A verdadeira importância da raça negra nas Olimpíadas de 2016

Quem assistiu a cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Londres 2012  pode ter achado que finalmente o governo brasileiro resolveu dar valor à raça negra, mas os verdadeiros objetivos estão muito longe disso.

Umbandistas e comunistas (sim! infelizmente estamos saindo da fase do socialismo)  se inspiraram no princípio do cristo cósmico Baha’u’llah sobre a “Eliminação de todos os tipos de preconceitos”, onde supostamente uma das metas é acabar com o racismo, mas na verdade  criaram um festival de paganismo e aumento de preconceito para as olimpíadas de 2016.

Umbandistas esperam que o “deus”  Zé Pilintra se transforme no espírito  guia do Rio de Janeiro. Se esse for o tempo do verdadeiro e único DEUS isso representa um bom sinal, pois a tão esperada manifestação espiritual de Baha’u’llah e de outros espíritos guias que sairão do abismo terá que acontecer antes desse evento, mas mesmo assim não podemos marcar uma data.

Zé Pilintra é um artifício usado por satanás para esconder um demônio do alcoolismo. Essa entidade é conhecida na umbanda por estar nos bares, nos jogos de azar e levar  pessoas para a sarjeta, onde muitos mendigam  um gole de cachaça.

Para representar esse espírito guia no encerramento das Olimpiadas de Londres foi escolhido o cantor chamado Seu Jorge. Observe na foto abaixo que ele usa as mesmas roupas brancas e chapéu  do Zé Pilintra. Um pouco mais adiante aparece um tal de jogador chamado Pelé que foi transformado  em branco pela mídia iluminista e pelo dinheiro que ganhou. O terno de cor escura que ele está usando representa outra  personificação do Zé pilintra que é o Zé Pretinho  no catimbó, um tipo de  umbanda que atende os  padrões europeus.

A indução para o vício ao alcoolismo nas Olimpíadas do Brasil é uma realidade, pois a “Lei Geral da Copa”  está tentando abrir passagem para esse abismo. O alcoolismo é uma das formas que satanás usará no final dos tempos para levar muitas almas :

“nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.”  (I Coríntios 6 : 10)

O paganismo iniciado em Londres continua no Brasil na forma da canção feita para as Olimpíadas chamada “deuses do olimpo ”. O clip tem a direção de  Estevão Ciavatta, ele dirige  vários programas imbecilizantes  e manipuladores como o da sua esposa global Regina Casé.

O clip parece uma versão ridícula da música “We are the Word” criada por Michael Jackson e Lionel Richie em 1985. A diferença é que ninguém está fazendo  uma suposta caridade e sim implantando o racismo comunista do PT e seus aliados.

 

Apolo é representado por um surfista “saradão” .  O deus Posseidon não aparece, mas quando seu nome é mencionado na  música entra em cena um humurista negro da rede globo Helio de la Peña nadando no mar. Ora, sendo os deuses do olimpo brancos fica evidente que o humorista negro está fazendo o papel de um demônio chamado Telquines, segundo a mitologia  Posseidon foi  criado  na ilha de Rodes por esses seres, ou seja, aqui temos uma comparação da raça negra com demônios. Afrodite  é representada por uma atriz global branca que exibe o seu corpo como mercadoria. Uma afronta e discriminação para as mulheres que também são chamadas de corpos  não pensantes. Afrodite na umbanda é compatível com a deusa pomba-gira .O deus Dionísio, uma personificação européia para o Zé Pilintra, aparece bebendo até cair na rua.

Esse estratégia usada pelo PT e aliados de transformar  pessoas em apenas corpos encontra-se disponível na  cartilha do MEC chamada “Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais” que foi colocada em prática pelo ex Ministro da Educação Fernando Haddad, candidato a prefeito de São Paulo. Segundo a cartilha,  o negro é apenas um corpo em movimento do ecossistema primitivo ou a parte cósmica não pensante e coletiva:

Em uma outra cena temos um rapaz negro e forte  carregando algo parecido com  uma máquina de lavar roupa nos ombros que fica sambando  como um mestre-sala. Isso é um  exemplo de trabalhador para os investidores racistas da Europa. Esse novo clip mostra um Brasil de tribos e que ainda não é civilizado.

O partido do governo lula anda investindo muito em mão de obra barata, ainda mais depois da criação de cotas para negros nas universidades, pois quando estiverem formados no futuro (isso se existir futuro) estarão ganhando menos que um branco.

 

Anúncios