Infeliz dia do ovo!

Resumo da notícia: “Alckmin sanciona lei que cria ‘Dia Estadual do Ovo’ – Ele vetou artigos que previam a realização de palestras gratuitas sobre o valor nutricional e a produção do ovo….”

A criação  de leis deveria ser algo sério  e que buscasse o bem da comunidade  ou uma vida melhor, porém quando chega o fim do ano deputados e governadores, por não saberem legislar de forma competente, começam a criar absurdos como esse. O único objetivo é fazer uma massagem no ego para não serem tão desconhecidos, nesse caso autor do projeto lei chama-se Vitor Sapienza. Já alguns meses atrás um outro político parasita ligado a igreja de Valdemiro Santiago resolveu homenagear o seu apóstolo com uma salva de prata que nada mais é do que uma bandeja vazia.

Essa atitude mostra como o governador de São Paulo odeia o funcionalismo público e os cidadãos. Abaixo seguem  alguns  exemplos do descaso desse governo no qual  quer manter uma ditadura de 4 anos impondo a sua vontade  fascista:

1) Funcionários da saúde e educação lutam durante mais de 20 anos pela regulamentação de sua jornada de trabalho. É através desse instrumento que o mesmo oprime fazendo com que professores universitários ganhem menos de dois salários mínimos. Tanto a saúde como a educação são lugares insalubres onde o trabalho  é tenso e desgastante.

2) Alckimin tem humilhado a população de favelas e os expulsam como insetos. Supostamente essas pessoas receberiam indenização de R$120,00 por suas casas demolidas. Recentemente, vários moradores estão errantes pelas ruas devido a construção super faturada do monotrilho  que liga o Morumbi ao Aeroporto. A intenção era levar turistas s para assistirem os jogos da copa, porém o estádio do Morumbi está fora, mas  mesmo sabendo com antecedência esse governador continuou com o projeto que custa aproximadamente R$2,8 bilhões.

Leis que visam o bem estar das pessoas são ignoradas por esse ditador fascista que demonstra a cada dia o seu ódio puro e concentrado pelas pessoas comuns; mas o importante é criar leis inúteis como o “dia do ovo”.  Talvez se galinhas tivessem entendimento estariam comemorando a data festiva. Afinal, sua produtividade foi reconhecida pela mais alta autoridade governamental que gastou horas para elaborar e vetar algo tão complexo.

Se não tirarmos esse monstro do poder logo teremos projetos de leis sobre o dia da farinha e o da cebola para complementarem o dia do omelete…

FORA ALCKMIN!! SÃO PAULO NÃO TE PERTENCE! SUMA DE NOSSAS VIDAS PARA SEMPRE!!!

http://www1.folha.uol.com.br/paineldoleitor/1236786-em-carta-deputado-do-pps-explica-criacao-do-dia-estadual-do-ovo.shtml
http://www.brasildefato.com.br/node/26379

Anúncios