Evasão fiscal e a nova ordem mundial

inwo swiss bank“…Isso é possível, por exemplo, se nós passamos por um sistema federal de governo mundial, ou seja, um sistema econômico integrado, onde a evasão fiscal não seria possível. Isso, por exemplo, é o que nós Bahá’is propomos…” (Lyz Marcassa – Comunidade Bahá’i)

No post anterior exploramos alguns conceitos referente a tecnologia , corrupção e espiritualidade para implantar o governo mundial proposto pela ordem mundial de Baha’u’llah. Agora vamos refletir sobre mais alguns conceitos da frase acima.

Vamos agora ampliar o conceito de sistema federativo de governo mundial. Na atualidade existem duas formas de federação que é por agregação e segregação, por exemplo: O Brasil iniciou-se como uma federação por segregação, onde o poder centralizado foi sendo substituído (monarquia, república e corruptocracia..) .

O que a comunidade Bahá’i propõe para a sociedade global é o posto, mais conhecido como agregação, dessa forma os Estados membros se unem através de um princípio no qual ocorre a alienação. Ora, a alienação nada mais é do que reconhecer uma ordem mundial portadora do nome, sinal, número do cristo cósmico e obediência com suas leis:

“…Poucas pessoas deixarão de reconhecer que o Espírito insuflado no mundo por Bahá’u’lláh, Espírito esse que está se manifestando em graus variados (…) não ser que, e até que, encarne em uma visível Ordem portadora de Seu nome, integralmente identificada com Seus princípios e funcionando de conformidade com Suas leis…” Shoghi Efendi – A ordem Mundial de Baha’u’llah).

Para positivar esse pensamento de evasão fiscal a ONU, através da sua agência para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) criou no ano passado o projeto de erosão de base e transferência de lucros, conhecido como o projeto de BEPS. Logo ele se transformou na MP 685/15 que posteriormente recebeu o nome de lei 13.202/15. Esse projeto utópico contra a evasão fiscal tem como meta supostamente fiscalizar apenas as grandes empresas mundiais.

Esse é o rascunho que temos na atualidade do tal sistema econômico integrado citado aqui e que tem como função deter a evasão fiscal. Ora, tal sistema é totalmente ineficaz, pois mesmo que o dinheiro fosse recuperado ele seria apenas distribuído pelo governo e seus aliados. Em síntese, a comunidade bahái entregou o seu conceito de evasão para os EUA, ou seja, o dinheiro volta apenas para o mesmo sistema capitalista que criou a OCDE.

Hoje, a OCDE ainda é controlada pelo imperialismo babilônico americano. A mudança foi a inclusão dos países pobres para serem explorados. A exploração é bem conhecida como vimos anteriormente e chegam na forma de concessões, privatizações e parcerias internacionais.

O que podemos esperar diante disso? Nada…o projeto Beeps está muito longe de ser o tratado indissolúvel que unificara as nações. O máximo que teremos é alguma noticia na mídia dizendo que pegou algum milionário, mas rapidamente desaparece ou falsas medidas apenas para dizer que nada está sendo feito, pois esse “nada” garante alguns empréstimos de milhões de dólares para os governantes que fazem parte da máfia da OCDE.

É totalmente utópico que o topo da pirâmide aceite pagar por um mundo melhor. O que temos é o contrário, onde a base da pirâmide paga por um mundo cada vez pior através de crises cíclicas fabricadas intermináveis que criam as austeridades mais cruéis para a população.Como bem descrito na carta do jogo illuminati aqui usada. Esse tipo de jogada não pode ser usada contra o poder global, especialmente o americano.

Referências:

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2016/01/14/solucao-bahai-para-a-pobreza-espiritual-e-financeira/

http://www.abdf.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2166:a-proposta-de-declaracao-obrigatoria-de-planejamentos-fiscais-compatibilidade-com-o-projeto-beps-e-com-a-legislacao-brasileira&catid=28:artigos-da-revista&Itemid=45

http://www.vermelho.org.br/noticia/272014-2

http://www.cnmcut.org.br/conteudo/lucro-de-multinacionais-ocde-lanca-pacote-contra-evasao

Anúncios