Tribunal Penal Internacional precisa de universalidade, diz Secretário da ONU

Resumo da notícia: “…Dos 139 Estados que assinaram o tratado fundador do TPI, 31 ainda têm que ratificá-lo e 43 não assinaram nem aderiram a ele. “Apenas quando o Estatuto de Roma for universalmente aceito, o Tribunal pode ser tão eficaz como gostaríamos que fosse, com um alcance realmente global”, afirmou Ban em sua mensagem…”

Como descrito acima, uma boa parte dos paises membros da ONU não assinaram o tratado de Roma que cria o Tribunal Penal Internacional. Para que ele seja implantado em sua amplitude necessita do uso de magia. Somente isso fará com que todos concordem e isso será feito mediante a manifestação espiritual do cristo cósmico Baha’u’llah, pois a idéia desse tribunal foi criada por ele através de seus princípios:

“..Consideramos, por exemplo, a questão da paz universal, acerca da qual Bahá’u’lláh afirma ser imperioso o estabelecimento do Supremo Tribunal: conquanto já tenha sido instituída a Liga das Nações, esta é incapaz de estabelecer a paz universal. O supremo Tribunal que Bahá’u’lláh descreve, porém, levará a cabo essa tarefa sagrada com a máxima pujança e poder…”(Abdu’l’Bahá)

Além desse detalhe, o Tribunal também está interligado com a reforma da Conselho de Segurança da ONU ou outra forma de poder global que estará no comando. Isso nos leva a mediar um pouco sobre os dez chifres da besta descritos em Apocalipse.

A função do Tribunal Penal Internacional quando for criado em escala mundial é perseguir os que se oporem a diversidade. Suas leis que estão descritas no Tratado de Roma ultrapassam as leis nacionais, por isso podem e farão sentenças cruéis que chegarão até a degolação, por exemplo: No Artigo Artigo 7o Crimes contra a Humanidade 1 – letra h diz o seguinte: “…Perseguição de um grupo ou coletividade que possa ser identificado, por motivos políticos, raciais,nacionais, étnicos, culturais, religiosos…” Embora o enunciado garanta proteção, ela somente acontecerá para aqueles que apoiarem a unidade da diversidade religiosa.

Quanto aos opositores, a Bíblia  é muito clara sobre isso:

Eu olhava, e eis que este chifre fazia guerra contra os santos, e prevaleceu contra eles. (Daniel 7 : 21)

E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. (Apocalipse 13 : 7)

Ou seja, esse é o tribunal que será responsável pela perseguição dos cristãos deixados para trás. Para que possamos entender a “importância” dessa instutição,  até a implantação do idioma universal passará por ele.

Referências:

http://www.onu.org.br/secretario-geral-da-onu-pede-ratificacao-universal-de-estatuto-do-tribunal-penal-internacional/

http://www.google.com.br/url?q=http://pfdc.pgr.mpf.mp.br/atuacao-e-conteudos-de-apoio/legislacao/segurancapublica/estatuto_roma_tribunal_penal_internacional.pdf&sa=U&ei=yMOdUpLyHO7ksATe7YHADA&ved=0CCMQFjAA&usg=AFQjCNE62M3xqr_62pYr0cYrk-NKtR575A

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/08/04/os-principios-sociais-da-nova-ordem-mundial-%E2%80%93-parte11/