O estado islâmico e a nova ordem mundial

O vídeo acima foi inspirado na propagação da doutrina de escatologia de Joel Richardson. Ele atribui aos mulçumanos o governo global descrito em Apocalipse 13, sendo assim a besta do mar ou 10 chifres , da terra ou dois chifres, do abismo, o falso profeta, Gogue, Magogue, Babilônia são todos mulçumanos. Não sei se Joel é cristão ou não, mas o seu propósito é criar uma aliança judaico-cristã pelo mundo e vender  o seu livro. Para induzir as vendas a propaganda classifica de forma antecipada como um  best-seler.

De fato, o islã tem o seu papel na nova ordem mundial, porém atribuir um governo global somente  a essa religião chega a ser um absurdo sem precedentes. Podemos justificar esse argumento usando o seguinte versículo:

E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo.(Lucas 4:5)

Ênfase para a palavra “reinos”, isso significa que satanás tem controle sobra a monarquia, teocracia, democracia, oligarquia e república, ou, seja, todas as formas de governo e poder. Partindo desse princípio é natural que ele queira Inwo suicidesquadsunificar tudo isso em um governo global misto. Quando olhamos para a ONU é exatamente isso que está sendo feito.

Além dos argumentos Bíblicos também temos os humanos; 1) O EI é considerado grupo terrorista pela ONU, ou seja, jamais se integrará as demais paises membros;2) O que garante a ausência de uma III Guerra mundial é a carta da ONU somente o Anticristo verdadeiro poderá anular esse documento. Ora, sendo assim ele precisa estar na ONU e devastar os EUA primeiro;3) Os paises menores, isso incluiria se o estado islâmico fosse um, devem estar ligado a pelo menos algum dos  maiores ( Rússia, China, Europa, EUA) e isso de forma pública. E impossível para o EI unificar todos os mulçumanos, pois muitos não interpretam o conceito de califado da mesma forma que eles.É por isso que o EI mata inclusive infiéis mulçumanos.

Também circula na internet a moeda do estado islâmico. Ora, como vão negociar com outros países em um mundo globalizado sendo que matam todos os infiéis? Como vão participar do mercado financeiro? Além disso, suas contas sofreriam sansões econômicas em questão de segundos.

O califado x Baha’u’llah

Califado significa sucessão, porém não se trata apenas de alguém que vai ficar no lugar de Maomé. Trata-se de um ciclo de conquistas territoriais do passado, sendo que todos os califados foram derrubados.  Deixamos como exemplo a dinastia  Omiadas que deu  origem aos sunitas e Ali (primo de Maomé) que  deu origem aos xiitas.

Em ambos os casos, o islã chegou a conquistar algumas países como Portugal, porém acabaram sendo derrotados e o califado  destruído. No caso de Portugal, as mulheres foram poupadas e uma delas (descendente de Maomé) deu origem ao culto da Nossa Senhora (dos católicos) de Fátima após sua morte, a mesma que pelo ar de sua “desgraça” mudou o nome de Mirza Hussei Ali Nuri para Baha’u’llah ( A glória de DEUS).

A criação do tal califado, isso segundo os sites oficiais do islã (link no final do post) , não segue os ensinamentos de Maomé, pois ele não deixou nada sobre quem iria ficar em seu lugar, dessa forma o califado é muito mais uma arrogância e ganância de poder sanguinário. Alguns paises trocam o califa pelo sultão, o que muda muito a forma de governar.

Sendo assim, o califado assume o lado espiritual.É aqui que entra o bahaismo nas pessoas de Baha’u’llah e o Báb. Ambos são descendentes de Ali. Nesse caso, Báb foi aceito em parte pelos sunitas e Baha’u’llah ainda sofre rejeição pelos xiitas, especialmente no Irã, mas somente será aceito no dia da sua manifestação como o Imã Mahdi, também conhecido como o cristo da nova era. O califado espiritual  de Baha’u’llah é capaz de unificar não só os mulçumanos, mas todas as religiões (tirando o cristianismo verdadeiro) em nome da unidade da diversidade.

O que resta para o estado islâmico?

Embora esteja tentando ser a besta de 10 chifres, o EI está muito longe disso. Ele precisaria de um exército mundial para massacrar todas as nações, coisa que é impossível de ter, pois o grupinho de psicopatas é muito pequeno. Nesse caso, o futuro exército mundial de Baha’u’llah terá e irá massacrar, mas isso em nome da unidade da diversidade.

Para o EI restam alguns  caminhos: 1) No presente dificilmente sairão do status de milícia terrorista e cruel, 2) Esses imbecis já declararam que amam a morte, por isso cada vez que a mídia divulga um ato terrorista toca no coração de desequilibrados pelo mundo para que comentam atos parecidos. É um estado islâmico fajuto que veio só para roubar, matar e destruir em nome de Alá…

“O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.”  (João 10 : 10)

…3) O terror é muito útil para o capitalismo e a industria da informação, especialmente para intimidar a população sobre a necessidade de viver rastreada e 4) Ajudar na desvalorização do petróleo.

Já para o futuro, o verdadeiro anticristo poderá usar essas milícias mercenárias  por debaixo dos panos para ajudar a invadir Israel e também matar pessoas que se opõe ao seu governo pelo mundo, mas não como besta de 10 chifres e sim como idiotas que não possuem sentimento ou qualquer capacidade cognitiva de reflexão.

http://www.islam.org.br/o_califado_02.htm