Imagem de Baphomet aguarda autorização do governo americano

diabo em detroitRecentemente, a mídia globalista voltou novamente com a matéria sobre a estátua de Baphomet. Os adorares de satanás procuram um local na América para que ele seja adoro e cultuado. O local escolhido dessa vez foi em  Detroit, mas é muito provável que isso não aconteça devido aos manifestos. Ora, se ele veio para roubar, matar e destruir…não poderia escolher um lugar melhor:

De qualquer forma, o mais importante para a nova ordem mundial de Baha’u’llah referente ao princípio da inexistência do mal é que a mensagem começa a se propagar no mundo. Nesse caso, satanás aparece como “protetor” das crianças nessa estátua.

Não é de hoje que o bahaismo prega a inexistência do mal, mas somente agora esse conceito começa a atingir proporções preocupantes. Abaixo segue um texto de Abdu’l’Bahá sobre a inexistência do mal que nesse caso pode ser aplicada ao diabo:

A inexistência do mal por Abdu’l’Bahá: “… O mal é o simples nada. A morte é apenas a ausência da vida; só quando o homem perde a vida, é que ele morre. A escuridão nada mais é que a falta de luz; só onde não há luz, reina a escuridão. A luz é coisa que existe, mas a escuridão não é. A riqueza é coisa existente, porém a pobreza é inexistente. Obviamente, todos os males reduzem-se à inexistência. O bem existe; o mal é inexistente. LXXV”

 “E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.” (Apocalipse 20 : 10)

 

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/07/150727_escultura_satanica_eua_fn