Uma verdade sobre o dia de todos os santos

“MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;”  (I Timóteo 4 : 1)

Entre o final de outubro e até o dia 2 de novembro é comemorado pelos católicos o dia de todos os santos. Durante esse período são feitas rezas que  também são conhecidas como ladainhas para as almas que estão no purgatório.  Os fiéis não sabem, mas esse ritual místico possui uma origem totalmente pagã para que  o cristo cósmico, demônios e a rainha dos céus sejam adorados.

A origem desse dia está na cultura  celta quando os druidas prestavam culto a deusa terra (Mãe Terra)  e para as almas que estavam na terra Donn, local onde as almas penavam para serem libertas. No dia 31 de outubro eles acreditavam que essas almas  vinham para a nossa dimensão em busca de corpos que pudessem possuir. Para espantarem esses espíritos, os celtas de vestiam com roupas assombrosas e faziam muito barulho.

Essa mesma tradição pagã foi incorporada pelos romanos e adaptada para os seus deuses. Nesse caso o culto era feito em nome da deusa Tellus (a mãe Terra) no Panteão Romano.  A única coisa que foi retirada foi a prática de espantar espíritos.

Por vota do ano 610, o Papa Bonifácio IV tentou “ purificar “ o Panteão Romano. Ele substituiu os deuses do império pelo culto a Nossa senhora de todos os mártires que depois passou a ser chamada de Nossa Senhora de Rotonda. Todos esses nomes são personificações da Rainha dos céus.

Essas orações  feitas em nome da rainha dos céus para as almas do purgatório são  verdade cuto para demônios. No dia em que acontecer a manifestação espiritual do cristo cósmico Baha’u’llah, vários demônios irão se passar por parentes dessas pessoas tentando um contato com os familiares.

Essas orações para as almas que estão nesse mito chamado  purgatório também fazem parte de um ciclo de morte e renascimento do cristo cósmico que volta para o ventre espíritual da rainha dos céus. Mas isso até o dia em que ele se manifestará espiritualmente no coração de seus servos, pois essas rezas ficarão acumuladas até que o cálice da apostasia esteja completo. E assim, a vitória do imaculado coração da rainha dos céus acontecerá como descrito abaixo nas palavras mágicas do cristo cósmico (onde se lê “DEUS” substitua por Baha’u’llah):

“`Ó meu servo…A Noiva mística e admirável, outrora oculta atrás do véu das palavras, agora, pela graça de Deus e através de Seu favor divino, tornou-se manifesta e esplendorosa como a luz irradiada pela beleza do Bem-Amado. Dou testemunho, ó amigos, de que o favor está completo, o argumento se cumpriu, a prova se manifestou e a evidência acha-se estabelecida. Que seja visto agora o que vossos esforços no caminho do desprendimento revelarão. Desse modo, o favor divino foi plenamente concedido a vós e àqueles que estão no céu e na terra. Todo louvor a Deus, o Senhor de todos os Mundos…” (Palavras ocultas de Baha’u’llah)

“Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa, para fazerem bolos à rainha dos céus, e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira.”  (Jeremias 7 : 18)