Ministério Público acata de forma integral o estatuto dos zumbis

Elaborado no ano passado pelo Conselho Federal de Psicologia, o MP agora acata de forma definitiva o “Estatuto dos Zumbis”. Sim! Eles estão de volta e agora a cracolândia é deles novamente, mas compete a PM manter a ordem desde que não toque, não fale, não encoste, não olhe, não grite, não reviste e nem passe perto de um zumbi, pois isso são consideradas ações vexatórias e ferem o direito humano de fumar pedra.

Em fim, mais uma vez a lei do cristo cósmico está sendo obedecida no Brasil

“K-162. Se Ele decretar lícito o que desde tempos imemoriais fora proibido(..)  a ninguém é dado o direito de Lhe questionar a autoridade. Quem vacila, por menos de um momento que seja, é considerado transgressor.” (Kitáb-i-aqdas – Baha’u’llah).

Resumo da notícia:– O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) instaurou hoje (31) um novo inquérito civil para individualizar a apuração das responsabilidades pela operação de combate ao tráfico e de retirada de dependentes químicos da região da Cracolândia, local como ficou conhecido o entorno da Estação da Luz, na região central da cidade. Para o MP, a operação, conduzida principalmente pela Polícia Militar, mostrou-se inútil.

“Uma visita de volta à Cracolândia mostrará que o quadro, infelizmente, é o mesmo do que era antes do começo deste ano. Sexta-feira [27] à noite, pessoalmente, tive essa experiência. Vê-se na Cracolândia a mesma situação que havia antes de janeiro deste ano, o que mostra que todo esse esforço mostra recursos mal empregados e de uma inutilidade completa”, disse o promotor Mauricio Ribeiro Lopes, da área de Habitação e Urbanismo ( …)  Também hoje (31), a Justiça de São Paulo acatou integralmente um pedido em caráter liminar, do Ministério Público, para que a PM seja proibida de empregar ações “vexatórias, degradantes ou desrespeitosas” contra os usuários de drogas.

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2012/07/31/mp-considera-inutil-acao-da-policia-na-cracolandia-e-instaura-inquerito/

Anúncios