A Besta que emerge da Terra – Parte II

Um estudo sobre o capítulo 13 de apocalipse que fala sobre a besta da terra. Continuação…

15  E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.

“E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta” – Aqui DEUS concede ou permite que a imagem da besta materialize nessa dimensão através do conhecimento científico dos homens. Deus só permitirá que isso aconteça por que a humanidade não aceitou os ensinamentos de JESUS e agora vão crer na mentira (II Tessalonicenses 2 : 11).A imagem da besta não é apenas uma holografia sem vida, mas trata-se de um ser espiritual materializado nessa dimensão, por esse motivo o Apóstolo João usa a palavra “espírito”. O a com crase também nos diz algo, pois ele pode ser substituído pela preposição para. Isso significa que a imagem é a forma com que o espírito da besta do abismo se apresentará diante da humanidade.

 “para que também a imagem da besta falasse” – Além da materialização da imagem ela também  falará. Esse acontecimento será um grande espanto para todas as pessoas, pois jamais um espírito falou de forma clara nessa dimensão. Uma das tecnologias que está avançando rapidamente para isso é a transcomunicação, ciência do espiritismo que tenta modular vozes do além em determinadas freqüências em um rádio ou outros aparelhos similares.

“e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta “ – A besta do abismo que é também a primeira besta descrita no capítulo 13, mandará matar todos os opositores. Esotéricos da nova era chamam esse evento de limpeza astral. Entre as futuras vítimas da besta do abismo teremos as Testemunhas Mártires:

“E, quando acabarem o seu testemunho, a besta que sobe do abismo lhes fará guerra, e os vencerá, e os matará.”  (Apocalipse 11 : 7)

Como a besta do Abismo é representada na terra pela besta de 2 chifres e o falso profeta, esses serão responsáveis pelas mortes.

16  E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos” – Com a morte de todos os opositores, a comunidade global acreditará que agora terá inicio a reconstrução  da Torre de Babel (uma língua, uma moeda e uma religião). Ricos, pobres, adultos e crianças são convidados a participar do novo sistema de governo criado pela besta do Abismo, mas representado aqui na terra pela besta de dois chifres e o falso profeta. Nota-se a predominância dos valores espirituais sobre os materiais nessa última etapa da economia mundial.

“lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas” – Em alguns momentos durante um estudo Bíblico é necessário confrontar as traduções. A palavra mais correta para esse caso seria marca e não sinal. A marca é uma referência  de lealdade com uma pessoa que está morta e criou um governo mundial que é a besta do abismo.

Por esse motivo, DEUS já deixou avisado para que as pessoas não aceitassem isso desde os tempos de Moises:

“Pelos mortos não dareis golpes na vossa carne; nem fareis marca alguma sobre vós. Eu sou o SENHOR.”  (Levítico 19 : 28)

 Segundo a palavra de DEUS, a marca da besta  será algo visível. Ainda não sabemos se a tecnologia está pronta, mas a tendência é que seja uma espécie de tatuagem extremamente evoluída e indolor.

17  Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

“Para que ninguém possa comprar ou vender” – Nesse momento, a besta de dois chifres apresenta valores materiais para a marca. Por se tratar de um governo espiritual a interpretação nos leva para uma transição ao governo da besta de 10 chifres. Essa tem a tecnologia necessária para administrar a economia e também o Anticristo que é um dos chifres. Isso devido a sua habilidade em prosperar:

“E este rei fará conforme a sua vontade, e levantar-se-á, e engrandecer-se-á sobre todo deus; e contra o Deus dos deuses falará coisas espantosas, e será próspero, até que a ira se complete; porque aquilo que está determinado será feito.”  (Daniel 11 : 36)

18  Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.

“Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento”  – Esse trecho do versículo nos diz que o número da besta não é explícito, ou seja, DEUS dará entendimento para que ele seja calculado. Ora, se fosse simplesmente o 666 não seria necessária nenhuma sabedoria, pois até os ateus sabem dessa parte da profecia.

“calcule o número da besta” – O Apóstolo João descreve aqui o uso de um cálculo para chegar ao número da besta (que é a besta do abismo) , ou seja, ela possui um número único. Das operações matemáticas mais oportunas para esse cálculo destaca-se a soma.

“ porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis” –  O número de um homem pode ser entendido o número que representa a perfeição do homem sobre Deus. Isso é algo muito praticado pelo movimento nova era quando dizem que cada ser humano é um deus.

“e o seu número é seiscentos e sessenta e seis” – Como foi visto anteriormente, o numero 666 leva par um número único que representa a perfeição do homem, nesse caso a besta do abismo. Por ter sido um líder religioso, o número único  desse homem   aparece respectivamente da seguinte forma:

Sinal = número único

Nome = número único

Número = número único

Ou seja, o sinal, nome e o número da besta do abismo são referências da religião ou seita que ele criou, bem como a sua imagem. Essa tríade satânica também deve estar presente em todas as religiões e alguns falsos cristãos usarão versículos Bíblicos de forma errada pensando que se isso se trata do reino de DEUS na terra.

Anúncios