João, o anjo, o livrinho e os sete trovões – Parte II

“E bradou em  grande voz, como quando ruge um leão; e, quando bradou, os sete trovões emitiram as suas vozes.”  (Apocalipse 10 : 3)

“E bradou em  grande voz, como quando ruge um leão”– Em várias passagens da Bíblia,  anjos fazem suas proclamações com grande voz (Ap5:2, Ap 6:10, Ap14:7…). Isso serve para mostrar o poder de DEUS e a sua autoridade, pois o leão tradicionalmente é comparado como um rei.

“e, quando bradou, desferiram os sete trovões as suas próprias vozes” – O anjo branda com grande voz anunciando o poder de DEUS, mas os trovões possuem uma outra voz que tem vontade própria.

Os trovões saem somente quando o anjo grita com autoridade sobre eles, ou seja, essas vozes estão estabelecendo vários ou infinitos conceitos pagãos de ordem social, política, econômica e religiosa que serão controlados pela besta do mar e da terra, mas todos são limitados pelo poder de DEUS em suas ações.

Geralmente, os trovões também estão relacionado com um castigo enviado por DEUS devido a rebeldia do homem (Êxodo 9:23-34).

Os trovões estão interligados com o sétimo selo (aqui eles são derrotados pelo poder de DEUS na sétima trombeta do anjo), conseqüentemente, suas vozes podem interferir nos demais selos. Podemos usar como exemplo uma ou várias vozes do trovão conduzindo na forma em que o cavalo amarelo (Ap 6:4)  castigará e matará a quarta parte das pessoas com fome através de tramites políticos.

“E, quando os sete trovões acabaram de emitir as suas vozes, eu ia escrever; mas ouvi uma voz do céu, que me dizia: Sela o que os sete trovões emitiram, e não o escrevas.” (Apocalipse 10:4)

João agora é admoestado para não escrever as vozes dos trovões, muito diferente do que acontece em Ap 19:6. Nesse capítulo os trovões  dizen que o Senhor DEUS reina:

“E ouvi como que a voz de uma grande multidão, e como que a voz de muitas águas, e como que a voz de grandes trovões, que dizia: Aleluia! pois já o Senhor Deus Todo-Poderoso reina.”  (Apocalipse 19 : 6)

Isso sugere que as vozes desses trovões estão relacionados ao paganismo e influenciarão nas decisões onde o anjo está com os pés que é  no mar e na terra, ou seja, os locais de onde surgirão a besta do mar e da terra.

Por outro lado, DEUS costuma revelar apenas  o que é importante para  nós (Deuteronômio 29:29), mas sempre que possível e no tempo certo ele abre uma pequena cortina para que possamos entender o que está acontecendo.

Isso aconteceu quando o Profeta  Eliseu orou e pedi para abrir os olhos do seu ajudante que pode contemplar um exército celestial pronto para a batalha (2 Reis 6:15-16); e também quando Deus permitiu que o Apóstolo Paulo visse que satanás se transfigura em anjo de luz.

“E o anjo que vi estar sobre o mar e sobre a terra levantou a sua mão ao céu”  (Apocalipse 10:5)– O anjo glorifica o poder de DEUS levantando as suas mãos. Esse gesto também responde o mistérios sobre os trovões que estão selados, pois a palavra de DEUS se cumprirá independente disso.

“E jurou por aquele que vive para todo o sempre, o qual criou o céu e o que nele há, e a terra e o que nela há, e o mar e o que nele há, que não haveria mais demora”  (Apocalipse 10:6) – Aqui o anjo nos diz que caminhamos rapidamente para o fim dos tempos.

“Mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas, seus servos.” –  O Anjo encerra o assunto sobre os sete trovões e  as vozes não são reveladas, mas o segredo de DEUS é revelado na  trombeta do sétimo anjo:

“E o sétimo anjo tocou a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso SENHOR e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.”  (Apocalipse 11 : 15)

O sétimo anjo anuncia a vitória eterna de DEUS e do Senhor JESUS sobre o sistema de governo criado por satanás (a besta do mar e a besta da terra. Essa trombeta refere-se ao juízo no final dos tempos, onde todos serão julgados e os servos de DEUS receberão seus galardões.

“E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra.” (Apocalipse 11:18).

“e o tempo de destruíres os que destroem a terra” – Algum “eco-cristão- socialista” poderá dizer que essa destruição refere-se a pessoas que não estão cooperando com a economia verde, mas nesse caso  refere-se a opressão, a corrupção, o culto a mãe gaya gerada por esse sistema de governo; e também sangue que será derramado em nome da consciência ambiental , entre outras coisas reprovadas por DEUS.