Fraudes ecológicas

Descarte impróprio de lixo na África e a corrupção da água no Brasil. Dois povos que pagam com o sofrimento para sustentar a superestrutura do capital.

A superestrutura do capital é formada por pessoas que defendem a ideologia eurocêntrica, doutrina conhecida por pregar a supremacia da raça européia sobre as demais. Isso faz com que eles achem no direito de escravizar como no passado e explorar na forma de mão de obra barata, mas no caso desse post as atividades fraudulentas surgem na forma de “salvar” o meio ambiente.

A capital de Gana, ACRA virou um depósito de lixo europeu. São milhares de computadores criando lixo tóxico pela cidade sem que nada seja feito. Claro! O presidente desse país e demais políticos com certeza recebem uma boa gratificação para contaminar seu povo.

Já aqui no Brasil, mais especificamente em São Paulo, o insuportável governador conhecido como Geraldo avança implantando a sua fraude ecológica na gestão das águas. Vale lembrar que na antiga ordem mundial usava-se a palavra administração, porém na nova ordem recebe o nome de gestão. Na gestão o Estado apenas atua na transferência de recursos públicos arrecadados entre políticos do partido, nesse caso o PSDB, e os verdadeiros governantes que estão na superestrutura do capital. Ja na administração, o Estado era responsável pelos seus atos, bem como julgado pelas fraudes como essa. Em geral são investidores internacionais que compram ações ou  alguns laranjas do próprio PSDB. Dessa forma, transfere milhões roubados do povo na forma de taxas para os acionistas.

A fraude na gestão das águas acontece na forma de taxas e metas impossíveis de serem concretizadas, alias o sistema de metas em qualquer área tem avançado com o mesmo fim nessa nova etapa de méritos do capitalismo. Áreas como educação e saúde (tirando os médicos) sofrem drasticamente com esse sistema no qual ocorre a perda do poder aquisitivo do trabalhador.

No caso da água, o partido que é dono de São Paulo ( O PSDB) resolveu massacrar mais ainda uma sociedade que vive de forma assustadora com o seu novo sistema de multa. Muito longe de propagar a idéia do uso racional da água, temos aqui mais uma vez a famosa troca de favores pelos financiamentos de campanhas eleitorais passadas. Investiram em políticos sujos e corruptos e agora chegou a vez do povo pagar e muito caro por isso.

Nem mesmo com uma represa com quase 90% de sua capacidade (sistema Guarapiranga) de armazenamento foi capaz de evitar um roubo absurdo como esse. Já o roubo do sistema Cantareira teve a maior parte de sua água conhecida como “água premium” entregue para a máfia das cervejarias e refrigerantes, especialmente para a exportação.

Mas essa gestão também está presente em países como Portugal. Hoje, estima-se que a maior parte dos salários (isso quando se tem algum) sejam gastos apenas no pagamento das taxas extras de água (multa por meta impossível) , luz (taxa da bandeira vermelha, amarela, azul, verde e qualquer cor que inventarem) e telefonia fixa (assinatura fictícia) .

E assim, com a desculpa que a terra é um só pais e a humanidade seus cidadãos (frase do pensamento do cristo cósmico Baha’u’llah) a superestrutura do capital continua aplicando suas fraudes ecológicas.

O que fica no ar é: Até quando a população vai aceitar ser roubada desse jeito? Até onde agüenta o limite da paciência humana? Será que muitos só vão acordar para a realidade quando estiverem vivendo apenas para pagar três contas básicas?

 

Referências:

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/01/160109_lixao_eletronicos_ab

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/01/sabesp-diz-que-multa-de-ate-100-na-conta-de-agua-vigora-ate-dezembro.html

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/02/camara-de-sp-aprova-em-1-votacao-multa-para-desperdicio-de-agua.html

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/01/sabesp-e-autorizada-dar-multa-de-ate-100-para-quem-gastar-mais-agua.html

http://www.cartacapital.com.br/blogs/blog-do-serapiao/do-cantareira-para-a-bolsa-de-nova-york-976.html

http://www.brasildefato.com.br/node/30229

Anúncios