• novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930  
  • Anúncios

Candidato ao cargo de executivo mundial de Baha’u’llah não quer ser rei

“Depois se levantará em seu lugar um homem vil, ao qual não tinham dado a dignidade real; mas ele virá caladamente, e tomará o reino com engano.”  (Daniel 11 : 21)

Notícia:

Príncipe William não quer ser próximo rei, diz jornal britânico

Londres, 28 nov (EFE).- O príncipe William não será o próximo rei da Inglaterra, antes de seu pai o ser, informa neste domingo “The Sunday Telegraph”, com base em informações ligadas ao primogênito do príncipe Charles e Lady Di para acabar com os rumores de que sucederá a rainha Elizabeth.

O príncipe “não tem nenhuma intenção de ser coroado”, afirmam ao “Telegraph” fontes ligadas ao príncipe William (28 anos), cuja popularidade subiu como o anúncio do casamento com Kate Middleton em abril de 2011.

Recentes pesquisas coincidiram em que para a maioria dos britânicos consideram William melhor rei do que seu pai e que este deveria ceder vez ao filho no dia da morte da rainha Elizabeth, que agora tem 84 anos.

Para 56% dos britânicos, William seria melhor rei, contra 12% que preferem o príncipe de Gales.

“O príncipe William nem cogita a ideia de outra pessoa a não ser o príncipe de Gales (de 62 anos) deva ser o próximo monarca”, diz um alto ajudante real não identificado.

O ajudante garante que William “sabe das especulações” e conhece, principalmente, “qual é seu lugar na família real”, e acrescenta que ele não deseja adiantar a ordem dos fatos.

Outras fontes da família real indicam que o príncipe não compartilha a opinião de sua mãe, que em entrevista à “BBC” em 1995 manifestou que seu filho estaria melhor preparado para enfrentar as responsabilidades da chefia do Estado do que seu ex-marido.

“O príncipe William sente orgulho de sua mãe e de suas conquistas, mas isso está muito longe do que ele pensa. Tem uma relação muito estreita com seu pai e o apoia de maneira em seu trabalho como príncipe de Gales”, dizem estas fontes.

O “The Sunday Telegraph” garantiu que o príncipe William escolhe há muito tempo os eventos públicos aos quais comparece para não roubar o protagonismo de seu pai. EFE

http://br.noticias.yahoo.com/s/28112010/40/mundo-principe-william-nao-quer-proximo.html

Anúncios

A verdade sobre as redes sociais

Serena Ucelli fez uma ótima matéria sem citar os nomes dos criadores do sistema. Mas é impossível falar na ditadura digital sem citar  Zbigniew Kazimierz Brzezinski e a sua era tecnotrônica. A pesar de ter criado essa tecnologia para que o sistema babilônico controle o mundo, em breve o executivo mundial de Baha’u’llah estará roubando isso e prometendo uma falsa paz e o retorno do paraíso na terra.

PNC e a implantação do comunismo ambiental e a diversidade

Resumo: O  PNC de lula está criando a sociedade descrita em II Timóteo 3 (1-4).

“…O Plano Nacional de Cultura (PNC) tem por finalidade o planejamento e implementação de políticas públicas de longo prazo voltadas à proteção e promoção da diversidade cultural brasileira..”

O PROJETO DE LEI No 6.835, DE 2006   supostamente criado por Gilmar Machado, Paulo Rubem Santiago e Iara Bernardi (aquela do PL.122/06 do movimento gay) acabou se transformando no Plano Nacional de Cultura do Governo petista.

