A farsa do combate ao Ebola

epidemic2Segundo a OMS-Banco Mundial estima-se que 400 milhões será investido para supostamente combater o surto, porém em nenhum momento se diz onde esse dinheiro será investido. O pouco que se sabe é que a máfia farmacêutica está produzindo uma vacina experimental que será testada ano que vem.

Mas o principal foco transmissor da doença foi deixado de lado, comprovando não só o etnocentrismo europeu sobre os Africanos, mas também a rentabilidade de lucro obscuro, pois o principal foco da doença não está sendo combatido.

Nas regiões afetadas pelo Ebola faz parte da cultura desse povo comer morcegos é através dessa alimentação bizarra que o vírus se propaga nas tribos, porém ninguém está combatendo o foco principal. Ora, uma vez que o morcego não produz o Ebola que o contaminou? Creio que para essa pergunta não precisa de resposta.

E assim, a inutilidade e burocracia da ONU aproveita para distribuir dinheiro para a máfia farmacêutica que produz, distribui e lucra com a epidemia. A burocracia encontra-se sobre quem tem a responsabilidade de combater o Ebola. Seria a OMS ou a FAO?

Qual vida deve ser preservada? A do morcego ou dos Africanos? Lógico que dos pobres morcegos (isso na visão da ONU) que possuem seus direitos garantidos. Ora, tudo não passa de um jogo de ping pong onde os Africanos são apenas a bola que é jogada de um lado para o outro…

A farsa é tão absurda que a suposta vacina seria distribuída ainda esse ano, mas ficou para 2015. Além disso, ela foi testada em macacos, ou seja, no animal errado, mas isso com certeza foi proposital…

https://br.noticias.yahoo.com/banco-mundial-destina-us-170-milh%C3%B5es-combate-ao-182518900–business.html

http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/morcegos-africanos-na-mira-da-fao-por-transmissao-do-ebola

Anúncios