Maconha avança na legalização

Se por um lado a razão se conquista ao examinar os fatos em busca da verdade ela também se perde quando não sabe mais o que é a verdade. Um assunto como legalização das drogas jamais deveria pertencer a agenda global, mas o que assistimos é o contrário. Essa falta de razão é facilmente justificada na obra do cristo cósmico Baha’u’llah abaixo:

 Vale do amor: “…O viajante torna-se agora inconsciente de si próprio e de tudo além de si. Não vê a ignorância nem o conhecimento, nem a dúvida nem a certeza; não distingue entre a manhã da orientação e a noite do erro…”(Sete Vales – Baha’u’llah)

 Ora, os efeitos são exatamente esses, ou seja, a pessoa perde a capacidade cognitiva de entender o que é moral e justiça. É por isso que nos EUA a cada dia avança mais a agenda da diversidade e desse vez foi a cidade de San Francisco aprovar o uso da maconha recreativa.

 O Brasil possui projetos ambiciosos um deles foi feito pelo deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) através do PL 7270/14. Os artigos mais assustadores são 21 que concede anistia para traficantes e criminosos e o 63. Esse último chega ao absurdo de sugerir que 50% da receita arrecada com a maconha no Brasil seja usada para “tratar” os viciados que o próprio sistema criou.

 No caso de país falido que moramos, sugestões como a desse deputado são mais assustadoras, pois geram 4 tipos de cidadão global do futuro que são: 1) Pessoas que expandem a consciência e recebem espíritos guias; 2) Zumbis que facilmente migrarão para o Crack, 3) Uma sociedade de assassinos anistiada pelo governo e 4) Um bando de imbecis e idiotas que ficarão com a mente vagando (ótimo eleitor para dar continuidade no sistema seja ele PT ou PSDB)

 

Referências

https://br.noticias.yahoo.com/legaliza%C3%A7%C3%A3o-maconha-uso-recreativo-ganha-terreno-nos-eua-005508163.html

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1237297&filename=PL+7270/2014

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/07/27/os-principios-sociais-da-nova-ordem-mundial-%E2%80%93-parte-1/