A sua origem espiritual está nos ensinamentos de Baha’u’llah . Nesse caso, o plano  faz parte do processo de criação da Nova Jerusalém referente a educação compulsória universal. Segundo frases que  fluíram da pena  do  cristo cósmico sobre a educação, ela deve tirar algum proveito que seja útil ao seu sistema de governo, como ele mesmo assevera na frase abaixo:

”..A educação, tão somente, pode fazê-la revelar seus tesouros e habilitar a humanidade a tirar dela algum benefício…” (pensamento de Baha’u’llah)

Mas atrás dessa frase doce esconde-se algo muito amargo que é  a implantação do comunismo  educacional no Brasil,  totalmente inspirado na Agenda 21, nos direitos humanos e nas metas do milênio (meta número 8) da ONU, onde o objetivo é instalar o falso reino de deus na terra. Foi a partir desse princípio  que surgiu o Plano Nacional de Cultura (PNC). O objetivo do PNC  é mobilizar, educar, socializar e imbecilizar as massas principalmente com a causa ambiental e a unidade da diversidade.

Assim como o PNDH-3, o PNC é muito complexo. Muitos dos artigos dão a impressão de que foram escritos apenas para que os “mestres” de esquerda conseguissem entender.

Para que as pessoas possam engolir isso, o PNC foi disfarçado com objetivo de promover a cultura, mas quando se lê algumas  das  diretrizes que estão embaralhadas com as outras, pode-se ter uma idéia do que está por vir, por exemplo:

“- Valorização da cultura como vetor do desenvolvimento sustentável”

Esse é o item chave da nova ordem mundial.  O objetivo é criar um cooperativismo doentio para tentar  salvar a terra através de parcerias e  usando toda a forma de mídia para educar o cidadão global. Veja o que diz o capítulo abaixo:

CAPÍTULO IV – DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

“4.1.3 Oferecer apoio técnico às iniciativas de associativismo e cooperativismo e fomentar incubadoras de empreendimentos culturais em parceria com poderes públicos, organizações sociais,instituições de ensino, agências internacionais e iniciativa privada, entre outros.”

Já esse outro artigo, cria o agente facilitador, o delator da nova ordem mundial ( no cristianismo comunista será o líder comunitário, o plano PEACE DO BRASIL) , que entregará ao regime comunista aqueles que não estiverem cooperando, pois o meio ambiente será transformado em patrimônio cultural:

“4.4.9 Fomentar programas de aperfeiçoamento técnico de agentes locais para a formulação e implementação de planos de preservação e difusão do patrimônio cultural, utilizando esses bens de forma a geração sustentável de economias locais.”

No capítulo II sobre a diversidade, temos a implantação da umbanda. Ela não vem de forma direta, mas se expressa através das canções, comidas e dança que são oferendas aos orixás. Observe que isso não é apenas nas escolas e sim através da mídia. O artigo não diz que os profissionais serão apenas professores:

“CAPÍTULO II – DA DIVERSIDADE – ESTRATÉGIAS E AÇÕES -2.1.5 Desenvolver e ampliar programas dedicados à capacitação de profissionais para o ensino de história, arte e cultura africana…”

O mesmo acontece com o movimento gay, agora o movimento passa a ser patrimônio cultural do estado. Um absurdo! Isso está descrito também no capítulo II em outro artigo. Observe que não se diz claramente o que se entende por  outras políticas públicas sem ser a homofobia. Isso abre caminho para uma depravação,  tal como nos tempos de Ló:

“2.1.12 Integrar as políticas públicas de cultura destinadas ao segmento LGBT, sobretudo no que diz respeito à valorização da temática do combate à homofobia, promoção da cidadania e afirmação de direitos.”

Outra lei bizarra da diversidade diz respeito ao vestuário:

“2.1.13 Incentivar projetos de moda e vestuário que promovam conceitos estéticos baseados na diversidade e na aceitação social dos diferentes tipos físicos e de suas formas de expressão.”

Que espécie de roupa estará boa para o comunismo brasileiro? Roupas super  provocantes ou o uso de roupas hiper mínimas para as mulheres expostas pela mídia. Um único tipo de sapato ou calça para os homens com o objetivo de  “salvar o meio ambiente” ?  (Se bem que em muitas lojas as roupas masculinas já  ficam jogadas em um canto escondido e com poucos modelos). Ou todos nós teremos que andar de vermelho como a presidente eleita Dilma?

