Caminhos para a degolação

guilhotina2Durante a futura Grande Tribulação temos algo assustador descrito em Apocalipse 20:4 que é a morte de muitos cristãos por degolação. Vivemos em um tempo onde as palavras de ordem são: unidade, diversidade, direitos humanos e até os animais conquistam seu direito. Hoje, já existem restaurantes que aceitam cães e o que dizer do fim da carrocinha?   Então como poderia implantar algo tão cruel novamente?

Nesse caso, é de extrema importância voltar nos fatos históricos do passado para entender o presente e caminhar rumo a esse futuro de trevas. Como visto no link abaixo, a guilhotina surgiu entre a parceria de dois médicos Joseph Guillotin e Antonie Louis . Na remota Revolução Francesa já poderíamos ver o uso de um pretexto para matar usando algo como direitos humanos. Nesse caso, o direito de morrer de eliminar de forma rápida os opositores.

Podemos observar que a causa principal era a ideologia política da época. Naquele tempo a filosofia burguesa, aliada ao capitalismo , queriam derrubar a monarquia para implantar princípios maçônicos de liberdade, fraternidade e igualdade. Coisas que nunca existiram e nem vão existir na política. No caso dos dias atuais os princípios seriam unidade, diversidade e direitos humanos de uma nova ordem mundial inspirada nos ensinamentos do cristo cósmico Baha’u’llah. O momento da degolação universal encontra-se nessa passagem deixada por ele em seu livro Seleção dos Escritos de Baha’u’llah:

“…Apressam-se aos maléficos, sendo assinalados como obreiros da iniqüidade. Tais são seus feitos. Dize: Os céus dobraram-se e a terra está segura em Suas mãos; os malfeitores foram segurados pelo topete e ainda não compreendem. Bebem da água impura e não o sabem…”

Sim! Maléficos! Afinal falar que a gloria de DEUS (nome de Baha’u’llah em português) nessa nova ordem mundial é a Glória do Diabo só poderia ser coisa de uma minoria cristã de malfeitores e intolerantes. É importante enfatizar o rito de pegar a cabeça pelo topete. Afinal, tal como na França, esse é um espetáculo para ser apreciado pelas multidões.

Transformar o banal em normal tem sido especialidade da mídia. Emissoras como a TV Record e Rede Bandeirantes são as que mais se destacam por terem uma programação voltada para o banho de sangue e sensacionalismo diário. O roteiro é bem conhecido, ou seja, apresentar crimes que chocam cada vez mais. E claro, não poderíamos de mencionar o Estado Islâmico e suas bestialidades em que uma de suas últimas atrocidades ensinam as crianças técnicas de degolação.

Já do ponto de vista jurídico. A constituição brasileira está associada com a ordem internacional (direitos humanos) . Isso encontra-se escrito no preâmbulo: “Nós, representantes do povo brasileiro, (…) fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus”.

Proteção de DEUS? Tenha paciência! Desde o princípio o bahaismo esteve presente na elaboração. Não só ele, mas os maçônicos e tudo quanto é esotérico maluco. Além de falsos cristãos. Um documento falso, hipócrita e cheio de interpretações, onde se altera o sentido em benefício próprio só poderia ser criado pelo pai da mentira.

A tecnologia também contribui para detectar em questão de segundos os rebeldes.

De resto, o que falta é apenas um efeito hipnótico e místico de impacto global que desperte o desejo de sangue e a imbecildiade coletiva. A saber…a manifestação espiritual do cristo cósmico Baha’u’llah.

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2015/11/08/como-era-uma-execucao-na-guilhotina/