O Arco da “vitória” de Baha’u’llah

projeto-arco2

(Clique aqui para ler a parte I) O projeto Arco  foi inspirado na Epístola Lawh-i-Karmil (Epístola do Monte Carmelo), onde está localizado a sede do governo mundial Bahá’i. Foi o próprio Baha’u’llah que escolheu esse local, como descrito abaixo em sua epístola:

 “Rende tu agradecimentos a teu Senhor, ó Carmelo (…) sobre ti estabeleceu Seu trono, te fez o ponto do alvorecer de Seus sinais e a aurora das evidências de Sua Revelação” (Baha’u’lláh)

A fé Bahá’i também usa a Bíblia, mas só que de forma errada. Nessa caso, eles usam a passagem quando o Senhor Jesus abre os selos e sai o primeiro cavaleiro com o seu Arco:

E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer. (Apocalipse 6 : 2)

Isso acontece por que a comunidade Baha’i mistura a profecia de Zoroastro  (que fala da existência de dois cristos) com a Bíblia. Nesse caso o Senhor Jesus ficaria com a paz no mundo espiritual e Baha’u’llah com a paz no mundo material (que será supostamente estabelecida através da sua nova ordem mundial). Mas esse versículo fala da besta do abismo e não de outro cristo.

Voltando ao Arco de Baha’u’llah, como visto anteriormente,  ele é formado pelas seguintes instituições:  OS TERRAÇOS DO SANTUÁRIO DO BÁB, O CENTRO PARA ESTUDOS DE TEXTOS, O EDIFÍCIO DOS ARQUIVOS INTERNACIONAIS E  A BIBLIOTECA INTERNACIONAL BAHÁ’Í.

Conforme essas instituições estão sendo construídas(clique aqui para ver as fotos),  o governo mundial vai se concretizando, pois quando os globalistas investem nos santuários Baha’is (Se bem que hoje em dia isso não é necessário, pois a comunidade Baha’i recebe ótimos salários trabalhando no ECOSOC – Conselho Social e Econômico da ONU) o reflexo dessa atitude acontece  tanto no oriente como no ocidente  Em outra passagem dessa mesma epístola ,Baha’u’llah assevera essa verdade :

“Verdadeiramente, este é o Dia em que tanto a terra como o mar se regozijam por causa desse anúncio”

A terra e o mar são os locais onde estão as suas instituições “divinas” do governo mundial . O mar representa a ONU e a terra representa as instituições que formam o Arco da vitória de Baha’u’llah.

Os investimentos no Monte Carmelo podem ser vistos como oferendas e posteriormente sacrifícios para estabelecer a nova ordem mundial, por exemplo: Após a construção dos terraços no santuário Báb , aconteceu o histórico atentado de  11/09/2001 no WTC.

Existe uma assinatura  ocultista nesse evento que obedece a seguinte ordem: O santuário do Báb e formado por 9 arcos, a sua tumba e depois 9 arcos no terraço.

Dessa forma temos a seqüência 9-1-9 (clique aqui para entender melhor sobre essa assinatura ocultista) quando distribuímos em número Bahá a data 09/11/2001 temos a mesma seqüência:

O dia já é nove = 9

Para o mês, basta subtrair 11-2 (1+1) = 9

E por fim temos o número 1

Dessa forma temos 9-9-1.Agora é só colocarmos na ordem 9-1-9 e temos a mesma seqüência simbólica do santuário Báb. ( os números mísiticos do santuário do Báb serão estudados posteriormente)

Após essa data, a construção das instituições Baha’is aceleraram rapidamente e hoje resta apenas a conclusão da Biblioteca Internacional  Bahá’i. Essa biblioteca se transformará em um centro de estudos de referência mundial com diversas atividades, mas existem duas que merecem um destaque especial.

1) A centralização de informações :O wikipedia está sendo responsável por essa etapa que é a criação de uma Biblioteca mundial com todos os dados históricos da humanidade. Claro que a maior parte dos artigos do Wikipedia são totalmente forjados e comprados, mas mesmo assim a globalização do ensino avança rapidamente para a sua conclusão.

2) A união da ciência com a religião: Os futuros  arquivos científicos da comunidade bahá’i tem como objetivo ajudar os cientistas a entenderem os fenômenos dos sinais unificadores de Baha’u’lláh . Por exemplo: Os resultados obtidos através da aceleração de partículas ficarão arquivados na Biblioteca Internacional Bahá’i . O objetivo final é criar uma imagem semelhante ao espírito de Baha’u’lláh (a estrela de nove pontas). E assim,  Baha’u’llah cumprirá a profecia de Apocalipse abaixo:

 

E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. (Apocalipse 13 : 14)

Foi para esse fim, a descoberta do deus-estrela renfã (Atos 7:43),  que o guardião da fé deixou a seguinte diretriz em seu livro “a presença de deus”:

“…o espírito da adoração e, visto de cima, do ar, se assemelha a uma Estrela de Nove Pontas descida do céu para encontrar sobre a terra seu lugar de repouso. Para guiar os povos, porém, na senda que os levará à Terra Prometida, para a espiritualização da humanidade, para a consecução da Suprema Paz, o mundo espera que se levantem aqueles a quem o Rei dos Reis confiou a tarefa – os cristãos e as igrejas do Ocidente…” (Shoghi Effendi)

E por fim, através dessa quinta instituição da comunidade Baha’i, será implantada a economia “divina“ de Baha’u’lláh, consolidando a sua suposta vitória sobre a humanidade através do seu Arco:

Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. (Apocalipse 13 : 17)

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: