Os mistérios do quadrado de SATOR

Durante as escavações feitas nas ruínas da cidade de Pompéia (1750)  uma estranha inscrição foi encontrada. Estima-se que a data do Quadrado de Sator é de 79 d.c. Porém, a mesma inscrição foi encontrada em vários lugares como Damasco e Inglaterra. Seu autor até hoje é desconhecido, mas pela forma que organizou  seus inciados nos mistérios maiores trata-se de um mago ou alguém que fez um pacto de riqueza não revelando o nome sagrado do esoterismo. O Quadrado de Sator é um palíndromo formado pelas seguintes letras :

S A T O R
A R E P O
T E N E T
O P E R A
R O T A S

Através de várias combinações alguns estudiosos chegaram na seguinte frase   (link no final do post)  “O Criador governa os processos cíclicos com um trabalho inverso”

quadrado satorOs processos cíclicos referem-se a um período de renovação da terra para que a mesma seja transformada em paraíso de prosperidade, isso é algo muito aguardado pelos esotéricos que veneram o sol de várias formas, ou seja, desde como um astro até ao oitavo manifestante solar que é o oitavo rei de Apocalipse.

O culto à Raiinha dos Céus surge na forma do rosário, por esse representar as esferas de renovação de cada ciclo solar. Acredita-se que esse artefato esotérico infiltrou-se no catolicismo através de São Domingos de Gustmão (1170-1221), provavelmente ele criou o rosário após decifrar o mistério do quadrado de sator.

O rosário Católico  possui 50 contas separadas de dez em dez se unindo a uma cruz, dessa forma temos 54 contas que é metade do rosário oriental com 108 contas, onde 1+0+8= 9. Dessa forma alinhamos A rainha dos céus com o número da besta que unifica o islã com o catolicismo através desse artefato mágico.

O rosário islâmico possui 99 contas dividido em 3 x 33, formando assim o número 99. As aparições Marianas são mais reconhecidas pelo Vaticano na cidade de Fátima, onde os três pastorinhos receberam aquele famoso segredo. Nessa cidade está enterrada  FÁTIMA, filha do Walî de Alcácer do Sal, descendente de Ismael, por isso uma Fatimida descendente da quinta filha de Maomé.

Conclusão: O mistério do Quadrado de Sator quando decifrado é mais um passo ecumênico que liga a Ordem Mundial de Baha’u’llah e seu número (o nove) , o islã e o catolicismo através dos ciclos solares, representados aqui na terra pelo rosário.

Os ciclos inversos também são revelados através do enunciado da tábua da esmeralda que diz: “que está embaixo (999) é como o que está em cima (666) e o que está em cima  (666) é como o que está embaixo (999) , para realizar os milagres de uma única coisa.” ( Kitab Sirr al-Khaliqa wa Sanat al-Tabia). E assim, o ciclo solar se fecha no enunciado do cristó cósmico abaixo:

157. Vede: o “mistério da Grande Inversão no Símbolo do Soberano” tornou-se agora manifesto. Feliz quem Deus ajudou a reconhecer o “Seis” erguido em virtude deste “Alif Aprumado”; ele, em verdade, é um dos que têm verdadeira fé…” (Kitáb-i-aqdas – Baha’u’llah)

“Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido.”  (Lucas 12 : 2)

http://www.hermanubis.com.br/artigos/BR/ARBRACICLOSC%D3SMICOSDAHUMANIDADE.htm