Príncipe William faz acordo cultural com a China

No dia 09/09/14 o Príncipe William (candidato ao cargo de executivo mundial na ordem do cristo cósmico Baha’u’llah) inaugurou na China a nova filial da Universidade de Oxford na China. Segundo informações do site de notícias chinês (link no final do post), o local ocupa 5.500 metros quadrados. Sua principal função é a troca de cultura entre os países.

Diante desses fatos podemos analisar o seguinte: A data está “abençoada” com o número do cristo cósmico (o nove) . Embora a babilônia americana não tenha caído, os governantes ingleses já se antecipam sua parceria também no aspecto de aculturação. Entende-se por aculturação quando um país adquire e incorpora alguns traços culturais do outro.

É interessante observar o domínio da cor preferida pelos comunistas, o vermelho. O embaixador chinês Liu Xiaoming disse durante a cerimônia que a parceria cultural é o mesmo que dar asas ao tigre. Em outras palavras, essa afirmação nos leva a agilidade que esse governo mundial terá em decidir problemas globais. Já na Bíblia, a representação é feita por outro felino que é o leopardo (Apocalipse 13:2), mas o sentido de agilidade, força e domínio continua preservado.

E assim, a ordem mundial de Baha’u’llah avança lentamente para a sua conclusão sobre também no aspecto cultura. Em outro post podemos observar a nova estratégia do governo inglês de criar um sistema político que junte o comunismo e o capitalismo. Nada melhor do que inserir a cultura para dar esse grande passo  de destruição da humanidade.

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2014/09/09/inglaterra-inicia-campanha-de-fusao-governamental/
http://www.chinadaily.com.cn/world/2014-09/09/content_18565662.htm