É mais difícil ser vegana do que gay’, diz esposa de apresentadora americana

A atriz e esposa da apresentadora americana Ellen DeGeneres, Portia de Rossi, é capa da revista VegNews deste mês. Na reportagem especial, Portia conta como é preparar pratos veganos para a esposa — Ellen é vegana há vários anos –, como é a paixão do casal pelos animais e ainda dicas dos melhores restaurantes vegetarianos nos Estados Unidos.

Na entrevista, Portia ainda declara ser muito mais difícil seguir uma dieta vegana do que ser gay. “Acredito que as pessoas demoram para aceitar isso [a dieta vegana]. As pessoas se sentem mais desconfortáveis por terem uma vegana à mesa do que uma lésbica”, contou.

Portia dá um exemplo do porque ela pensa assim. “Se alguém está sentado com você comendo um bife e vendo você comer uma polenta, eles acham que você está tentando converter alguém. Pelo fato de ser gay, não acredito que as pessoas pensem assim[que você queira que os outros sejam gays]“.

Para Portia, comida sempre foi um desafio. Em 2010, ela lançou uma autobiografia onde conta que sofreu com anorexia nervosa por muitos anos, porém quando se tornou vegana, sua vida mudou totalmente. “Quando eu sofria de distúrbios alimentares, minha vida era baseada em mim mesma, eu vivia em função do meu ego”, explicou.

Os pensamentos mudaram depois que ela adotou o veganismo pois, como ela mesma disse na entrevista, ela passou a se importar mais com o meio ambiente, com os animais e com aqueles que viviam com ela.

 

Comentário: A cada dia a profecia descrita em  1 Timóteo 4.3 está se cumprindo. Agora fica claro que existe algo satânico nos bastidores do mundo vegetariano ao ler essa notícia, onde lésbicas estão promovendo a causa. Vale lembrar que a alimentação sem carnes e com frutas foi criada por Baha’u’llah e ensinada aos governantes da terra pelo seu filho Abdu’l’Bahá.

4 DE MAIO DE 1912 – Palestra de Abdu’l  na Associação Religiosa Livre, ou Conferência Unitária Boston, Massachusetts

 

Pergunta: Qual será o alimento do povo unido?

Resposta: À medida que a humanidade evolui, a carne será cada vez menos usada, pois os dentes do homem não são carnívoros. Por exemplo, o leão é dotado de dentes carnívoros, próprios para a carne, e se não houver carne, o leão morre de inanição. O leão não pode pastar; seus dentes são de outro formato. O sistema digestivo do leão é tal que não pode receber nutrientes senão através da carne. A águia possui um bico curvo, sendo a parte inferior mais curta do que a superior. A águia não pode apanhar grãos; não pode pastar; portanto é obrigada a comer carne. Os animais domésticos possuem dentes herbívoros, apropriados para comer capim, que é seu alimento. Os dentes humanos, os molares, são formados para triturar grãos. Os dentes dianteiros, os incisivos, são apropriados para frutas, etc. Por isso, de acordo com os implementos para a alimentação, torna-se evidente que o alimento do homem deve ser grãos e não carne. Quando a humanidade estiver mais plenamente desenvolvida, comer carne será gradualmente abandonado.

 

 

http://www.vidavegetariana.com/site/noticias.php?page=noticias/617

 

About these ads
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 199 outros seguidores