Os sete princípios básicos da economia verde

Durante o mês de março, a comunidade Bahá’i, inspirada nos ensinamentos do cristo cósmico Baha’u’llah, criaram sete princípios que deverão estar presentes no documento final que sairá da conferência Rio +20 nesse mês de Junho.

Esses princípios parecem mais o início da implantação do manifesto comunista ambiental no mundo. São eles:

O planeta

1) O Princípio da Mãe Terra –  A proposta para renovar a vida da “mamãe terra” é o fim capitalismo que deverá ser substituído pelo socialismo e por último o comunismo cooperativista (Apocalipse 20 : 8).

2) O princípio das fronteiras planetárias – a) Criar leis que protejam  fronteiras  e reservas ambientais. É muito provável que o exército mundial de Baha’u’llah atue nessa área devastando qualquer país que não respeitar os limites estabelecidos  (Daniel 2 : 40); b) Substituição do PIB (produto interno bruto) por um outro índice ambiental que será criado. O relatório indica que ele deverá estar relacionado com a emissão de CO2.

Sociedade e direitos humanos

3) O Princípio da dignidade  – Erradicação da pobreza e redistribuição de riqueza. Um sistema de renda básica deverá ser implantado em escala global. Provavelmente ele será parecido com o bolsa família, onde a sua função é perpetuar o “proletariado” em uma vida de miséria.

4) O Princípio da Justiça – Partilha eqüitativa dos benefícios econômicos e dos recursos naturais pela OMC (Organização Mundial do Comércio).  Aqui podemos observar que mesmo diante da transição do capitalismo para o socialismo, a classe dominante continuará com sua corrupção colocando em prática preços elevados e uma inflação camuflada.

Ética e governança

5) O princípio da precaução – Deve garantir que os novos produtos  não tenham efeitos destrutivos ao meio ambiente. Isso até pode soar como algo doce e lindo, mas quando uma lâmpada for substituída por outra ecologicamente correta o preço aumentará muito mais que 800%.

6) O princípio da recuperação –  Minimizar a dependência de Commodities.A única forma disso acontecer é através da administração dos produtos de base por uma minoria do governo mundial.  Esse princípio é muito parecido com o número 4.

7) O princípio da responsabilidade – O documento pede que a Rio + 20  as ONGS e instituições governamentais debatam novas leis que vão manipular as nossas vidas no futuro.  E assim, a ONU vai se intrometer mais do que nunca em nossas vidas dizendo o que podemos comprar ou  quem deve passar fome. Em outras palavras, a Rio +20 é mais um treinamento para os governantes e ONGS se adaptem  com o Parlamento Mundial de Baha’u’llah.

O sonho de Karl Marx está mais próximo de ser realizado com a ajuda do bahaismo, pois o proletariado (entende-se por isso o partido comunista do PT  e não o povo)  já está pronto para assumir esse poder.

Conclusão:

a) A transição do capitalismo para o comunismo só mudará quem está no poder, ou seja, uma evolução do ruim para o péssimo.

b) Com o possível fracasso de elaborar um documento desejado pela comunidade fica evidente que o mundo clamará por um executivo mundial (vulgo anticristo).

“Ele a todos levantará com o anzol, apanhá-los-á com a sua rede, e os ajuntará na sua rede varredoura; por isso ele se alegrará e se regozijará.”  (Habacuque 1 : 15)

http://www.anped.org/media/brochure%20principles%20short-1.pdf

http://www.rio20.info/2012/noticias-2/encontro-estrategico-de-ongs-na-terceira-reuniao-intersessional-para-rio20