O Feminismo Evangélico

inwo feministsEnganam-se aqueles que pensam que personalidades do movimento feminista como a doutora em teologia Elisabeth Schüssler Fiorenza possa ter criado esse tipo de apostasia na igreja. A sua origem está em um princípio criado pelo cristo cósmico Baha’u’llah, chamado “Igualdade de direitos e oportunidades para o homem e a mulher”. Embora a palavra usada seja “igualdade”, esse princípio tem como meta criar a superioridade da mulher dentro da igreja para que a nova ordem mundial de Baha’u’llah seja implantada.

Abaixo temos um trecho de uma palestra que Abdu’l’Bahá fez para as feministas no século passado:

“…Devemos, ao contrário, declarar que sua capacidade é igual, até maior que a do homem. Isto lhe trará esperança e ambição, e sua suscetibilidade em crescer aumentará constantemente…” 2 DE MAIO DE 1912 Palestra  de Abdu’l’Bahá à Federação de Clubes Femininos  – Hotel La Salle, Chicago, Illinois.

Observe que Abdu’l começa ensinando uma certa igualdade, mas depois a meta é clara no bahaismo, ou seja, colocar a mulher muito acima do homem, deixando-o assim em um estado de humilhação.

Quando esse direito de igualdade é substituído por uma supremacia feminista, a mulher acaba sendo enganada pelo diabo e começará a interpretar a Bíblia de forma totalmente errada. Foi isso que o Apóstolo Paulo quis dizer abaixo, nesse caso ele volta para o livro de Gênesis para explicar algo parecido  que ocorreu:

“E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.”  (I Timóteo 2 : 14)

Em Gênesis 2:16 DEUS deu ordem a Adão para não comer da árvore do conhecimento. Satanás não pode engana-lo, mas quando ele tentou Eva colocou-a em posição de igualdade com o homem e falou com ela o contrário do que DEUS disse ao homem (Gênesis 3:4). Após a tentação, Eva se sentiu superior ao homem, ou seja, ele não podia comer, mas ela sim. Isso deu um tom de superioridade na tentação. É exatamente isso que o bahaismo está fazendo.

“Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.”  (Apocalipse 2 : 20)

Os primeiros sintomas de uma igreja contaminada pelo feminismo são:
a)    Erro de interpretações gritantes da Bíblia;
b)    Desejo de controlar todo o culto conforme a sua vontade e não de a DEUS;
c)   Uma leve, porém desastrosa, tendência ao esoterismo, mas tudo isso é apenas um dos estágios da agenda feminista evangélica. Agora veremos mais alguns:

1) A implantação do lesbianismo evangélico
Um outro princípio criado pelo cristo cósmico Baha’u’llah é  “o fim de toda forma de preconceito”. Esse ensinamento dentro do feminismo evangélico abre a porta para o surgimento de pastoras lésbicas. Mesmo que algumas não sejam lésbicas, é possível ver esse demônio atuando na mente de pastoras através do seu jeito masculino e tentando falar com a voz grossa, trocando assim o seu  lado feminino pelo lado feminista.

A transformação acontece de forma sutil. A primeira etapa é enfatizar a teoria do gênero sobre o sexo, dessa forma sexo masculino ou feminino estão submissos ao gênero, ou seja, se uma pastora feminista começa a sentir atração por outra mulher, o gênero torna-se apenas uma opção sexual que não afeta o comportamento, ou seja, o gênero permite que a mulher escolha o sexo no qual quer pertencer.  E assim, temos duas mulheres onde uma desempenha o papel de homem e outra mulher. Abaixo temos um vídeo de duas pastoras lésbicas falando sobre como é “bom” ser lésbicas evangélicas:

2) A hermenêutica feminista

O principal ensinamento consiste em ver os patriarcas bíblicos como opressores da mulher e adaptar qualquer situação para que se crie uma teologia da libertação. Abaixo temo esse ensinamento feminista:

“1. Linguagem androcêntrica, ou seja, reconhecer que a Bíblia é escrita numa linguagem excludente e que torna invisível a presença, a opressão e a luta e libertação das mulheres.”

Entende-se aqui linguagem excludente a inclusão, o estudo dos evangelhos apócrifos e a distorção da palavra de DEUS através de suspeitas imaginárias. Na prática isso ficaria da seguinte forma: Vamos ao seguinte versículo:

Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. (Gálatas 3:28)

Aqui o Apóstolo Paulo fala sobre a conversão de várias pessoas ao corpo de Cristo, porém uma feminista não vê dessa forma. Ela interpreta que independente da conversão caminhamos para a unidade da diversidade (o reino de deus na Terra), um dos ensinamentos mais importantes do cristo cósmico Baha’u’llah, ou seja, o movimento feminista sai procurando apenas a palavra “mulher” na Bíblia e adapta com a diversidade religiosa e outras atitudes pagãs.

3) A escatologia feminista

“E VIU-SE um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.”  (Apocalipse 12 : 1)

Feministas como Elisabeth Schüssler Fiorenza interpretam esse versículo como o triunfo do feminismo sobre o judaísmo, cristianismo e até mesmo sobre os Apóstolos, pois a mulher de apocalipse representa a subida do movimento ao topo do poder, tal como Abdu’l’Bahá descreveu em sua palestra que está no início desse post.

4) O ecofeminismo

Todos esses estágios descritos aqui levam a várias formas de ecofeminismo, mas o que todas têm em comum é a unidade da diversidade  e o amor à mamãe gaya.

E assim, todas são guiadas ao som da  melodia entoada pelo rouxinol místico da apostasia que flui da sua pena unificadora através dessas palavras:  “ A Terra é um só país e a humanidade seus cidadãos ( Baha’u’llah).

O  oecofeminismo se junta ao ecosocialismo e ao ecocomunismo para estabelecer o reino de “deus” na Terra através da diversidade.

“Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.”  (Romanos 1 : 26)

Obs. É claro que as mulheres foram e são muito importantes na obra de DEUS. O objetivo aqui foi apenas mostrar com detalhes a agenda feminista e o bahaismo que estão se infiltrando nas igrejas.

https://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/07/31/os-principios-sociais-da-nova-ordem-mundial-%E2%80%93-parte-4/
http://www.oraetlabora.com.br/mpc/teologia_feminista_e_poder.htm
http://jesuscidadederefugio.com.br/sitenovo/a-igreja-2/pastoras/
http://jesuscidadederefugio.com.br/sitenovo/a-igreja-2/teologia-inclusiva/
http://www.ihu.unisinos.br/noticias/noticias-arquivadas/38828-escola-de-teologia-feminista-on-line