O ocultismo da nova ordem mundial

Desde que comecei a escrever nesse blog  alguns leitores acabam cometendo um equivoco.  A crítica dessa vez é referente ao artigo “Mais uma apostasia de Feliciano”. Por ser uma crítica muito extensa, precisei diminuir para fazer um post mais objetivo (preservei o nome do leitor em sigilo) :

“…Eu discordo de muitas das atitudes do Marco Feliciano. Assisti o vídeo e acho que dizer que o que ele falou é apostasia é uma forçação de barra de quem se dispõe a ouví-lo já com a intenção de condená-lo (..)Deus para a realização de Seus desígnios. É claro que os demônios não têm intenção nenhuma em combater o discurso LGBT. Mas o fato de que homens do candomblé reconheçam em suas consciências que o discurso LGBT é contrário à família, e de que isto é ruim, e de que por causa disto não irão apoiá-lo em seus atos de magia, creio ser isto uma manifestação da graça de Deus. Pois a Graça de Deus não se manifesta somente no interior dos templos cristãos. Ela está presente em toda a Terra, inclusive nos terreiros de macumba…”

Voltando…A intenção do post não é condenar o tal pastor. Concordo que DEUS pode usar o mal para os seus objetivos, como diz o ditado: “ Deus escreve certo até com linhas tortas”, porém não se trata de um apoio contra o LGBT, pois a prática homossexual na umbanda é muito bem aceita e muitos pais de santos são gays. Deus jamais habitaria em um lugar onde  está sendo feito libações para orixás.

Infelizmente Baha’u’llah consegue ocultar sua nova ordem mundial de várias formas. Nesse caso temos um erro clássico de leitura. A dificuldade do leitor está na compreensão e interpretação do texto. Para tratar desse assunto deixo essa ótima aula da professora Rafaela :

Como podemos observar nessa aula, a compreensão é relacionada com o que está no texto e a interpretação vai além do texto, por exemplo: o artigo criticado possui o seguinte resumo: “ Pai de Santo fecha o corpo de Marco Feliciano que abre a mente para a diversidade”. Embora a frase “abre a mente para a diversidade” esteja no final, ela é a idéia principal do texto. Fazendo com que o pastor seja colocada em um nível mais baixo de interpretação.  Esse é um exemplo de compreensão (está no texto).

Em alguns momentos, o texto exige também a interpretação do texto como nessa frase: “…Marco Feliciano prega um culto ecumênico que selou o amor a da diversidade  de Baha’u’llah…”. Nessa frase o leitor deve ir além do texto para saber que o tal pastor está seguindo um dos ensinamentos de Baha’u’llah, exigindo assim um pré conhecimento bíblico e do blog. O motivo pelo qual não escrevo de forma clara é para estimular a pesquisa de cada leitor. Nada melhor do que vê a verdade através de um relacionamento direto com DEUS.

Outro erro de interpretação aconteceu  quando o leitor não conseguir classificar o acontecimento como apostasia. Para isso o leitor precisaria ir além do texto (olha o comando aí de novo) e consultar a Bíblia. Essa palavra vem do grego é quer dizer algo como “estar longe”. É exatamente isso que aconteceu com esse pastor, mas Baha’u’llah faz isso, alias sempre fez, para que não ouçam a verdade que liberta e cura a alma:

“Porquanto o coração deste povo está endurecido, E com os ouvidos ouviram pesadamente, E fecharam os olhos, Para que nunca com os olhos vejam, Nem com os ouvidos ouçam, Nem do coração entendam, E se convertam, E eu os cure.” (Atos 28:17)

É isso aí… Apocalipse também é cultura!

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2013/11/29/mais-uma-apostasia-de-feliciano/

Anúncios