Analisando o conceito de educação compulsória do PSDB

O texto abaixo é  uma interpretação da epístola LAWH-I-MAQSÚD (Epístola de Maqsúd) do cristo cósmico Baha’u’llah por um Bahá’i. As palavras são doces, porém quando os governantes colocam em prática se transforma em um verdadeiro fiasco, nesse caso falamos da potencialidade de alunos que está sendo aplicada pelo PSDB em São Paulo:

“…A educação compulsória universal, a que todos deveriam ter acesso, foi um dos princípios delineados por Bahá’u’lláh, para se alcançar o entendimento mundial; e que seja conducente a um sentimento de mútua responsabilidade pela família humana. Referindo-se ao ser humano como “uma mina rica em jóias de inestimável valor” e afirmando que a educação, tão somente, poderia faze-lo “revelar suas potencialidades….”.Introdução ao Pensamento de Bahá’u’lláh. Organizado por Washington Araújo.EDITORA PLANETA PAZ BAHÁ’U’LLÁH – UMA BIOGRAFIA A Fonte da Nova Ordem Mundial)

Seria bom que a maioria dos cidadãos comuns entendessem como o governante do PSDB (esse tal de Geraldo) enxerga o povo. Para ele não passamos simples de organismos vimos produtores de impostos , sem capacidade cognitiva, sem sentimentos e sem direito a vida com o mínimo de conforto. Tal percepção cria o tipo de governante nos moldes do fascismo e do nazismo na questão do tratamento a raças inferiores.

Mas ao contrário de Hitler que exterminava os organismos vivos (nesse caso os judeus), o PSDB descobriu que seria muito melhor sobrecarregar de impostos injustos, negar aumento ao pouco que ainda existe do funcionalismo e destruir a vida dos profissionais educação e saúde. Claro que não poderia faltar a preocupação em gerar mão de obra barata para as mega empresas, empreiteiras e bancos (isso quando não são as próprias empresas do partido).

E assim, esse governo corrupto tenta de qualquer forma impor sua vontade totalitária aos alunos. Entre elas fechar as portas do ensino superior criando em sua grande maioria cursos técnicos para uma rápida colocação no mercado. Muito longe de desenvolver a potencialidade dos alunos a parceria FATEC/ ETEC /IBM estão a procura de operários sem capacidade reflexão, ou seja, formar mais robozinhos que trabalham nesses teleatendimentos da vida. Muitas escolas estão sendo fechadas para esse fim. O outro está relacionado a contenção de despesas e o dinheiro excedente é desviado para novas privatizações.

Saímos do capital industrial para o capital da sociedade da informação, mas a relação cruel entre operário e empresário continuam a mesma. Quem não se lembra daquela tradicional sirene nas escolas, um dos maiores treinamentos para a mão de obra barata e rotativa que o capital sempre precisava e precisa novamente. As disciplinas  não possuem sincronia ou objetivo. Se pudessem já teriam limitado a duas matérias apenas, mas tudo faz parte do sistema.

O totalitarismo é conhecido por sua artimanha de mudar conceitos. Além dessa potencialidade trabalha no âmbito jurídico, por exemplo: O pedido de reintegração de posse chega a ser absurdo, pois os alunos não querem tomar posse da escola e sim estudar nelas de forma digna. E assim, esse fascista totalitário tenta impor sua vontade que se resume em uma frase abusiva e arrogante: “Já está decidido”. Essa frase absurda permitiu com que se mantenha no poder por 20 anos ou quem sabe 25 após as eleições de 2018, pois basta se apresentar como o caipira que venceu na cidade grande que tudo é esquecido.

Referência:
[1]-https://apocalipsetotal.wordpress.com/2015/11/01/a-educacao-globalizada/

A IBM criou um programa chamado IBM Academic Initiative com objetivo de oferecer a alunos e professores tanto do ensino médio como do ensino superior a oportunidade de ter acesso a softwares da IBM.O Centro Paula Souza firmou uma parceria junto à IBM e faz parte desse comunidade acadêmica
http://fatecrl.edu.br/site/institucional/convenios/ibm

É importante esclarecer que não se trata de uma perseguição aos Baháis devido a quantidade de posts, mas sim revelar uma nova ordem mundial que trabalha de forma oculta e muito pouco divulgada na sua integridade.