Exemplos práticos do Capitalismo de Estado

Como vimos no outro post, os líderes supostamente cristãos preferem fazer um discurso agradável aos ouvidos das autoridades do que ensinar o evangelho verdadeiro, aquele que fala das riquezas mal adquiridas na qual se roubam os salários dos trabalhadores descrito em Tiago 5:4. O efeito disso é a mais valia transferida para uma pequena elite burguesa e essa prática é conhecida como Capitalismo de Estado. Abaixo temos alguns exemplos:

1) Venda milionária de um quadro de Picasso. Hoje (12/05/15) um quadro de Picasso se tornou o mais caro do mundo. Ora, essa é a melhor forma de lavar dinheiro e também a preferida por muitos banqueiros para poderem vender no futuro um dinheiro investido sem qualquer taxa de juros. Alias, se o juro é um vício das dívidas e nada mais natural que banqueiros não recomendem essas práticas para si mesmos. Fruição artística?Muito longe disso.Ninguém (digo dos mega milionários) se importa com isso o que querem é ter uma forma de guardar o dinheiro roubado de salários sem precisar de cofres.

2) O caso do mega empresário Chinês que  levou seus funcionários para passear na França. Afinal, o que mantém o poder do Capitalismo do Estado é a retirada da mais valia do povo, por isso sai muito mais barato bancar viagens do que pagar um salário digno aos trabalhadores por mês, pois isso quebraria o sistema.

3) ‘I Love Paraisópolis’ – O Capitalismo de Estado prega a pobreza submissa ao poder. Nada melhor do que condicionar as pessoas sobre as “maravilhas” de viver em favelas através da nova novela da Globo. Se esses locais fossem destruídos e em seu lugar surgissem casas populares com ruas pavimentadas uma grande parte da criminalidade desapareceria. Até o sentido semântico da palavra Favela está sofrendo alterações, pois em muitos locais se usa a palavra comunidade. Comunidade vem de comuna e….não precisa dizer mais nada.

Ora, o que se pode concluir diante do Capitalismo de Estado, essa parceria entre o comunismo e o capital? Primeiro ele está vivo. Segundo: Pode-se concluir que para destruir o capitalismo e o neoliberalismo (algo que já não presta) é necessário criar algo muito mais cruel e desumano que devorará toda a Terra na forma do Estado Global:

 

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2015/05/12/o-cristianismo-e-a-politica-2/