Ajuste fiscal 2015 para quem?

O atual pacote de maldades criado pelo PT mostra a crise cíclica e histórica do capital.Em cada época o Brasil foi entregue para as grandes potências mundiais de uma forma. No tempo da ditadura surgiu na forma de empréstimos e criou um falso crescimento que durou algumas décadas. A conta ficou para a falsa democracia pagar e para isso surgiu uma época de hiper inflação. Com a chegada do governo Collor ocorreu o confisco (essa foi a melhor forma de criar garantias para o início das privatizações, mesmo com o retorno da inflação). Essa inflação finalmente foi maquiada pelo governo FHC e continua até os dias de hoje.

 De uma forma simples, a economia, ou seja, a micro economia, é controlada pela lei da oferta e a demanda, onde uma mão invisível (nome criado por Adam Smith) controla os preços. Tudo foi inspirado na teoria da escassez, onde o ser humano não tem limites de gastos. O problema é que as pessoas estão lutando apenas para manter o padrão mínimo de vida. Salários de trabalhadores (tirando os médicos como sempre) recebem ajustes ridículos e perdem todo o poder aquisitivo, tudo isso para sustentar uma teoria absurda.

 É na teoria da escassez que o capitalismo ruge como leão devorando as pessoas pelo mundo. O pacote de maldades do PT já é bem conhecido: Aumento absurdo na carga tributária em geral, retirada de direitos trabalhistas, a criação de novos impostos para roubar o povo….Se fosse o PSDB não seria diferente.

 O que existe de mais triste em tudo isso é saber que o governo quer mostrar suas contas em dia apenas para vender mais ainda o patrimônio brasileiro para as grandes empresas americanas.; porém, a privatização quando se corrompe transforma em precarização (basta olhar o caos da água, energia e outros serviços que o Estado por ser mínimo não executa). E assim, temos um ciclo infinito de austeridades, privatizações e austeridades que beneficia exclusivamente o imperialismo americano representado por suas empresas. Ah! Se as pessoas soubessem disso!

 Esses acontecimentos ajudam a nos posicionar profeticamente em que tempos estamos. Discernir o tempo em que se vive é algo muito importante que todo cristão deve buscar:

 “E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não conheceis os sinais dos tempos?” (Mateus 16 : 3)

Estamos na era em que a última Babilônia reina sobre muitas águas (que são os povos). Esse sacrifício em nome do ciclo de privatização tem ajudado durante décadas que os principais mercadores da Terra enriqueçam destruindo povos e centralizando a renda mundial em uma minoria. Como o cristo cósmico Baha’u’llah não saiu do abismo, a babilônia americana cria ajustes econômicos pelo mundo inspirada em seus princípios, mas adaptados a um capitalismo devorador e cruel.

 Baha’u’lláh tem seu projeto para outro plano econômico que substitui a mão invisível criada por Adam Smith, mas isso infelizmente é para um futuro. O jeito é acompanhar o tempo em que vivemos.

 

http://resistir.info/brasil/o_ajuste_e_o_camaleao.html

Anúncios