Os tais conceitos estéticos baseados na diversidade  não foram definidos e não possuem qualquer ligação com a moral; por exemplo: essa lei permite que um travesti ande praticamente pelado nas ruas e não deve ser discriminado por isso, pois nesse caso deverá acontecer a aceitação social dos diferentes tipos físicos e de suas formas de expressão. Sim! Exibicionismo e nudez em público agora serão patrimônio cultural.

Para garantir que tudo isso funcione. Claro! O poder legislativo deve reprimir quem não estiver  obedecendo, apoiando  e respeitando a depravação comunista

“Capitulo I o Estado –  1.7.1 Fortalecer as comissões de cultura no Poder Legislativo federal, estadual e municipal, estimulando a participação de mandatos e bancadas parlamentares no constante aprimoramento e na revisão ocasional das leis, garantindo os interesses públicos e os direitos dos cidadãos.”

http://www.cultura.gov.br/site/categoria/politicas/plano-nacional-de-cultura/

Igrejas poderão aumentar a competição no setor de telefonia

A partir desta terça-feira as Igrejas de todo país poderão comprar redes de telefonia móvel das tradicionais operadoras do país (Vivo, TIM, Claro e Oi) para oferecer aos seus fiéis.

A decisão partiu de uma medida aprovada na semana passada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) que também permitirá que esse serviço seja oferecido por bancos, rede varejistas, times de futebol e qualquer outro segmento que possa se interessar.

Através de uma parceria entre as empresas, esses representantes terão o mesmo papel das lojas credenciadas e poderão oferecer os serviços de venda de aparelhos e linhas e também estarão liberadas para fazer migração de prestadoras, um serviço muito usado no país.

A Anatel acredita que a novidade vai aquecer a competição do setor, ampliar a oferta e reduzir os preços. Caberá ao órgão apenas controlar a qualidade do serviço prestado pelas credenciadas que poderão usar suas marcas próprias.

O regulamento dos operadores móveis virtuais, chamados de MVNOs, permite ainda que uma empresa alugue a infraestrutura de uma operadora tradicional, transformando-se em uma espécie de micro-operadora. (gospelprime)

Comentário: O celular possui um papel muito importante para a nova ordem mundial. Ele a cada dia está se tornando uma principal fonte de educação para o cidadão da nova era.

Não são poucos os cristãos que por não conhecerem Baha’u’llah, acharão que será instalado o reino de deus na terra por intermédio da ONU, onde a causa ambiental, fator que está unificando as religiões, é um dos principais agentes da apostasia vindo seguido apenas da transmissão do dia em que ocorrerá a manifestação de Baha’u’llah e seus sinais.

“A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira,”  (II Tessalonicenses 2 : 9)

Bento XVI admite possibilidade de pedir renúncia

Papa precisa conceito de infalibilidade e admite que possa ter opiniões pessoais que sejam erradas

Bento XVI não exclui a possibilidade de renunciar ao cargo, se visse impedido de continuar a guiar a Igreja, frisando que esse é um direito do Papa e, nalguns casos, mesmo um “dever”.

A posição é assumida no livro «Luz do Mundo – O Papa, a Igreja e os Sinais dos Tempos», que resulta de uma entrevista ao jornalista alemão Peter Seewald, apresentado esta Terça-feira no Vaticano.

Para Bento XVI, se um Papa tem consciência de que “já não está em grau de efectuar os deveres do seu ofício, fisicamente, psicologicamente e espiritualmente, então tem o direito, e nalgumas circunstâncias, também o dever de se demitir”.

O Código de Direito Canónico, prevê a possibilidade jurídica de renúncia por parte do Papa e esta renúncia não precisa de ser aceite por ninguém para ter validade, como indica o Cânone 332. O que se exige é que o Papa renuncie livremente e que manifeste a sua decisão de modo claro e público.

