Star Wars – O Despertar da Força

Houve um despertar…Sentiu? O lado sombrio…e a luz

O despertar da força. Ainda restam 11 meses para que o filme esteja pronto, mas alguns conceitos básicos já podem ser extraídos com os dados apresentados pela internet que visam condicionar o mundo para um governo global. Não é por acaso que esse foi um dos vídeos mais “bombados” na internet.

 O primeiro refere-se a “força”. Trata-se de um poder neutro que pode ser usado pela luz ou trevas. Esse é o mesmo conceito Bahá’i que está sendo aplicado no mundo, ou seja, capitalistas, comunistas ou governos na forma de monarquia adaptam seus princípios de acordo com seus pensamentos, o que se converte em épocas de “luz”(999) ou trevas (666). Dessa forma, a força de Baha’u’llah é usada para um suposto bem e mal ao mesmo tempo.

 DEUS nos de paciência! Quanto tempo ou gerações ainda teremos que esperar? Lá se vão quase 10 anos de pesquisa sobre essa nova ordem mundial e até hoje nada do nosso amigo sair do abismo. É sobre esse pensamento que podemos refletir sobre a palavra “ despertar”. A série Star Wars apresenta várias formas de executivos mundiais para cada época.

 O executivo tenebroso Darth Vader e o suposto bonzinho Luke Skywalker revezam o poder do império. Dessa vez, a tendência é que seja apresentado um Luke Skywalker não tão jovem como nos outros filmes, mas um homem entre 30 e 40 anos. Dessa forma, a Disney que agora comprou a franquia Star Wars investe em um novo perfil para o executivo mundial.

 Um soldado imperial sem capacete em um planeta deserto, o desembarque de soldados imperiais, uma jovem moça pilotando uma nave bizarra, as forças rebeldes decolando, um simpático robô no mesmo planeta deserto, o retorno da nave Millennium Falcon e a chegada e um novo ser misterioso no lado negro da força, essas são as cenas liberadas sobre o novo filme.

 Mesmo sem conhecer a história do filme, pode-se deduzir que a dialética pelo poder continua tese x antítese em busca de uma síntese. Conflitos que se renovam, mas não se terminam. O robô se chama BB-8, uma alusão a essa síntese dialética na forma do 8 rei do livro de Apocalipse. Infelizmente esse é o verdadeiro retrato da nova ordem mundial.