o fim dizendo que a ordem de Baha’u’llah é – e sempre será – um fracasso trazendo desordem social, política, econômica e religiosa. Para que o argumento de Saba Farbodkia fosse verdadeiro ele deveria ser capaz de predominar e excluir os erros contidos no feminismo. Esse tipo de conversão só pode ser realizada no cristianismo:

“A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do SENHOR.” (Lucas 4 : 19)

Ora, são cristos diferentes e com propósitos muito  diferentes. Existem duas verdades, a saber: 1) Só JESUS tem o poder de dar vida aos mortos e libertar e 2) Só Baha’u’llah afirmou que um dia implantará uma ordem mundial portadora do seu nome, numero de letras  do seu nome e sinal…

http://www.cartacapital.com.br/blogs/escritorio-feminista/o-que-as-feministas-defendem-3986.html

http://feminismandreligion.com/2014/01/09/is-my-bahai-faith-compatible-with-feminism-by-saba-farbodkia/

Anúncios