Ao longo do livro-entrevista, Bento XVI interroga-se sobre o peso dos seus 83 anos e dos que ainda lhe estão reservados.

No mesmo contexto, nega que tenha pensado em renunciar após a sucessão de escândalos de pedofilia, porque “não se pode escapar precisamente no momento do perigo”.

Bento XVI aborda ainda a doutrina católica sobre a infalibilidade do Papa, que se limita a “determinadas circunstâncias e determinadas condições”, pelo que este pode, “obviamente” ter “posições pessoais erradas”.

Sobre o seu ministério, interroga se “é verdadeiramente justo oferecer-se sempre às multidões e fazer-se aclamar como uma estrela” e confessa-se “receoso” quando tem de tomar decisões sobre pessoas.

Ao longo da conversa, de seis horas, o Papa aborda ainda as críticas que recebeu por ter usado o camauro, antigo chapéu pontifício que tinha sido utilizado pela última vez por João XXIII, falecido em 1963.

Bento XVI nega qualquer desejo de regressar ao passado e afirma: “Simplesmente, tive frio e a cabeça é um ponto sensível, para mim”.

Por outro lado, o Papa nega que viva “num mundo artificial” e diz mesmo que poucos se encontram com “tantas pessoas” como ele.

O livro “Luz do mundo. O Papa, a Igreja e os sinais dos tempos” resulta de uma conversa entre Bento XVI e Seewald – que já por duas vezes tinha entrevistado Joseph Ratzinger, ainda cardeal – na residência pontifícia de Castel Gandolfo, perto de Roma, entre os dias 26 e 31 de Julho deste ano.

http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?tpl=&id=82808

Rabino de Israel sugere criação de ‘ONU’ de guias espirituais

Um dos grandes rabinos de Israel, Yona Metzger, acredita que a comunidade internacional deveria criar uma instituição ecumênica para dissipar as tensões entre as religiões e, com isso deslegitimar, todos os que dizem matar em nome de Deus.

“A desconexão entre os líderes religiosos é tão grande que deveríamos escutar e conhecer as opiniões de cada um”, disse Metzger.

Ele assegurou que o “Não matarás” só tem uma interpretação e é comum em todas as confissões. Coloca que seu “sonho” seria um organismo “como o da ONU” ou “dentro da ONU”, que reúna representantes religiosos e guias espirituais de todos os países e religiões para que dialoguem e, em caso de crise, contribuam para dissipar as tensões.

Consultado sobre o conflito palestino-israelense, o Rabino de Israel encoraja as partes a “negociar” porque “é importante falar, escutar o outro”.

Comentário: A ONU espiritual já existe desde  1893 e chama-se – O Parlamento  Mundial das Religiões , criada em parceria com  a Igreja Presbiteriana e posteriormente com a UNESCO-ONU.

O Parlamento mundial foi a primeira instituição da Nova Ordem Mundial de Baha’u’llah a receber o seu sinal unificador, a estrela de nove pontas. O que falta para oficializá-la é a sua manifestação espiritual.

http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/videocasts/835364-rabino-de-israel-sugere-criacao-de-uma-onu-de-guias-espirituais.shtml

http://br.video.yahoo.com/watch/8596835/23179517?v=8596835

Data de casamento do Príncipe Wiliam está de acordo com os planos de Baha’u’llah

Resumo da notícia: Príncipe William marca a data do casamento com plebéia-  O casamento do príncipe William com sua noiva Kate Middleton já tem data marcada. A monarquia britânica confirmou nesta terça-feira que as bodas reais ocorrerão no dia 29 de abril de 2011, na Abadia de Westminster, em Londres  (Correio do Estado).

No post anterior vimos como o casamento de William se transformou em um culto ao deus das montanhas do Quênia e como esse se transformou em Baha’u’llah, o senhor dos nomes. Agora veremos o sentido da numerologia e da cabala nesse casamento. Claro! Sempre do ponto de vista cristão.

