Adoração aos sinais do Cristo cósmico avança no fim do ano

Os maiores mandamentos  Baha’u’llah resumem-se em adorar o seu sinal, nome e número (999),  seja de forma individual ou conjunta. Nas notícias abaixo podemos observar como isso está sendo colocado em prática rapidamente:

A educação compulsória sobre o número nove começa a produzir seus frutos

Nove em cada dez alunos de escolas públicas brasileiras do 9º ano (antiga 8ª série) não sabem, por exemplo, fazer contas com centavos. Essa é uma das conclusões de um estudo feito com exclusividade para o UOL Educação com as notas da Prova Brasil de 2009. O exame serve para avaliar a proficiência dos estudantes e é utilizado no cálculo do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Mais de 80% dos estudantes brasileiros estão em unidades da rede pública. (Folha)

Megametrópole da China pretende unir nove cidades

Se tudo acontecer como nos filmes “O Juíz” e “Akira”, as grandes cidades do futuro vão acabar se juntando umas às outras para se tornar centros urbanos gigantescos, ou megametrópoles.

Em ambientes como este, haveria sistemas avançados de transporte, energia e distribuição de alimentos para suprir a necessidade da população de dezenas de milhões de pessoas. A China já possui planos de construir algo parecido com as megametrópoles do cinema, unindo nove das maiores cidades do país em apenas uma mancha urbana. (tecmundo)

Chapeuzinho do Valdemiro Santiago agora pode ser comprado por R$.49,00.

Herói indiano usa estrela de oito pontas para ativar os chakras da humanidade

A nova personagem de Stan Lee chamada Raju Raí conta a história de um jovem indiano que através do seu conhecimento em tecnologia ativa os sete chakras místicos do corpo. Traduzindo isso para o cristianismo, os chackras representam as etapas para a ativação do batismo com o falso espírito santo. Curiosamente, o Herói usa uma estrela de oito pontas que é uma referência ao oitavo rei e também o caminha para o culto à estrela de nove pontas. ( O capacitor)

Obs.: Links enviados por irmãos na fé em Cristo que  preferem ficar no anonimato.