• junho 2010
    S T Q Q S S D
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  

G20 em busca do consenso

“E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres.”  (Apocalipse 17 : 3)

Mais uma vês a Ordem illuminati  babilônica  precisa de ajuda para chegar um consenso  econômico e curva-se ao poder da  consulta multilateral divina de Baha’u’llah.

Notícia:

Na sombra da crise, G20 discute como conciliar corte de gastos com estímulos ao crescimento

A cúpula mundial do G20 (que reúne os países mais ricos, além de alguns emergentes) começou oficialmente hoje (26), em Toronto, no Canadá. Em pauta uma série de assuntos controvertidos, que vão além da macroeconomia, como as sanções ao Irã e temas relacionados ao meio ambiente. Em substituição ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, representará o Brasil nas discussões.

Para o Brasil, é fundamental dar continuidade à proposta de reformulação do Fundo Monetário Internacional (FMI). O Brasil quer ter mais espaço nas discussões econômicas mundiais e nos organismos multilaterais. Para o governo brasileiro, há um desequilíbrio no formato atual em relação à dimensão do país e o poder de voto que tem na instituição.

Uma das alternativas seria promover uma reforma no FMI adotando como o modelo a reforma feita pelo Banco Mundial (Bird). Há cerca de dois meses, o Bird aprovou o aumento do poder de voto de países emergentes na instituição.

Nas discussões paralelas, cada uma das 24 delegações busca negociar as prioridades definidas pelos respectivos governos. Os europeus querem mais rigidez no controle dos gastos públicos para conter a crise atual e evitar futuras. Os canadenses querem ser referência no apoio a essas medidas econômicas. Para o governo dos Estados Unidos, é necessário ter atenção na adoção de medidas restritivas, pois o rigor pode levar à suspensão dos estímulos econômicos adotados para reaquecer a economia mundial e, como consequência, provocar inflação e recessão.

Para os EUA, as discussões com a China serão um debate de interesses particulares. Os norte-americanos criticam os chineses, que decidiram há uma semana valorizar o yuan (moeda chinesa) para escapar das acusações de que mantinha a cotação da moeda artificialmente baixa para estimular as exportações locais. Mas a estratégia prejudica o mercado internacional e, especialmente, o dos EUA.

Da Agência Brasil

http://www.pernambuco.com/ultimas/nota.asp?materia=20100626110947&assunto=25&onde=Economia

Gates e Buffet aplicam um dos princípios da economia divina de Baha’u’llah

Um dos princípios de Baha’u’llah é a criação de fundos financeiros cooperativos para supostamente ajudar os pobres (eliminação dos extremos de pobreza e  riqueza). Foi o mestre da globalização  Abdu’l’Bahá que ensinou esse principio:

“…Do mesmo modo, Bahá’u’lláh ordenou aos ricos que doassem livremente aos pobres…” ( PALESTRAS PROFERIDAS POR ‘ABDU’L-BAHÁ EM NOVA IORQUE 1º DE JULHO DE 1912  na Rua Setenta e Oito, 309, Zona Oeste)

E assim, Gates e Buffet inclinam-se para o reino de Abhá e começam a criar a doação do fundo de solidariedade:

Noticia:

Gates e Buffet querem que magnatas do mundo doem 50% de suas fortunas

Os dois homens mais ricos dos Estados Unidos, Bill Gates e Warren Buffett, anunciaram nesta quarta-feira que querem convencer outros magnatas do mundo a doar metade de suas fortunas para obras de caridade.

Em um artigo publicado na revista Fortune, Gates e Buffett revelam que a ideia nasceu em um jantar organizado em Nova York, em maio de 2009, e que prosperou em outras reuniões similares entre milionários entusiasmados. Se a ideia for concretizada, seus gestores asseguram que isso mudará o rosto da filantropia. Gates e sua esposa Melinda, inclusive, propõem que a meta de 50% seja apenas “um piso” inicial. Buffett, investidor e industrial de 79 anos cuja fortuna é calculada em 47 bilhões de dólares, fez, de sua parte, a seguinte promessa: “Mais de 99% de minha riqueza irá para a filantropia durante minha vida ou quando eu morrer”. Depois de discutir com sua família, Buffet decidiu que quer ficar apenas com o que precisar e distribuir o resto para a sociedade. “Fortune” revela que outros casais bilionários já se comprometeram a dar 50% de sua fortuna, incluindo Eli e Edy Broad, John e Ann Doerr, H.F. e Marguerite Lenfest, John e Tashia Morgridge. Aparentemente a ideia inicial foi de Buffet, mas foram os Gates que deram impulso necessário para organizar o jantar há pouco mais de um ano, seguido por outros eventos similares onde os magnatas falaram sobre o tema. David Rockefeller, o prefeito de Nova York e homem mais rico da cidade, Michael Bloomberg, e a animadora de televisão – e também multimilionária – Oprah Winfrey, figuram entre os participantes mencionados pela Fortune. (Com AFP)

http://www.captacao.org/recursos/noticias/913-gates-e-buffet-querem-que-magnatas-do-mundo-doem-50-de-suas-fortunas

Vídeo da Skol serve como condicionamento para a economia mundial

A Skol faz parte da  Ambev  que é uma espécie de cervejaria global, pois a mesma tem em seu poder quase todas as marcas do segmento.

Nesse vídeo, o suposto torcedor faz uma prece a “deus” para cortar o cabelo do argentino.

Ele está maquiado com tons esverdeados e se assemelha a uma estátua humana viva. Essa cor mostra bem o caráter do novo cidadão global e seu envolvimento com as causas ambientais.

As estátuas vivas também representam a imobilização do ser humano através do uso de magia. É exatamente isso que acontecerá em breve através da manifestação espiritual de Baha’u’llah através do uso da alquimia.

Note que o homem não está totalmente maquiado. Em outra cena é possível ver que  as suas pernas não receberam a tinta esverdeada. Isso indica que falta apenas mais um pouco para a manifestação do cristo cósmico.

O ator fala como se fosse uma criança irritante. Isso representa o espírito dos elfos criaturas mitológicas que vivem aprontando e também possuem a função de proteger o meio ambiente. É dessa forma que o cidadão global será visto.

E por último temos a imagem do cristo cósmico (a estrela de nove pontas) que representa o sinal da sua economia ( Apocalipse 13:17), mais uma forma de adoração ao demônio estrela renfã  com a frase:  “ Segura na mão de “dios” e reze junto com a torcida da Skol.”