Lei da palmada abre caminho para os filhos entregarem os país ao governo

Resumo da notícia: “Câmara aprova Lei da Palmada com multa a quem não denunciar maus-tratos – A Câmara aprovou ontem projeto que proíbe os pais de aplicar castigos físicos nas crianças. Conhecida como Lei da Palmada, a proposta foi aprovada por unanimidade, em comissão especial, depois que o governo cedeu à pressão da bancada evangélica e alterou a expressão ‘castigo corporal’ por ‘castigo físico’.

O projeto, que segue diretamente para o Senado, altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e prevê multa de 3 (R$ 1.635,00) a 20 salários (R$ 10.900,00) para médicos, professores e agentes públicos que não denunciarem castigos físicos, maus-tratos e tratamento cruel. A relatora Teresa Surita (PMDB-RR) ainda retirou do texto a palavra ‘dor’ e a substituiu por ‘sofrimento’, ao definir castigo físico.”

Comentário: O Projeto de Lei 7672/10 que  altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)  é resultado de um compromisso assinado pelo governo brasileiro com a Organização das Nações Unidas (ONU).

Na Nova Ordem Mundial de Baha’u’llah as crianças serão propriedades do estado trabalhando para  ele e por suas leis.  E assim, a triste profecia  abaixo está mais próxima de se cumprir:

“E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai ao filho; e levantar-se-ão os filhos contra os pais, e os farão morrer.”  (Marcos 13 : 12)

http://correio-lageano.jusbrasil.com.br/politica/8217278/camara-aprova-lei-da-palmada-com-multa-a-quem-nao-denunciar-maus-tratos