Inglaterra inicia campanha de fusão governamental

comunismoxcapitalismo

O que representa o poder político na Ordem Mundial de Baha’u’llah? Ora, a fusão de todos os governos em um só. Nesse caso, a Inglaterra iniciou uma campanha publicitária para uma nova governança global, onde capitalistas e comunistas andarão de mãos dadas com a realeza. Essa instrução encontra-se na epístola abaixo escrita pelo cristo cósmico (ela também possui  função espiritual):

A décima-quinta Boa-Nova  -“…Embora uma forma republicana de governo seja de proveito para todos os povos do mundo, a majestade da realeza é, no entanto, um dos sinais de Deus. Não desejamos que disso os países do mundo fiquem privados. Se os homens e sagacidade combinarem as duas formas em uma só, grande será sua recompensa na presença de Deus….” Epístola de  BISHÁRÁT (Boas-Novas).

Tal sistema de governo se encaixa com o livro de Apocalipse, pois o capítulo 13 descreve um governo mundial unificado (Besta do Abismo, 10 chifres, 2 chifres….).

Notícia:
A ex-primeira ministra britânica Margaret Thatcher vestida como o revolucionário argentino Che Guevara. O ex-presidente americano Ronald Reagan com o uniforme e o charuto característicos do cubano Fidel Castro. E aquele seria o estadista soviético Mikhail Gorbachev ou o britânico Winston Churchill?

A confusão é proposital. É assim, misturando extremos da política, que uma nova campanha no Reino Unido pede que políticos deixem de lado a polarização entre direita e esquerda e adotem as melhores ideias de ambos os lados.

Com o slogan “uma revolução está à caminho”, a campanha foi lançada pela organização britânica Aliança Economia Social.

Juntamente com a campanha, foi lançado um manifesto com 25 propostas para atingir estes objetivos, de olho na formulação de propostas e programas partidários paras as eleições gerais britânicas de 2015.

Existe uma corrida no mundo para tornar negócios mais produtivos socialmente e democratizar os mercados. O Reino Unido está à frente disso em muitos aspectos, mas a noção ultrapassada de direita e esquerda fazem com que nossas políticas econômicas sejam um obstáculo para este objetivo em razão do embate entre ‘Estado’ e ‘mercado'”, diz Celia Richardson, diretora da organização.

“Os partidos devem evitar os entraves, adotando as melhores ideias – frequentemente uma combinação de ‘direita e esquerda’. Os negócios podem ser um veículo de mudança social, e mercados podem ser usados em benefício da sociedade.”

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/09/140908_campanha_polarizacao_politica_rb.shtml

Anúncios