Somando todos os números temos (2+9+4+2+1+1=19). Ora, a Bíblia nos diz que o Anticristo fará uma mudança no calendário mundial   (Daniel 7 : 25). O Número 19 representa o calendário do Bahaismo. O calendário criado por Báb e aprovado por Baha’u’llah disputa com o calendário maia na ONU essa preferência.

Somando o número 19 da soma acima temos (1+9=10).  O número dez representa a besta de dez chifres (o reino do Anticristo) na proporção 3-3-3 (para os nove mestres eleitos) e  1 (para o Anticristo). Essa proporção é usada em uma das empresas de Willian no ramo dee entretenimento esportivo, a  FA .

A partir do dia 29 de Abril faltam 119 dias para acabar o ano, mais uma vez temos o 19.

Foi no dia 29 de Abril de 1945 que aconteceu o casamento do ditador austríaco Adolf Hitler com sua amante Eva Braun.Satanás usou Hitler para testar um governo mundial em pequena escala. Por outro lado, Hitler não se curvou perante aos ensinamentos de  Baha’u’llah e por isso foi contado entre os desatentos, em outras palavras Hitler recebeu a maldição de Baha’u’llah, pois o Anticristo verdadeiro deve ser submisso ao seu deus.

Em 29 de abril de 1707 a  Escócia e Inglaterra foram são unificadas, formando o Reino Unido da Grã-Bretanha.

Na numerologia, o 2 representa a manifestação das oposições do criador, ou seja, representa a inversão do 666 em 999.

Já o número nove,  representa o quadrado de 3  no bahaismo, os membros da Casa Universal de Justiça (9). Esotéricos atribuem a esse número a perfeição e também o número humanista, ou o número de um homem. O nove também  é o número de Baha’u’llah que rege as suas leis em seu sacratíssimo livrinho (Apocalipse 10:2):

“29. Dize: Este é aquele conhecimento oculto que jamais há de mudar, pois inicia-se com o nove, o símbolo que representa o Nome oculto e manifesto, inviolável e inacessivelmente excelso…”( Kitáb-i-aqdas-Baha’u’llah)

Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis. (Apocalipse 13 : 18)

Ora, sendo o nove o número de um homem chegamos a ele somando o 666 de forma direta: (6+6+6=18 ) e (1+8=9).

Somando 29 temos o 11 que  representa os illuminatis e o seu sistema babilônico americano de governo. O número 11 está submisso ao nove, para que se cumpra a profecia da Mulher (os EUA- 11) assentada sobre a Besta (reino do Anticristo, seus 9 mestres eleitos)  e as sete cabeças que levam ao oitavo rei, Baha’u’llah (A glória de DEUS ou o nome de Blasfêmia).

E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. (Apocalipse 17 : 3)

Por: Apocalipsetotal/ ANAJOV

Cientistas tentam recriar som da “Partícula de Deus”

“E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.”  (Apocalipse 13 : 15)

Sons de Deus?

Cientistas simularam o som de partículas subatômicas produzidas no Grande Colisor de Hádrons (LHC), na Suíça.

O objetivo é facilitar a identificação da chamada “partícula de Deus” – o bóson de Higgs – cuja existência ainda não foi confirmada, mas que, segundo teorias, daria massa a todas as outras.

A cientista Lily Asquith coordenou a equipe que desenvolveu o modelo que transforma dados do gigantesco experimento Atlas, no LHC, em sons.

O experimento mostra que “ouvir os dados” tem uma função prática, muito além de um significado poético. Carl Sagan explorou o tema em seu livro Contato, em que a cientista prefere “ouvir” as transmissões vindas do espaço do que confiar nas análises precisas feitas pelos computadores.

“Se a energia estiver perto de você, você ouve um som grave, e se estiver mais longe, mais agudo”, disse Asquith.

Notícia completa com os sons encontra-se  em:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=som-da-particula-deus&id=010150100623