O fantasma do Eurocentrismo

Aveja cracolandia nova ordem mundial de Baha’u’llah, seja através do Conselho de Segurança da ONU, blocos econômicos e outras formas de poder, caminha para a divisão entre países ricos e pobres vivendo em uma suporta harmonia. Biblicamente essa divisão representa os 10 chifres descritos pelo profeta Daniel, onde parte é de barro (frágil) e outra de ferro (forte).

 Esse conflito entre culturas está a cada dia mais presente entre o eurocentrismo e as demais pessoas comum. Nessa doutrina ideológica é divulgada superioridade da raça européia sobre os demais mortais. É algo antigo que vem do nazismo, mas em cada época da história ressurge com uma nova forma de condicionamento.

 A nova forma de condicionamento se resume em procurar por pessoas que possuem o padrão europeu de “perfeição” para serem retiradas dos demais mortais pobres. Dois casos recentes chamam a intenção. O primeiro refere-se ao “mendigo gato” e o segundo a TOP da cracolândia.

 Uma modelo encontrada por lá com o nome de Loemy virou rapidamente capa de revista preferida do PSDB, partido dono do Estado de São Paulo. Ora, vende-se a idéia de que ela é bonita demais para viver na cracolândia, mas os demais por serem pessoas excluídas da beleza que vivam até morrer em sua miséria.

 Recentemente, a TV Record do bispo abortista não perdeu tempo e em busca da audiência e pegou a tal modelo. Edir Macedo também mostra os seus sinais eurocentricos . Para isso basta observar as atuais lideranças da igreja. Raramente um bispo negro ou com sotaque nordestino é utilizado para divulgar sua seita na televisão.

 O eurocentrismo não bebe da fonte do bahaismo. Nesse caso, a arrogância de uma raça superior tem sua origem na filosofia antiga e nos estudos empíricos do século 18 e 19 quando o conceito de raças superiores e mais evoluídas se tornou moda.

 É um mal que precisa ser combatido e inclusive foi tema do discurso do Papa Francisco esse ano no Parlamento Europeu.

 http://pt.radiovaticana.va/news/2014/11/25/para_conquistar_a_paz_%C3%A9_preciso_educar_para_a_paz_-_papa/1112401

 E assim, essa é uma das raras vezes em que as coisas se invertem na ordem mundial sobre o aspecto das raças. O bahaismo em parte luta pela igualdade, tal como o catolicismo, mas para nossa infelicidade algumas manchas do mundo protestante como o dono da IURD tentam propagar essa ideologia absurda.