Madonna inicia americanos nos mistérios da cabala no super Bowl 2012

Resumo da notícia:  Show de Madonna no Super Bowl bate recorde de audiência nos EUA – “O quarterback Eli Manning e o New York Giants podem ter derrotado o astro Tom Brady e o New England Patriots no Super Bowl de domingo, mas nenhum deles pôde superar Madonna – pelo menos em relação à audiência da TV…”

Como descrito abaixo, a própria cantora fala em uma entrevista sobre a meta do seu show no Super Bowl 2012, ou seja, iniciar as pessoas nos mistérios da cabala (clique aqui para ver todas as fotos desse super evento ) :

“O Superbowl é como o Santo dos Santos nos Estados Unidos. Eu vou fazer meio uma “experiência na igreja” e eu vou ter que fazer um sermão. Ele vai ter que ser muito impactante. “

Para entrar nesse falso “santo dos santos” esotérico, Madonna pretende rasgar o véu criando uma ponte entre as pessoas e o cristo cósmico Baha’u’llah; por isso o “santo dos santos” se transformará no fogo cósmico que arde na alma, ou seja, preparará as pessoas para o batismo com o falso espírito santo.

Para tentar conseguir êxito em sua missão, ela apresentou uma mega produção de altíssimo nível e com uma coreografia impecável, mal sabia o telespectador que estavam trabalhando no subconsciente implantando mensagens subliminares. Ela cantou cinco músicas e em cada uma delas ensinou alguns princípios onde a cabala leva ao cristo cósmico.

 1) Vogue – Mistérios do Egito

Madonna surge ao som da música “Vogue” como uma deusa do Egito (00:10) e  vários homens puxam o seu altar. Isso representa o princípio de Baha’u’llah sobre a igualdade de direitos entre o homem e a mulher. O lado amargo desse princípio é que o movimento feminista tem como meta humilhar e escravizar o homem como aparece nesse vídeo.

A comitiva de Madonna para bem em frente ao número 5, onde está o altar do “santo dos santos”. Essa é a iniciação do fogo sagrado com esse número e representa o pentagrama esotérico, a estrela de cinco pontas. No altar temos um cavaleiro com o seu arco representando o cavaleiro branco de Apocalipse, que é o cristo cósmico.

Madonna segue a coreografia fazendo danças egípcias (00:42) e se posiciona no  círculo sagrado da cabala no centro do palco (01:16). Aos 2:07 ela representa a cena da mulher assentada sobre a besta (a grande prostituta)   descrita no  livro de Apocalipse, que tem a função de distrair o povo.

Os mistérios do Egito são levados para a mitologia grega, pois o bailarino que acompanha Madonna é uma mistura de Orfeu com Hermes.

2)  Music –  A inversão do pentagrama esotérico e outras iniciações

Madonna começa a segunda música com quatro dançarinos usando roupas mais escuras que são substituídos por dançarinos com roupas brancas (3:14). Isso representa a inversão do pentagrama e suas conseqüências espirituais. Na cena seguinte, os dançarinos fazem uma pirâmide illuminati para ela passar (4:07).

“E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.”  (II Coríntios 11 : 14)

Quando se está na luz de lúcifer, a cabala promete a paz. É por isso que aparece um equilibrista na cena seguinte (4:11), ele representa o falso controle do espírito que a cabala promete. .

Madonna também inicia os telespectadores nos mistérios da esfera central de Baha’u’llah. Observe que no vídeo ela sempre canta na proporção (1-1-1) com os dois cantores de rap (4:53) .

Aos (5:22) Madonna faz a iniciação da tabela cabalística e do número reservado para o cristo cósmico Baha’u’llah, que é representado por 8 dançarinos e mais a cantora, totalizando 9. O nome oculto é representado pelo músico que quase passa despercebido do lado direito.

3)  Give Me All Your Luvin – A completa iniciação ao pentagrama

Aos (6:17) temos uma cantora de rap  usando um avental com a letra M de Madonna  e um pentagrama. Isso representa a depravação da magia sexual de Baphomet praticada pela maçonaria. Aos (7:10) sai um cifrão “$” do altar representando a principal função da imagem do cristo cósmico Baha’u’llah, que é criar um sistema financeiro portador do seu sinal, nome e número de letras do seu nome.  O vídeo prossegue enfatizando a importância da esfera central de Bahá, que representa o Anticristo e a besta de dois chifres.

4) Open Your Heart  – Condicionamento para aceitar a ONU

A próxima coreografia é sobre a música “Open Your Heart”. O emblema da ONU aparece no palco (8:57) , mas com o M da Madona, ou seja, ela se apresenta como liderança moral do governo mundial. Essa verdade pode ser vista nos trabalhos que ela tem feito, vendendo sua imagem para as causas da ONU.

Essa canção recebe um discreto toque militar que representa o exército mundial controlado pelo anticristo para garantir a paz mundial.

Aos( 9:03) temos uma cena totalmente cabalística. Temos os números 4-5-4 que são as marcas centrais do campo de jogo. Qualquer um dos lados  quando somado temos o nove (4+5 ou 5+4) que é o número do cristo cósmico Baha’u’llah.

Depois temos  o símbolo da ONU com o M da Madonna representando a sua liderança global  Observe que entre o símbolo da ONU- Madona temos duas estrelas.

Isso representa o batismo dessa agência global com o falso espírito santo. No bahaismo , isso é representado através do símbolo da pedra que está a esquerda (clique aqui para conhecer mais sobre a iniciação desse mistério no bahaismo):

No fundo o altar do fogo cósmico.

Madonna faz a transição para a próxima música enfatizando o nome da música OPEN YOUR HEART com a parte final que diz: “ Abra o seu coração e eu farei te amar, não é  tão difícil, basta abrir a chave”. Através dessa canção, ela prepara o coração das pessoas para a chegada do cristo cósmico e seu governo mundial, isso pode ser observado no palco.

5)  Like a Prayer – Na última música do vídeo, Madonna cumpre a sua promessa descrita nessa frase: “Eu vou fazer meio uma experiência na igreja”. E usa a música Like a Prayer (“Como uma Oração” em português)  para isso.

Durante a apresentação, os números do palco somem e aparece um abismo indicando de onde virá o cristo cósmico. O centro do palco passa por transformações e vira o olho que tudo vê, isso indica o curto período em que o imperialismo babilônico americano estará no poder.

 O palco se transforma em um culto de música gospel mostrando o lado espiritual do show. Ela e o cantor Cee-lo Green cantam o sermão final usando roupas pretas que representam a iniciação completa no ocultismo. Madonna termina o vídeo sendo tragada no altar para o submundo do ocultismo e canta a seguinte frase: “”Eu ouço você chamar meu nome e me sinto em casa”.

O show termina de forma impactante usando a frase “Paz Mundial” que também poderia ser a paz universal tão aguarda por todos os esotéricos:

“…Pois o princípio da Unidade do Gênero Humano, a pedra fundamental do domínio universal de Bahá’u’lláh, significa nada mais nada menos que a realização de Seu plano para a unificação do mundo …” (Shogui Effendi – A Ordem Mundial de Baha’u’llah)

E assim, o imperialismo Babilônico americano e a Ordem Mundial de Baha’u’llah continuam a unificar os povos.

http://danizudo.blogspot.com/2012/02/show-de-madonna-no-superbowl-uma.html

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2012/02/show-de-madonna-no-super-bowl-bate-recorde-de-audiencia-nos-eua.html

http://www.espada.eti.br/

Anúncios