Comissão de direitos humanos e o conflito inevitável

A indicação do deputado Marco Feliciano não aconteceu por acaso. Ela acabou criando o conflito necessário para a implantação da nova ordem mundial do cristo cósmico  Baha1’u’llah, onde os gays querem conquistar a  sua diversidade.

Infelizmente o Brasil é um lugar em que a ONU pinta e borda com seus testes de laboratório macabro, por isso  os conflitos continuaram por muito tempo. Em seu livro [4]  “ Os Sete Vales”, Baha’u’llah traça o perfil de Marco Feliciano, ou seja, uma pessoa que ainda não recebeu a luz da unicidade do cristo cósmico em seu coração e por isso o conflito se torna permanente:

“…Alguns há que miram o fulgor da luz; e alguns há que sorveram o vinho da unicidade: esses nada vêem senão o próprio sol (…)e por isso o sinal do conflito manifesta-se continuamente na terra…” – Vale da Unidade Baha’u’llah

O plano de sete etapas para a implantação continua avançando e agora estamos na etapa 4 que diz: “As Mudanças começam a gerar conflitos em todas as áreas para que sejam resolvidos na assembléia  mundial…”

Depois da indicação de Marco Feliciano para a presidência da comissão de direitos humanos, o ódio ao cristianismo aumentou. A promoção de protestos na forma de beijaços ou na porta de igrejas agora são uma realidade. Ora, se um gay fosse indicado para presidente e os cristãos manifestassem contra isso seria homofobia na visão da militância gay, mas como vivemos em um mundo de injustiça  nunca e jamais existirá a cristofobia.

Mas o que está fazendo esse pastor cair na garra dos militantes gays para ser triturado e falta de conhecimento bíblico sobre o final dos tempos, especialmente do versículo abaixo:

Os quais vos diziam que nos últimos tempos haveria escarnecedores que andariam segundo as suas ímpias concupiscências. (Judas 1:18)

Mais adiante, e nessa  mesma epístola deixada pelo Apóstolo Judas,  ele nos exorta a permanecer orando, edificando e santificando:

Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo (Judas 1:20)

Infelizmente não é isso que está acontecendo. Feliciano , Malafaia e outros estão preocupado apenas com o risco que o movimento gay representa para os seus negócios. A vida do cidadão comum e seu direito humano não possui valor algum. Esses homens se esqueceram da palavra de DEUS e tentam permanecer no poder à força discutindo legislações humanas, sendo que todas são satânicas. A prioridade deveria ser a oração, como descrito pelo Apóstolo Judas, ma isso foi esquecido por esses homens que se dizem líderes de todos nós cristãos, sendo que jamais oficializamos tal opinião.

A área de  direitos humanos é especialidade absoluta da fé Bahá’i que pretende ensinar para esses deputados evangélicos gananciosos o processo de  “consulta divina” que leva ao consenso e cooperação em nome da diversidade.  E assim,  Baha’u’llah através do seu abrangente abraço, pretende ajuntar  para si todos os povos em seu parlamento mundial, e isso após a sua manifestação espiritual, para que todos possam debater  o consenso da diversidade.

Esse é o destino político  para os cristãos deixados para trás, pois esse deputado ou qualquer outro político evangélico terá que ir ao Parlamento Mundial (Habacuque 2:5)  por acreditar que  a nova era de Baha’u’llah é o reino de JESUS na Terra .

charge-feliciano

Como será triste o dia em que descobrirem que foram enganados, pois nessa hora os inquisitores da nova era estarão usando suas túnicas cor de rosa no momento da degolação. Essa é a etapa sete do [1]  plano de mudança de comportamento para a criação de uma sociedade  mais gay. Além disso, o mesmo socialismo que o acolheu com abraços é o que matará muito embreve.

http://apocalipsetotal.blogspot.com.br/2007/10/o-plano-de-7-etapas-de-mudana-do.html
http://www.bahai.org.br/decidir/
http://www.bahai.org.br/brasilia/Sete_Vales.htm
http://www.bahai.org/dir/social_action/rights