Os perigos embutidos em uma conta de luz pré-paga

Resumo da notícia: “…Concessionárias e distribuidoras de energia de todo o país aguardam a homologação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), para um novo produto, desenvolvido no Paraná, que pode revolucionar o setor elétrico nacional: é a venda de energia elétrica por cartão pré-pago….”

Realmente será uma revolução, mas contra o consumidor .  Esse novo sistema de pagamentos para conta de luz que está sendo implantado no Brasil é algo tão absurdo que nem deveria ser discutido.

A conta de luz pré-paga é apenas um dos  primeiros passos para o fim da privacidade. Embora o suposto projeto diga que ninguém  será obrigado a aderir a esse tipo de pagamento, sabemos que mudar leis em um país corrupto como o Brasil é algo muito fácil se não ficarmos de olho.

No ano de 2010, uma empresa chamada EDP lançou o projeto piloto de conta inteligente como descrito na notícia abaixo:

Edp promete trazer rede elétrica inteligente para SP –“ O presidente da EDP, (Eletricidade de Portugal), António Mexia, revelou hoje que a experiência piloto de redes inteligentes que vai começar em Évora, Portugal, será replicada em São Paulo, através da Energias do Brasil, subsidiária da empresa no Brasil. Como já havia prometido em 2009, Mexia afirmou que no início de 2011 será escolhida uma cidade servida pela distribuidora Bandeirante (regiões do Alto do Tietê e Vale do Paraíba – veja aqui as cidades candidatas) para desenvolver um projeto semelhante ao que hoje inicia as operações naquela cidade portuguesa. Com base nisso somos capazes de inferir agora quantas pessoas estão na casa, o que fazem, se estão no andar de cima ou de baixo, se têm um cachorro, quando costumam sair da cama, quando saíram da cama no dia em questão, a que horas tomam banho, são massas de dados privados”, Martin Pollock, da Siemens Energy.

Essa monitoração está associada aos acontecimentos da RIO +20 que foi totalmente inspirada nos ensinamentos do cristo cósmico Baha’u’lllah e com direito a um monumento “ecologiacamente correto”  em seu nome.

Eco terroristas como a empresa Royal  Society estão tentando manipular a opinião pública  através de suas estatísticas fabricadas. Diz a cartilha do eco terrorismo elaborada pela Royal Society: “…O consumo excessivo em países ricos e o rápido crescimento populacional nos países mais pobres precisam ser controlados para que a humanidade possa viver de forma sustentável….”

Viver de forma sustentável está muito longe de ser algo digno. O que os governantes querem é  obrigar o cidadão a cooperar com uma falsa agenda verde que nunca pensou em preservar o meio ambiente. Tal atitude abrirá uma corrupção no sistema de luz, onde os governantes poderão vender energia a outros países para ficarem mais ricos deixando a população no escuro.

Abaixo temos alguns itens – apenas alguns – que mostram o perigo que está por vir. Queira Deus que essa tragédia em nossas vidas possa ser evitada.

1) Embora o valor seja de R$0,50 / 1 Kvw (o que não é nada barato), o governo pode aplicar tarifas diferenciadas em determinados horários. Isso fará com que as pessoas praticamente vivam na escuridão durante a noite quando chegam em casa após o trabalho.

 2) O pagamento da energia pré-paga começa sem ser obrigatório, mas a legislação corrupta do nosso país pode facilmente mudar isso.

3) Segundo o CDC, o sistema de energia elétrica é um serviço essencial à população (Lei nº 7.783/1986) e por isso deve ser prestado com qualidade, eficiência e continuidade.

4) O sistema de pré-pagamento para energia elétrica, por proporcionar a desconexão automática dos consumidores sem prévio aviso, coloca o consumidor em situação de vulnerabilidade.

5) Total falta de transparência sobre o contrato, se é que existe algum feito pelas agências.

6) Dificuldade de idosos e analfabetos em se adaptar a esta modalidade e também do manuseio do medidor de energia ditando códigos de inserção de crédito.

7) Impacto no valor da tarifa para esta modalidade, uma vez que as distribuidoras terão uma drástica redução dos prejuízos advindos da inadimplência e também nas despesas operacionais, já que não será mais necessária a leitura de medidor pela empresa.

8) Eventual variação de tensão com a suspensão do fornecimento após esgotamento dos créditos, enfim para a discussão em tela seria necessário uma discussão muito mais ampla para minimizar os danos aos consumidores de uma forma em geral.

9) Risco de desemprego, pois o sistema não vai necessitar das pessoas que tiram as contas.

10) Se um valor for cobrado de forma indevida o cidadão não poderá questionar nada, pois a conta foi paga com antecedência e  o fornecimento cortado da mesma forma.

No momento o que podemos fazer além de orar a DEUS é bombardear  ANEEL escrevendo e-mails contra o sistema nos seguintes endereços.

 ap047_2012@aneel.gov.br

ap048_2012@aneel.gov.br

Também é possível enviar contribuições pelo fax (61) 2192-8839 ou para o endereço da Agência (SGAN, Quadra 603, Módulo I, Térreo, Protocolo Geral, CEP: 70.830-030), em Brasília (DF). (VS/DB).

http://www.aneel.gov.br/

http://www.redeinteligente.com/2012/07/06/energia-eletrica-pre-paga-e-avanco-ou-retrocesso/

http://www.idec.org.br/em-acao/revista/atendimento-ruim/materia/energia-pre-paga-boa-pra-quem

http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201209042126_TRR_81551787

http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/energia-pre-paga-pode-ser-adotada-no-brasil/

http://www.redetec.org.br/inventabrasil/prepag.htm