O cérebro de Hitler na educação de São Paulo

Inwo hitlerHoje (04/12/15), a reorganização escolar que se passa no Estado de São Paulo sobre o terrível governo do PSDB supostamente chegou ao fim. A revogação do decreto do governador chega na mídia como um ato de democracia. O nível de hipocrisia é tanto que o tal governador usou a seguinte frase do papa: “Sempre que perguntado entre a indiferença egoísta e o protesto violento, há uma solução sempre possível, o diálogo”

Ora, não se trata te uma síntese dialética (o diálogo) e sim apenas uma estratégia de ganhar tempo, mudar a opinião pública e acalmar os investidores internacionais, pois qualquer Estado em crise social pode gerar um rebaixamento no grau de risco. Como é de conhecimento de muitos, o Estado de São Paulo foi entregue totalmente as grandes corporações por meio das diversas formas de privatização e isso inclui a educação.

É aqui que entra o cérebro de Hitler na estratégia de Alckmin. Tal como o antigo fascista, o PSDB divide os seres humanos em dois níveis. Os inferiores , nesse caso tanto alunos como professores e a raça ariana suprema (a elite eurocêntrica do PSDB e seus financiadores de campanha) que forma a super estrutura capitalista.

Assim como Hitler precisou criar uma parceria pública privada com a IBM, o mesmo acontece agora no reinado do PSDB, porém ambos perceberam que não se deve exterminar as vidas e sim explorar ao máximo criando mão de obra barata e escrava no terceiro mundo. Na era da sociedade da informação que não informa mais nada surge o consumo de tecnologia, o novo meio de produção dos nossos tempos. É por isso que foi criada a parceria entre FATEC/ETEC/IBM/PSDB:

http://fatecrl.edu.br/site/institucional/convenios/ibm

http://www.ibm.com/br/university/

E assim, o PSDB precisa entregar muitas escolas para o império da tecnologia da IBM. Os métodos são o fechamento progressivo (cada ano um ciclo é retirado até que a escola feche por completo) e o outro da forma totalitária como está acontecendo.

Essa é a ordem mundial de Baha’u’llah atuando na educação, ou seja, quando colocada em prática vira uma verdadeira desgraça. Como se livrar de pobres, negros,  nordestinos,  toda essa escória de nojentos e Professores inúteis/burros sem criar um campo de concentração? Como reconquistar dinheiro para eleições usando o dinheiro da IBM? Como reprimir violentamente sem virar manchete? O que fazer para que essa raça inferior não chegue ao curso superior? Essas perguntas não sairão da mente dos burgueses, arrogantes, fascistas e totalitários do PSDB no ano de 2016.