Jesus casado com Maria Madalena?

Karen King, professora da Faculdade de Teologia de Harvard,  descobriu uma nova forma para fortalecer o mito no estilo do livro e filme de Dan Brown, onde Jesus,segundo a heresia desse autor, era casado com Maria Madalena. Abaixo temos algumas palavras dessa “importante” descoberta pela professora:

“Acho que o próprio fragmento está discutindo questões sobre discipulado e família. Mas certamente é de grande interesse o fato de que essa seja a primeira declaração inequívoca que temos de que Jesus teve uma mulher”, disse King.”

A verdade é que, o Senhor Jesus nunca foi casado e a Bíblia é muito clara sobre isso. No versículo abaixo o profeta Isaias descreve a sua aparência como  uma pessoa feia, seca e que não despertava desejo algum. Ora, entende-se que uma pessoa com essas características não despertaria o amor de uma mulher. 

Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. (Isaías 53 : 2)

Diferente da blasfêmia contra Maomé que tem como meta iniciar a matança de Cristãos e Judeus pelo Islã, essa blasfêmia contra o cristianismo defende uma reforma ecumênica na igreja Protestante e Católica. Para que o leitor possa entender o que está acontecendo biblicamente é só imaginar  pedras do iluminismo (ordem mundial material illuminati) sendo atiradas nas cabeças da besta  (ordem mundial espiritual  de Baha’u’llah)  descrita em Apocalipse 13:1.

Karen King foi usada por satanás para promover alguns de seus ideais através de dois princípios de Bahá’u’llah, são eles: 1) Igualdade de direitos e oportunidades para o homem e a mulher e 2) Harmonia essencial entre a religião e a ciência.

A harmonia entre a ciência e a religião nãofoi usada para a manifestação da imagem do cristo cósmico, mas como porta para o abismo que vem a seguir.

Karen King é uma adepta da “teologia feminista” e autora de livros que falam sobre a  “importância” dos evangelhos  apócrifos como: O evangelho de Maria  Madalena, A primeira mulher “Apóstola” de Jesus e outras bizarrices do gênero (links no final do post)..

Para o movimento protestante, Karen King começa com o direito da mulher  em se expressar cada vez mais na igreja e ocupar cargos estratégicos, mas a meta final  é questionar o lado masculino de DEUS para que ele seja transformado em deusa de forma gradativa. E assim, o culto a deusa mãe que é a Rainha dos Céus tem uma chance de se infiltrar mais uma vez no meio protestante com a descoberta dessa fraude.

A reforma na igreja católica refere-se ao celibato dos padres que foi inspirada na seguinte epístola reservada aos cristãos católicos:

“A oitava Boa-Nova – Os atos piedosos dos monges e sacerdotes entre os seguidores do Espírito (…) Neste Dia, entretanto, que eles renunciem à vida de reclusão e dirijam os passos para o mundo exterior (…)  Nós lhes temos concedido permissão para contraírem matrimônio, a fim de que façam surgir alguém que possa fazer menção de Deus, o Senhor do visível e do invisível, o Senhor do Trono Excelso(…)” Epístola  BISHÁRÁT (Boas-Novas) de Baha’u’llah

http://www.hds.harvard.edu/faculty-research/research-projects/the-gospel-of-jesuss-wife

http://www.hds.harvard.edu/people/faculty/karen-l-king

http://www.westarinstitute.org/Polebridge/marymagdala.html

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/09/papiro-sobre-jesus-casado-ajudara-debater-sexualidade-afirma-cientista.html