A roda da fortuna serve como portal para a economia divina de Baha’u’llah

O texto abaixo foi escrito no início do século XX pelo guardião da Fé Bahá’i. Nele, o autor convoca governantes e lideranças religiosas que fracassariam no futuro com seu sistema econômico para fixarem seus olhos na Ordem Mundial do cristo cósmico Baha1u1llah, bem como na sua economia divina ( Apocalipse 13:17)

“…Líderes de religião, expoentes de teorias políticas, governantes de instituições humanas, que presentemente testemunham com perplexidade e consternação a falência de suas idéias e a desintegração de sua mão-de-obra, bem poderiam dirigir o olhar para a Revelação de Bahá’u’lláh e meditar sobre a Ordem Mundial …” (Chamado às Nações – Shoghi Effendi)

Embora ainda não tenha acontecido a manifestação espiritual de Baha’u’llah, vários países, através de seus respectivos governantes, estão se esforçando para agradar o cristo cósmico. Hoje, vamos conhecer a prosperidade esotérica de Singapura.

Esse país asiático em tão pouco tempo (ele conquistou a independência da coroa britânica em 1965) conseguiu um verdadeiro “milagre” econômico. Ele é considerado pelo Banco Mundial o melhor lugar para se fazer negócios, possui um dos maiores PIBs do mundo, boa parte das favelas foram substituídas por apartamentos confortáveis e possui um dos portos mais movimentados do mundo. Materialmente falando, o segredo dos governantes de Singapura está na redução de impostos, estímulos para empresas se instalarem por lá e venda de tecnologia de ponta (produtos eletrônicos de última geração), especialmente para várias áreas da medicina. O país possui cerca de 5 milhões de pessoas, menos da metade de habitantes de São Paulo. É importante enfatizar que esse país faz parte do grupo dos não alinhados, aqueles que se opõe ao imperialismo babilônico americano, embora siga alguns princípios do capitalismo em sua economia.

Mas o segredo da prosperidade de Singapura em fazer comércio e produzir tecnologia de ponta está na iniciação dos mistérios maiores contidos na Roda da Fortuna. Mais conhecida como Singapore Flyer, a roda da prosperidade foi inaugurada em 2008 e possui 28 cápsulas. É necessário 30 minutos para dar um volta completa sobre ela. Longe de ser um brinquedo, os significados esotéricos que mantém a prosperidade nesse país são assustadores.

roda da fortuna

Para entender melhor o ocultismo demoníaco contido na roda da fortuna, vamos recorrer aos mistérios nas cartas do Tarot chamada “roda da fortuna”. Várias são as representações dessa carta, por isso teremos que pegar um pouco de cada uma para entender a importância desse mistério.

A carta da roda da fortuna é o décimo Arcano Maior do Tarot. Isso serve para representar o poder da besta de 10 chifres. No topo dela temos um ser metade anjo e metade demônio para representar lúcifer (alguns ilustradores ocultam essa imagem usando uma esfinge do Egito no lugar) . O demônio que desce a roda é chamado de Hyle e o que sobe é chamado de Azoth. Hyle caminha para as trevas onde está a antiga serpente em busca da sabedoria e Azoth busca a luz de lúcifer. O fato de um estar para baixo e outro para cima também representa o sentido dual da economia divina de Baha’u’llah e a inversão do seu símbolo (666=999). Nesse momento, é impossível não traçar um paralelo com esse versículo deixado pelo Apóstolo Paulo:

“E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.” (II Coríntios 11 : 14)

A roda da fortuna deve ser dividida em oito partes para representar a manifestação espiritual do cristo cósmico como o oitavo rei (ver revelação progressiva). É por isso que ela foi inaugurada em 2008. Já o número 28 deve ser interpretado da seguinte forma: o dois representa a besta de dois chifres e o oito o cristo cósmico que “abençoará” Singapura com a implantação final de sua economia divina através do seu sinal unificador que ficará bem no meio da testa desse povo.

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,” (Apocalipse 13 : 16)

A implantação do sinal unificador do cristo cósmico Baha’u’llah na testa do povo de Singapura acontece através da ativação dos chakras. A palavra chakra provém do sânscrito e significa roda da fortuna. Os chakras são dividos em sete, mas quando o sétimo é ativado (o lótus de 1000 pétalas) através da manifestação espiritual do cristo cósmico, a energia cósmica da serpente kundalini começará a descer pela vértebra do cidadão global indo se alojar no chakra Ajna. Ele é o terceiro chakra, sendo mais conhecido como o 3º olho e fica localizado na fronte da testa, mais especificamente entre as sombracelhas. Uma vez ativado, esse chakra permite que o iniciado seja guiado por espíritos guias e aumente de forma temporária o estado de êxtase ou euforia..

roda fortuna II

Mas outros países também usam a roda da fortuna como artefato mágico para se aproximarem da ordem mundial de Baha’u’llah. Na Inglaterra (terra do executivo mundial de Baha’u’llah) temos London Eye e na China (pais que assumirá o controle da economia mundial juntamente com a Rússia após a queda dos EUA) a Star of Nanchang.

Anúncios